Fio dental para aparelho: como usar da forma correta?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Muita gente acaba pulando uma etapa muito importante da higiene bucal durante o tratamento ortodôntico: o uso do fio dental. Mas, o que poucos sabem é que existe o fio dental para aparelho, específico para facilitar essa missão.

Quando colocamos um aparelho ortodôntico, especialmente o aparelho fixo, é ainda mais essencial cuidar da saúde bucal, já que o acúmulo de restos alimentares e bactérias tende a ser maior. Por isso, o uso do fio dental para aparelho é tão importante.

O fio dental para aparelho é um instrumento utilizado para a manutenção da salubridade bucal. O fio de metal e os braquetes dificultam o processo. Por isso, o fio dental será utilizado em conjunto com o passador de fio dental.

Como passar o fio dental no aparelho?

O aparelho ortodôntico certamente traz algumas mudanças para a vida de quem o utiliza. É preciso, por exemplo, se readaptar a algumas tarefas muito simples, como comer e falar, mas nada que seja impossível para se lidar e, em pouco tempo, já estamos adaptados.

Uma das mudanças relacionadas ao uso do aparelho ortodôntico é a rotina de limpeza diária dos dentes. Por aparentar ser um pouco mais complicada, muita gente acaba pulando passos essenciais para a completa higienização dos dentes, como o uso do fio dental.

No entanto, usar aparelho ortodôntico não é desculpa para não usar fio dental. Este cuidado tão essencial durante uma rotina de higienização adequada também é necessário durante o tratamento ortodôntico, senão ainda mais importante.

Na verdade, a grande dificuldade para quem é usuário do aparelho é a livre passagem do fio dental por todos os espaços entre os dentes, já que o fio do aparelho ortodôntico tende a dificultar esse processo.

Mas, ressaltamos a importância desse passo para a sua saúde bucal e, neste artigo, você conferirá dicas para tornar a limpeza com o fio mais simples.

Se você optar por usar o fio dental tradicional, por exemplo, deve procurar a maneira mais simples para essa tarefa, uma vez que o fio comum não é adaptado para esse fim.

Passo a passo

O passo a passo para o uso do fio dental para aparelho fixo é:

  1. Pegue um fio com cerca de 30 a 40 centímetros;
  2. Passe o fio dental por trás do fio ortodôntico. Mas, cuidado para não mexer no fio ortodôntico;
  3. Faça pressão no fio dental até que ele entre no meio dos dentes;
  4. Com cuidado, deslize o fio dental para cima e para baixo;
  5. Quando terminar, puxe uma das pontas do fio dental para a sua retirada; e
  6. Por fim, repita o processo entre todos os espaços dos dentes da boca.

Lembre-se, é ideal passar o fio dental nos dentes depois de todas as refeições. Mas, o uso pelo menos uma vez ao dia basta para manter a higiene.

O que é passa fio?

O que é passa fio?

No entanto, se utilizar o fio dental comum parece muito difícil para você, o mercado ainda oferece diferentes opções para quem faz uso do aparelho ortodôntico. É o caso do passa fio.

O passador de fio para aparelho é uma ferramenta em formato de agulha de plástico. Seu formato, porém, é mais curvo se comparo a uma agulha comum.

Como o próprio nome já diz, ele é responsável por auxiliar na passagem do fio dental entre os fios do aparelho, uma vez que apresenta mais firmeza que o fio dental sozinho.

Ele pega as pontas do fio dental, fazendo com que seja possível “costurar” o fio dental entre o fio ortodôntico e os dentes, facilitando seu uso nas áreas de difícil acesso. Dessa forma, tona-se mais fácil o manuseio durante a limpeza.

Juntos, o passa fio e o fio dental proporcionam uma higienização bucal completa ao usuário do aparelho ortodôntico.

Um dos principais benefícios no uso do passa fio é a rapidez no momento da limpeza. Isso porque grande parte dos pacientes com o aparelho ortodôntico podem demorar até o dobro do tempo ao passar o fio dental se comparados aos pacientes que não usam o aparelho.

Dessa forma, á medida que torna o processo de limpeza bucal mais rápido, simples, e possibilita uma higienização bucal eficiente, utilizar o fio dental passa a ser um momento mais prazeroso para o paciente com aparelho ortodôntico.

Como usar o passador de fio dental para aparelho?

Como usar o passador de fio dental em aparelhos

Usar o passa fio para aparelho ortodôntico pareceu difícil? Não se preocupe. O uso desse instrumento de higiene é muito prático e, com a experiência, você ficará cada vez melhor em utilizá-lo.

