Gosto amargo na boca é sinal de doenças? Depende!

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Talvez você já tenha acordado de manhã e, além do mau hálito matinal, você também sentiu um gosto amargo na boca. Ou, mesmo durante o dia, sentiu a necessidade de comer ou lavar a boca para tirar o gosto ruim que se instalou ali.

Bem, infelizmente, esse gosto amargo na boca é mais comum do que imaginamos. E ele pode ter várias causas, sejam elas naturais ou até mesmo a manifestação sintomática de alguma doença.

O gosto amargo na boca é resultado da pouca produção de saliva, excesso de bactérias, alterações no paladar ou má higiene bucal. Pode vir ou não acompanhado de mau hálito, mas o mais comum é que ambos andem juntos.

Por que acordo com gosto amargo na boca?


O gosto amargo na boca pode ser comum ao acordar pela manhã, geralmente acompanhado do famoso mau hálito matinal.

Contudo, esse gosto desagradável, bem como o hálito ruim depois de algumas horas de sono, são condições consideradas normais.

Isso ocorre porque você passou horas com a boca fechada e com baixa produção de saliva.

Com uma quantidade menor de saliva no ambiente oral, normalmente o pH da boca se torna mais ácido, favorecendo a concentração de microrganismos que sobrevivem mais facilmente nesse tipo de ambiente.

Os microrganismos, por sua vez, são responsáveis pelo mau cheiro, condição conhecida como halitose não patológica e considerada comum pelos dentistas. Junto com o mau cheiro, está presente também o amargor na boca, mas não é regra.

Dessa forma, se o gosto desagradável que você sente na boca está presente apenas após acordar de algumas horas de sono, não há motivos para preocupação, já que se trata de um desconforto que deve ser resolvido com uma boa higiene bucal.

Assim, o gosto desagradável deve passar após você escovar os dentes e não deve aparecer novamente durante o dia.

Entretanto, se o gosto ruim não se tratar apenas dos momentos específicos ao acordar pela manhã, ou se o problema persistir mesmo depois de realizada uma limpeza bucal adequada, o ideal é investigar as causas relacionadas a essa condição com um médico ou odontologista.

Por que estou com gosto ruim na boca?

Por que estou com gosto ruim na boca?

Além da sensação amarga na boca após acordar, pode ser comum que você a sinta em outras situações ao longo do dia, como mencionamos.

Na verdade, o gosto ruim na boca pode ter inúmeras causas que precisam ser entendidos. Por isso, separamos alguns fatores que podem levar a boca amarga. Confira:

  1. Falta de higiene
  2. Gravidez
  3. Antibióticos e Antidepressivos
  4. Distúrbios estomacais
  5. Doenças no fígado
  6. Doenças na boca
  7. Baixa hidratação
  8. Doenças respiratórias e infecções na garganta
  9. Suplementos vitamínicos
  10. Carência de vitaminas
  11. Tabagismo
  12. Diabetes
  13. Transtorno de ansiedade e depressão

Falta de higiene

Se você não limpar sua boca, as bactérias e restos de alimentos se mantém parados ali. Além de ser extremamente prejudicial à saúde da boca, a má higiene bucal pode provocar doenças bucais e outras condições no ambiente oral.

Exemplo disso é o acúmulo de placa bacteriana na língua, conhecida como saburra lingual. Esse tipo de infecção fúngica causa mau hálito e reações químicas que levam ao gosto amargo na boca.

Alguns sinais de uma má higienização é o sangramento gengival, cáries, camada esbranquiçada na língua (saburra), mau hálito frequente e o gosto amargo na boca.

Portanto, uma higienização bucal adequada após as principais refeições do dia faz-se sempre necessária.

Gravidez

Sim! Um dos sintomas da gravidez pode ser o gosto amargo na boca. A mudança hormonal é uma condição muito presente durante a gravidez.

Quando essa alteração ocorre, é comum que a gestante sinta o paladar mais apurado, especialmente no primeiro trimestre da gravidez.

Nessa fase, é comum que a gestante reclame do gosto amargo na boca, ou sensação de gosto metálico.

Contudo, não há com o que se preocupar. Apesar de não ser um sintoma tão comumente relacionado à gravidez, nessa fase da gestação esse sintoma pode aparecer e costuma passar ao longo dos trimestres.

Vale ressaltar que o amargor, ou a distorção e sensibilidade do paladar da gestante não é algo que ocorre em todos os casos.

Antibióticos e Antidepressivos

Ouro fator é o consumo de alguns remédios que podem mexer com os hormônios ou causar reações químicas que levam ao gosto amargo na boca.

É comum que algum desses medicamentos provoquem a disgeusia, uma distorção no paladar responsável pelo amargor do ambiente oral.

