Periodontite causa fragilidade óssea e perda de dentes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Fique atento na sua saúde bucal e trate a periodontite

Doenças periodontais podem surgir em qualquer idade. No caso da periodontite, umas das mais conhecidas e recorrentes, surge com maior frequência em pessoas com 35 anos ou mais. Apesar de ter essa característica, isso não significa que crianças também não possam desenvolver essa doenças – mesmo sendo mais raro.

A gengivite é a principal causa de periodontite, que também pode surgir em decorrência da falta de saúde bucal ou por uma predisposição genética. Pessoas com doenças no sistema imunológico, diabetes, fumantes e aquelas que têm maior disposição para ao acúmulo de bactérias também estão as mais propensas a desenvolverem esta patologia.

Periodontite é uma evolução da gengivite. É uma doença bucal que compromete todos os os tecidos de suporte ao redor do dente. Ossos e ligamentos periodontais são os mais afetados. Pode causar a queda e perda de dentes por conta da fragilidade óssea desenvolvida, e as consequências vão desde a destruição da estrutura bucal até a agressividade na estética dental.

Periodontite tem cura? A doença é incurável, mas, em casos que não são extremos, o tratamento é efetivo. A descoberta da doença é feita na própria clínica pelo odontologista ou periodontista.

Primeiro, o profissional fará o exame clínico ao realizar perguntas para o paciente. Depois, ele fará o exame físico, com inspeção visual, palpação e exame radiográfico. Só assim, cirurgião-dentista e paciente saberão se estão lidando com a doença bucal.

Como sei que tenho periodontite?

A periodontite crônica é uma doença comum, mas bastante agressiva. Entre os sintomas de periodontite que podem aparecer para os pacientes, estão:

  • Mau hálito;
  • Inchaço e vermelhidão ao redor dos dentes;
  • Sangramentos durante a escovação;
  • Sensibilidade nas gengivas;
  • Abscessos dentários; e
  • Queda de dentes.

Tratamentos para periodontite

Por ser uma doença agressiva, ela deve ser tratada o mais rápido possível. Paciente e profissional devem estabelecer um acordo sobre o melhor caminho para combater a doença. Entre os tratamentos possíveis, há os cirúrgicos e os não-cirúrgicos.

Dentre os tratamentos cirúrgicos, encontramos a aplicação de derivados de matriz do esmalte dental. Isso é feito porque o esmalte é reduzido com a periodontite. Assim que é introduzido mais na cirurgia, o esmalte faz uma proteção contra novas bactérias e aumenta as chances de um crescimento de osso saudável.

A regeneração tecidual guiada também é outro recurso cirúrgico. Nesse procedimento, o dentista insere um tecido entre o dente e o osso afetado. O tecido impede que novas toxinas se insiram na área, e o osso comprometido pode crescer novamente de forma natural e saudável.

Os tratamentos não-cirúrgicos incluem a limpeza, que remove a placa bacteriana causadora da periodontite. Esse processo pode ser doloroso por conta da gengiva sensível. Outro procedimento é a raspagem e alisamento radicular, que raspa a raiz do dente para impedir o acúmulo de novas bactérias.

Como cuidar da periodontite?

A periodontite traz problemas bucais e estéticos, e o melhor combate contra essa doença é a prevenção. É importante lembrar de manter uma saúde bucal impecável.

Escovar os dentes e usar o fio dental são hábitos essenciais. A escovação depois das refeições, depois de acordar e antes de dormir também são recomendadas.

Evitar alimentos e bebidas com muito açúcar e evitar fumar são outras orientações. E por fim, a periodontite pode ser combatida com visitas regulares ao dentista.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.