Para te auxiliar nesse processo, explicaremos a baixo como passar o fio dental em aparelho fixo usando o passa fio. Confira:

  1. Pegue o fio dental;
  2. Passe o fio dental na abertura do passa fio, como se estivesse inserindo um fio de linha por uma agulha comum;
  3. Com o passa fio já junto do fio dental, coloque o fio dental atrás do fio metálico;
  4. Faça pressão no fio dental até que ele entre no meio dos dentes, segurando cada ponta com uma mão;
  5. Com cuidado, deslize o fio dental para cima e para baixo, encostando na gengiva;
  6. Quando terminar, puxe uma das pontas do passa fio para a remoção do fio dental; e
  7. Por fim, repita o processo entre todos os espaços dos dentes da boca com cuidado para não danificar o aparelho ou machucar a gengiva.

Se ainda houver dificuldades durante a utilização do passa fio no momento da higienização, durante sua consulta de rotina ao ortodontista, peça que o profissional explique como fazer uso do instrumento.

O passo a passo na prática se tornará muito mais claro para você.

Tipos de fio dental para quem usa aparelho

Tipos de fio dental para quem usa aparelho

Agora que você já sabe a maneira mais simples de utilizar o fio dental com o aparelho ortodôntico, está na hora de descobrir qual o tipo de fio dental ideal para esse caso.

Isso mesmo! Atualmente o mercado de higiene bucal disponibiliza diversos tipos e marcas de fios dentais diferentes. Contudo, nem todos os tipos são indicado para pacientes que usam o aparelho.

Essas mudanças entre os modelos de fio dental vão além das cores, por exemplo, elas são encontradas na própria estrutura do fio.

Certamente, há um modelo que mais se adapta às suas necessidade. Por isso, confira a seguir quais são os tipos de fio dental existentes:

  1. Fio de monofilamento ou fita dental
  2. Fio de multifilamento
  3. Super Floss
  4. Com cera e sem cera
  5. Com haste
  6. Para crianças

Fio de monofilamento ou fita dental

O fio de monofilamento, mais conhecido com fita dental, é um fio com uma estrutura mais fina que o um fio tradicional, porém resistente.

Como o próprio nome já sugere, esse tipo de fio possui uma fibra única e, por esse motivo, tende a ser mais fino. Apesar de ser constituída por uma única fibra, a fita dental tem menor probabilidade de desfiar ou se romper durante seu uso, se comparado ao fio tradicional.

Por causa dessa resistência maior, esse tipo de fio dental é o tipo mais indicado para pessoas com os dentes muito próximos uns dos outros, isto é, quando a arcada dentária é mais apertada.

A fita dental é um produto que oferece um introdução entre os dentes de modo mais fácil para esses pacientes, de mofo que desliza sem machucar as gengivas.

Fio de multifilamento

O fio de multifilamento é o tipo mais tradicional encontrado no mercado. Ao contrário da fita dental, ele é composto por diversas fibras unidas, de modo que se abrem para alcançar uma área maior durante seu uso.

Se comparado à fita dental, o fio de multifilamento possui uma estrutura mais roliça e cilíndrica, porém, tende a ser mais frágil, com maiores chances de rompimento durante o uso.

Por esse motivo, esse tipo de fio é mais indicado para pacientes com um espaço interdental maior, isto é, com um arcada dentária mais espaçada.

Do contrário, se os dentes forem muito próximos um dos outros, além da inserção do fio ser mais difícil, seu rompimento é eminente.

Super Floss

Esse é um tipo de fio dental mais específico, muito similar ao modelo do fio dental com passa fio.

Isso porque esse tipo de fio já possui uma ponta mais rígida, normalmente feita de plástico, para o mesmo fim do passa fio, isto é, para auxiliar a passagem do fio dental.

Por isso, esse produto costuma ser indicado para pacientes com implantes, coroas dentárias e também aparelhos ortodônticos.

O super floss é composto de uma rede de fibras esponjosas, tendo um diâmetro maior que os produtos anteriores.

Com cera e sem cera

Esse tipo de fio dental não se diferencia dos demais com relação a estrutura. Na verdade, trata-se do acabamento do fio dental.

Isso quer dizer que qualquer fio dental pode se apresentar nessa categoria, seja a fita de monofilamento ou o fio multifilamento, por exemplo.

Sendo assim, o acabamento desse fios podem ser encerados ou não. O acabamento em cera oferece um deslizar muito mais confortável do fio, uma vez que é mais liso, escorregadio.