Outros podem interferir diretamente na produção de saliva, o que também provoca a sensação de amargor. Por outro lado, há ainda os que podem liberar resíduos de saliva na boca, o que também provoca o gosto amargo.

Dentre os medicamentos que podem provocar o amargor, podemos citar:

  • Remédios para gota;
  • Antibióticos;
  • Hipertensivos;
  • Antidepressivos.

Distúrbios estomacais

É comum que pessoas que apresentem alterações no estômago sintam frequentemente um gosto ruim na boca.

Um exemplo de distúrbio estomacal, ou problema gástrico, que pode levar ao amargor é o refluxo gastroesofágico.

refluxo ocorre devido à volta dos ácidos estomacais para o esôfago, responsáveis por alterar o pH da saliva.

Alguns do sintomas comuns do refluxo incluem gosto amargo na boca e dor no estômago

Doenças no fígado

O amargor também pode ser causado por problemas no fígado. Isso porque, quando esse órgão não está funcionando da forma correta, o organismo começa a acumular amônia em alta quantidade, uma substância tóxica que, em condições normais, é transformada em ureia pelo fígado e eliminada na urina.

Entretanto, quando o fígado passa por algum tipo de doença, como no caso da cirrose, fígado gordo ou hepatite, altos níveis de amônia no organismo levam a alteração do paladar, causando o gosto ruim na boca, similar a peixe ou cebola.

Doenças na boca

O amargor na região bucal pode ser causado também por doenças típicas da boca, como a cárie, a gengivite e a periodontite.

Por sua vez, as doenças bucais são provenientes de uma má higienização bucal, fator já mencionado no artigo. A cárie, por exemplo, é a degradação do dente causada pelos ácidos produzidos por bactérias na região oral. Além da dor, um dos sintomas relacionados a essa condição é o gosto azedo ou amargo na boca.

Já a gengivite e a periodontite também estão relacionados às bactérias que se proliferam na boca graças a limpeza inadequada, que formam a famosa placa bacteriana. Todavia, são condições que se manifestam nas gengivas, diferentemente da cárie.

A doença periodontal (patologias da gengiva) pode ser grave e causar inúmeros efeitos colaterais à saúde da boca. Seu sintoma mais comum é o sangramento na gengiva que pode comumente causar um gosto de ferro na boca, responsável pelo amargor.

Baixa hidratação

A água é um elemento essencial para o bom funcionamento do nosso corpo, é de se imaginar que, portanto, a baixa hidratação pode acarretar diversos efeitos colaterais para o organismo.

Dentre os inúmeros efeitos colaterais que podem atingir as pessoas que não gostam de beber água, está a baixa produção salivar, proveniente da desidratação. Por sua vez, a desidratação está diretamente relacionada a alteração no paladar, o mau hálito e o gosto amargo na boca.

A baixa produção de saliva gera a sensação de boca seca e amarga, mais conhecida como xerostomia. A baixa ou nenhuma produção de saliva, além de estar ligada a desidratação do corpo, também pode envolver outras causas, como o cigarro, dengue, álcool, má higiene bucal, hábito de respirar pela boca e o ronco, por exemplo.

Independente da causa, a boca seca é um dos fatores mais comuns a provocar o amargor na boca.

Doenças respiratórias e infecções na garganta

O amargor no ambiente oral também pode ser causado pelas bactérias causadoras das infecções respiratórias e da infeção na garganta. É o caso da rinite, sinusite, resfriados e amigdalite, por exemplo.

Esse gosto azedo está associado às substâncias produzidas pelas bactérias desses tipos de infecções.

Suplementos vitamínicos

Outro fator relacionado ao amargor do ambiente oral são os suplementos vitamínicos. Isso ocorre porque alguns dos suplementos contém uma alta quantidade de substâncias metálicas, como é o caso do zinco, cobre, ferro e cromo, por exemplo.

O elevado teor dessas vitaminas podem levar ao surgimento do gosto metálico ou amargo na boca.

Contudo, nesse tipo de caso não é preciso se preocupar. É esperado que, após o corpo absorver completamente o suplemento, a sensação de amargor se dissipe.

Todavia, se o incômodo causado for grande, é recomendado conversar com seu médico responsável sobre a diminuição da concentração e dose das vitaminas, ou até mesmo sobre a troca do suplemento.

Carência de vitaminas

Com relação às vitaminas, o contrário também se mostra verdadeiro. Isto é, não apenas o alto teor de vitaminas pode provocar a sensação amarga no ambiente oral, mas a falta delas também pode ser um fator preponderante nesse caso.

Quando falamos especificamente da falta da vitamina B no organismo, inúmeros podem ser os efeitos colaterais. Podemos citar como exemplo:

  • Irritabilidade;
  • Formigamento nas mãos e nos pés;
  • Cansaço;
  • Dores de cabeça.