Já o acabamento sem cera pode gerar algum incômodo, especialmente para quem sofre com uma sensibilidade mais acentuada.

Com haste

O fio dental com haste nada mais é que uma fio dental comum preso em uma haste.

Trata-se de uma ferramenta de plástico que segura um pedaço de fio dental comum em uma das suas pontas. Para utilizá-lo, basta apenas segurar a haste e manusear o fio esticado entre os dentes.

Esse instrumento também possui um pequeno palito de plástico em sua outra ponta, utilizado no lugar do palito de dentes de madeira tradicional para retirar grandes partículas de alimentos presas entre os dentes.

Para crianças

Há também diversos tipos de fio dental para crianças disponíveis no mercado.

Os produtos voltados para esse grupo normalmente contém cores diferentes e até mesmo sabores, como menta e morango, por exemplo.

Os personagens infantis impressos nas embalagens também geram um ótimo estímulo para que os pequenos mantenham uma higiene bucal de qualidade.

Qual o melhor modelo?

O uso do fio dental para quem usa aparelho é importante, pois ele consegue limpar profundamente todas as áreas da cavidade bucal.

Quanto ao modelo ideal de fio dental, esse pode variar de paciente para paciente já que cada um se adapta melhor com diferentes versões.

Por exemplo, se você possui dentes muito próximos uns dos outros use a fita dental. Já se seus dentes apresentam maior espaço entre si, você pode optar pelo fio de multifilamento.

Qualquer um desses dois tipos de fios dentais pode ser usado com o passa fio. No entanto, exite um senso comum entre os dentista.

A recomendação é que o paciente com aparelho ortodôntico opte sempre pelo acabamento do fio dental com cera, uma vez que ela consegue passar nos espaços mais difíceis de forma menos incômoda, além de enroscar e danificar muito menos as peças metálicas do aparelho fixo.

Se preferir, o modelo super floss também é indicado para pacientes com o aparelho. Porém, este pode ser mais caro que o fio dental comum.

O que pode acontecer se não usar o fio dental?

O que pode acontecer se não usar o fio dental?

A utilização do fio dental para aparelho fixo está diretamente ligada à saúde bucal.

Isso porque, quando não usamos o fio dental, várias alterações negativas podem se manifestar na boca, já que o fio dental alcança lugares profundos da boca que não são alcançados pela escova de dentes comum.

Como já dissemos, usar um aparelho ortodôntico pode propiciar um acúmulo ainda maior de restos de alimentos e bactérias no ambiente oral. Portanto, se o uso do fio dental já é extremamente importante para os pacientes que não usam o aparelho, para os que o utilizam é certamente indispensável.

Portanto, saiba que negligenciar o fio dental pode trazer enormes riscos para a saúde da sua boca. Veja a seguir quais são as patologias mais comuns relacionadas à falta de limpeza adequada dos dentes:

  1. Acúmulo de placa bacteriana
  2. Tártaro
  3. Gengivite
  4. Periodontite
  5. Mau hálito

Acúmulo de placa bacteriana

Um dos problemas mais comuns relacionados á falta de limpeza adequada dos dentes é o acúmulo de placa bacteriana.

Já sabemos que apenas o uso da escova de dentes não é suficientemente eficaz para limpar as pequenas partículas de alimentos presas entre os dentes à margem da gengiva, sendo necessário o uso do fio dental para completar essa limpeza.

Porém, quando o fio dental não é utilizado e esses pequenos restos continuam na cavidade bucal, você sabe o que pode acontecer?

Nosso ambiente oral é constituído naturalmente de bactérias. Uma vez que os restos alimentares não são devidamente removidos dos dentes, essas bactérias encontram neles uma fonte de nutrientes para se tornarem mais fortes e se proliferarem na boca.

A multiplicação dessas bactérias formam a famosa placa bacteriana, um biofilme transparente que se adere na superfície dos dentes.

Por sua vez, a placa bacteriana contém ácidos e toxinas que afetam os dentes e as gengivas, provocando as famosas cáries, pelo processo de desmineralização, e também inflamações gengivais.

Tártaro

Quando a placa bacteriana não é eliminada pela escovação e limpeza diária dos dentes com o fio dental, ela endurece na superfície dos dentes, formando o o cálculo dental, mais conhecido como tártaro.

Ao contrário da placa bacteriana que é uma película incolor, o tártaro é uma formação mineral com coloração amarelada ou, em casos mais avançados, marrom.

O tártaro também dá um espaço maior de atuação para a placa bacteriana, uma vez que não pode ser eliminado pela escovação comum, formando uma camada que protege a placa bacteriana da limpeza.