Porém, é a inflamação na boca, relacionada à falta das vitaminas do complexo B, que pode causar o desagradável amargor no ambiente oral.

Tabagismo

Outro fator que causa o gosto amargo na boca é o tabagismo. Esse, por sua vez, também é responsável por outras inúmeras doenças e condições na região bucal e no corpo em geral.

Fora as doenças e condições que surgem no ambiente oral provenientes do cigarro, o próprio ato fumar, ou até mesmo mascar o tabaco, por si só, podem causar a sensação de amargor na boca.

Isso por conta dos resíduos deixados pelo cigarro nos dentes e na língua.

Diabetes

O diabetes também mostra-se outro fator causador do gosto amargo na boca. Na verdade, essa sensação na boca está relacionada mais precisamente a uma consequência do diabetes, a cetoacidose diabética.

Essa complicação metabólica do diabetes é uma condição onde, na tentativa de fornecer energia suficiente para o corpo, devido à grande quantidade de glicose no sangue e pouco dentro das células, ocorre uma maior produção de corpos cetônicos.

Por sua vez, a produção elevada de corpos cetônicos circulantes no sangue provoca a diminuição do pH do sangue. Quando isso ocorre, é possível perceber o surgimento de alguns sinais e sintomas no corpo, como o mau hálito, a baixa produção salivar, a sede acentuada e a boca amarga, por exemplo.

Transtorno de ansiedade e depressão

Por fim, o gosto amargo na boca também pode estar associado ao transtorno de ansiedade e depressão.

Na verdade, a causa do amargor na boca associadas à essas condições estão relacionadas à outras já citadas no artigo anteriormente.

Assim, no caso da ansiedade, por exemplo, o amargor é provocado pela redução da quantidade de saliva.

Já no caso da depressão, o amargor está ligado ao uso de medicamentos que tratam a doença, que, por sua vez, também reduzem a quantidade de saliva no ambiente oral.

Como identificar a causa?

Como identificar a causa?

Como você já sabe, o amargor do ambiente oral pode ser provocado por diversas causas distintas. Assim, essas causas podem ser inofensivas e de fácil resolução, ou até mesmo fatores mais complexos que merecem atenção redobrada.

Dessa maneira, se você tem notado um sabor amargo na boca, é preciso estar atento às possíveis causas que provocam esse problema, a fim prevenir-se de complicações relacionadas à saúde.

A maneira mais indicada para identificar o fator responsável por esse amargor é consultar um profissional de confiança. No entanto, em uma análise particular é possível compreendermos os motivos que podem estar relacionados ao amargor, auxiliando-nos na busca da origem do gosto amargo na boca.

Em primeiro lugar, você deve reconhecer em quais momentos sua boca fica amarga. Se acontece apenas logo ao acordar, é considerado normal pelos dentistas, assim como o mau hálito matinal, como já explicamos anteriormente.

Contudo, se o gosto azedo na boca persistir mesmo após a higienização adequada,  logo ao acordar, é possível que este seja provocado por algum fator outro, que não o mau hálito matinal comum.

Para identificar se o amargor está relacionado à algumas das causas citadas anteriormente, é preciso conhecer o seu próprio organismo.

Você tem sentido outros sintomas que não o amargor na boca? A quanto tempo esse gosto desagradável tem sido presente? Você tem tomado algum medicamento diferente? Começou algum tipo de tratamento na boca ou relacionado à saúde do seu corpo?

Uma análise do seu cotidiano, bem como dos sinais apresentados pelo seu organismo, é essencial para descobrir a causa do amargor.

Conhecer a resposta para essas e outras perguntas também será fundamental para informar um odontologista ou clínico geral sobre o seu caso, a fim de buscar a causa.

Como tirar o gosto amargo da boca?

Como tirar o gosto amargo da boca?

Saber como se livrar desse gosto indesejado na boca depende muito da causa pela qual ele se instalou ali. Como dito anteriormente, as causas para o gosto ruim na boca podem ser inúmeras.

Só após ter descoberto as razões pelas quais você sente esse constante amargor na boca será possível buscar a melhor maneira de eliminá-lo.

Para isso, além de uma análise própria quanto à sua saúde, você também poderá contar com o auxílio do odontologista ou do clínico geral para investigar aos fatores que estão por trás do gosto ruim na boca.

O que fazer?

Saiba a seguir, como tirar o gosto amargo da boca de acordo com cada causa relacionada a esse gosto desagradável:

Falta de higiene

Com a orientação do dentista, mantenha uma rotina de higiene adequada para os dentes, o que inclui o uso de fio dental e escovar os dentes e a língua após as principais refeições do dia. Uma limpeza dental realizada no consultório também será eficiente;

Gravidez:

O amargor relacionado à gravidez normalmente é passageiro, para ajudar o gosto amargo na boca é possível contar com a ajuda de uma boa escovação e alimentos que devolvam o gosto agradável à boca;

Antibióticos e Antidepressivos:

Quando o medicamento é responsável pelo amargor na boca, é provável que a sensação seja passageira. No entanto, se for muito incômoda, você deverá conversar com o seu médico responsável para discutir a probabilidade de trocar a medicação para outra que não tenha os mesmos efeitos colaterais para o seu organismo;

Distúrbios estomacais

Eliminar o amargor significa evitar o refluxo. Para isso, é preciso evitar o consumo de alimentos gordurosos e de difícil ingestão, além de refeições volumosas;

Doenças no fígado

É preciso verificar a existência de outros sintomas relacionados a doenças no fígado, como cansaço frequente, gosto amargo na boca e enjoo. Um hepatologista deve ser consultado para a realização de exames e comprovação do diagnóstico. A eliminação do gosto amargo será possível por meio do tratamento indicado para a doença;

Doenças na boca

Em casos como esse consultar um cirurgião-dentista faz extremamente necessário, já que o amargor só será eliminado se a doença bucal for tratada.

Baixa hidratação

Para eliminar o amargor causado pela boca seca, entenda primeiro a causa do seu aparecimento na boca. Isso porque as causas como, ronco, dengue e má higienização bucal dependem de outros tipos de tratamento além da ingestão necessária de água. Contudo, manter-se hidratado é fundamental para eliminar o gosto desagradável da boca, além de aumentar a produção de saliva;

Doenças respiratórias e infecções na garganta

para tirar o gosto amargo nesses casos, recomenda-se a ingestão maior de água ao longo do dia. O uso de medicamentos específicos indicados pelo médico também auxiliarão na recuperação e no consequente alívio do gosto amargo;

Suplementos vitamínicos

nesse caso, o corpo deve absorver o suplemento rapidamente e o amargor deverá ser passageiro. Contudo, caso seja persistente, é recomendado conversar com o médico responsável para diminuir a dose ou trocar o suplemento;

Carência de vitaminas

o gosto desagradável sera eliminado com a reposição da vitamina B no organismo, por meio de suplementos vitamínicos ou uma alimentação adequada. Consulte o médico para traçar o melhor tratamento para esse caso;

Tabagismo

A solução para eliminar o amargor causado pelo tabaco consiste na eliminação dessa substância do seu organismo.

Diabetes

em casos de cetoacidose, a quantidade de glicose verificada no sangue é 3 vezes superior ao normal. Assim, é preciso ir imediatamente a um pronto socorro;

Transtorno de ansiedade e depressão

A eliminação do amargor na boca consiste na ingestão constante de água quando se trata do transtorno de ansiedade. O recomendado é no mínimo 2 litros ao dia. Já para a depressão, já que o amargor é causado pela ingestão de remédios, é recomendado conversar com o seu médico responsável.

Vale ressaltar que não descartamos a consulta com um profissional competente em quaisquer dos casos relacionados ao amargor na boca. Ao contrário, recomendamos que um médico seja sempre consultado para uma avaliação mais profunda e assertiva.

Como evitar o gosto amargo na boca?

Como evitar o gosto amargo na boca?

A melhor forma de se livrar do amargor na boca é manter uma excelente saúde bucal. Isso significa escovar os dentes três vezes ao dia, ingerir muita água e ir regularmente ao dentista.

Também é recomendado o uso do enxaguante bucal e do raspador de língua para uma limpeza completa e profunda.

Com esses cuidados, você evita a maioria das causas da boca amarga e também os trata!

Se você notou que o gosto ruim na boca permanece mesmo após escovações, o ideal é procurar um dentista e realizar um check-up odontológico.

Ele vai te ajudar a identificar qual dos fatores que citamos aqui – ou outros – podem estar te levando a esse cenário. A partir daí, vocês traçam o melhor tratamento para a causa do gosto amargo.

De qualquer forma, os tratamentos costumam ser simples, indo de mudanças de hábitos até tratamentos para problemas bucais comuns.

Além disso, outro cuidado para evitar o amargor na boca, além da limpeza adequada, é manter as consultas de rotina, mesmo após o problema ter desaparecido. Assim, o dentista poderá avaliar a sua saúde bucal constantemente, além de realizar uma limpeza no consultório que eliminará a placa e o tártaro.

Agora você já sabe tudo sobre o gosto amargo na boca! Não deixe de tomar todos os cuidados para evitar-lo e procurar um profissional quando necessário.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.