Portanto, o tártaro possibilita de forma ainda mais intensa o aparecimento de cáries e inflamações gengivais.

Gengivite

Sem uma limpeza eficiente e eliminação da placa bacteriana da superfície dos dentes, as toxinas produzidas pelas bactérias iniciam um processo de inflamação na gengiva, conhecido com gengivite, uma das doenças periodontais mais recorrentes.

A irritação da gengiva pode causar diversos sintomas, como:

A cura da gengivite só é possível por meio da eliminação da placa bacteriana e do tártaro, pois, dessa forma, não haverão agentes irritantes que inflamem a gengiva.

Isso quer dizer que a cura da gengivite está diretamente ligada à uma rotina de limpeza adequada, aliada à limpeza profissional realizada no consultório odontológico para a eliminação do tártaro.

Periodontite

Uma vez que a placa bacterina e o tártaro não eliminados, a gengivite evolui para o estágio de periodontite. Nesse estágio, a inflamação atinge os o osso e o tecido conjuntivo que segura os dentes no lugar, causando danos permanentes aos dentes.

Além dos sintomas já apresentados no estágio da gengivite, a periodontite pode manifestar ainda:

Mau hálito

Por último, a falta da higienização adequada dos dentes também causa o mau hálito, sintoma que pode estar presente em qualquer uma das condições orais apresentadas, como o tártaro e a gengivite, por exemplo.

Portanto, fique sempre ligado à qualquer manifestação de patologias orais! Utilize sempre o fio dental para aparelho. E, em caso de dúvidas, consulte seu dentista de confiança.

Alternativas ao fio dental para aparelho: escova interdental e irrigador oral

Alternativas ao fio dental: escova interdental e irrigador oral

Apesar do fio dental ser o método mais tradicional e de ótima eficiência, para manter uma higiene de excelência e evitar o aparecimento dessas patologias orais, existem ainda outras alternativas ao uso do do fio dental, como no caso da escova interdental ou do irrigador oral.

Essas também apresentam-se como boas opções para os paciente que utilizam o aparelho ortodôntico, uma vez que seu uso é mais fácil.

Confira, a seguir, como funcionam e quais são seus benefícios:

Escova interdental

A escova interdental á uma escova de dentes pequena criada para limpar a placa bacteriana e restos de alimentos entre os dentes.

Isso porque, seu formato é ideal para que suas cerdas sejam inseridas entre os dentes, de modo a limpar a região, substituindo o uso do fio dental.

Suas pequenas cerdas, em formato cilíndrico ou cônico, são ideais para pacientes que usam implantes, coroas, pontes fixas, aparelhos ortodônticos ou para aqueles que possuem espaços maiores entre os dentes.

Para utiliza-la, o usuário deve deslizar a escova perpendicularmente, fazendo movimentos de dentro para fora da boca. As cerdas devem deslizar facilmente entre os dentes, sem que seja necessário realizar pressão.

Para quem possui dificuldades em fazer uso do fio dental com aparelho, essa pode ser uma excelente alternativa.

Irrigador oral

Por sua vez, o irrigador oral também é um aparelho utilizado como alternativa ao fio dental comum.

Sua principal função é limpar os espaços entre os dentes por meio de um jato de água direcionado a esses pequenos locais com acúmulo de restos alimentares e bactérias.

A força do jato de água contínuo é responsável por eliminar a sujeira contida entre os dentes. Dessa forma, o irrigador oral é uma das formas mais simples e práticas para a limpeza dos dentes de pacientes que utilizam o aparelho ortodôntico.

Além dos espaços entre os dentes, o irrigador oral também pode ser utilizado para realizar a limpeza do aparelho ortodôntico de forma mais profunda, somado à escovação diária.

Por isso, também apresenta-se como uma excelente alternativa para os pacientes que não conseguem se adequar ao uso do fio dental enquanto utilizam o aparelho ortodôntico.

No entanto, uma das desvantagens do uso do irrigador oral em relação ao fio dental tradicional é seu preço relativamente mais alto e a falta de praticidade de transporte do aparelho, uma vez que são relativamente maiores que uma caixinha de fio dental simples.

Justamente por conta do seu tamanho, seu uso é muito mais comum em casa do que em locais públicos, diferentemente do fio dental.

Mas não se preocupe! Certamente o fio dental para aparelho ou uma das opções acima será a mais adequadas às suas necessidades. O mais importante é manter uma excelente higiene bucal, a fim de evitar o aparecimento de doenças orais e ter uma saúde bucal de qualidade.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.