Quanto ganha um dentista no Brasil?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A odontologia é o segundo curso mais procurado da área da saúde, atrás apenas de medicina. Contudo, uma dúvida que pode ficar a respeito dessa área é: quanto ganha um dentista?

E além disso, as duas áreas também ocupam as mesmas posições quando falamos sobre as melhores carreiras do país. Sendo assim, neste artigo nós iremos falar sobre quanto ganha um dentista.

Segundo a pesquisa do site salario.com.br, R$4.214,47 é quanto ganha um dentista quando este realiza uma jornada de trabalho média de 30 horas por semana.

Esse estudo, no entanto, foi realizado junto ao CAGED no período entre fevereiro e setembro de 2019, com um total de 2.916 salários.

Contudo, para obter os resultados dessa pesquisa foi levado em conta as informações sobre o salário de profissionais admitidos e demitidos entre esse período.

De toda maneira, existem alguns estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul, no qual esse valor pode subir.

Mas se você está pensando em realizar o vestibular de odontologia para poder cuidar da saúde bucal dos pacientes e quer saber a respeito do salário da profissão, descubra quanto ganha um dentista conosco neste artigo!

Vamos lá?

As especialidades da odontologia

Entender o que um dentista realiza diariamente na sua profissão é um passo fundamental para poder entender quanto um dentista ganha.

Por isso, saber um pouco mais sobre a carreira na odontologia pode te auxiliar a decidir se é esse o seu real sonho profissional.

Contudo, o grande ponto é que um dentista pode desempenhar diversas funções. E apesar de existir um piso salarial médio, a área que for escolhida pelo profissional possui influência direta no salário do dentista.

Sendo assim, vamos entender um pouco melhor sobre cada área da odontologia e as respectivas remunerações correspondentes à cada área do mercado de trabalho odontológico, que são as seguintes:

  1. Acupuntura;
  2. Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial;
  3. Dentística;
  4. Endodontia;
  5. Estomatologia;
  6. Homeopatia;
  7. Implantodontia;
  8. Odontologia legal;
  9. Odontogeriatria;
  10. Odontopediatria;
  11. Ortodontia;
  12. Periodontia;
  13. Prótese bucomaxilofacial;
  14. Prótese dentária;
  15. Radiologia odontológica e imaginologia.

Veja agora então como se dá a relação entre a área e o salário recebido.

Acupuntura

Antes de mais nada, é válido lembrar que essa área ainda não é reconhecida como uma especialização da odontologia mesmo.

Sendo assim não é possível elencar uma média salarial que dentistas que fazem acupuntura recebem.

Por outro lado, a média salarial de um acupunturista no Brasil é de R$3.189 mensais.

Contudo, ela pode ser utilizada nos consultórios nos seguintes casos:

  • Pré-atendimento odontológico;
  • Durante o tratamento em si;
  • No tempo de recuperação pós operatório;
  • Como tratamento de suporte.

E as principais formas de aplicação da acupuntura na odontologia são:

  • Ajudar na movimentação dentária;
  • Realizar correções ortodônticas;
  • Aumentar a abertura da boca;
  • Tratar doenças periodontais;
  • Aliviar a dor causada por tratamentos de radioterapia na cabeça ou no pescoço;
  • Suavizar casos de bruxismo.

Todavia, mesmo não sendo uma especialidade odontológica, existem alguns cursos específicos sobre analgesia por acupuntura.

E isso se dá uma vez que a técnica pode funcionar como uma ação analgésica, anti-inflamatória, relaxante muscular e até para diminuir a ansiedade.

Agora, um cuidado que o profissional deve ter é justamente o de não usar repetidamente agulhas que não esterilizadas, afinal isso pode gerar eventuais infecções no paciente.

Sendo assim, é de suma importância entender direito as especificidades da área e ser bem capacitado para poder realizar o procedimento da melhor forma possível.

Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial

Essa é a área da odontologia mais próxima da medicina.

Mas o profissional que atua nessa área cuida de anomalias causadas por alguma doença ou então as que são de nascença.

E essas anormalidades podem estar localizadas tanto na cavidade bucal, como também na face ou no pescoço.

Contudo, normalmente essa patologia é gerada por algum traumatismo ou deformidade, seja facial, maxilar, mandibular, do tragus ou na pirâmide nasal.

Para se tornar um profissional dessa área é necessário realizar uma especialização que possui um tempo médio de conclusão de três anos e que pode ser feito por qualquer odontologista formado.

Todavia, é válido ressaltar que é necessário que o paciente possua noções pelo menos básicas de outras áreas e especializadas, como por exemplo da implantodontia.

E o salário médio do Odontólogo CBO (Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial) é de cerca de R$3.594 mensais.

Dentística

Nessa área da odontologia, o profissional é responsável por promover a manutenção, restauração e manter a estética dos dentes.

Os procedimentos mais conhecidos desta área são o clareamento dental, restaurações feitas em resina ou porcelana, implantes e também a gengivoplastia.

Contudo, nos últimos anos a busca das pessoas por procedimentos estéticos aumentou em cerca de 300%, segundo dados da Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE).

Essa maior busca, no entanto, é causado por problemas genéticos, traumatismos ou dentes amarelados, afinal vivemos em um mundo onde o cuidado pessoal tem sido cada vez mais forte.

De tal maneira, é possível dizer que a procura de profissionais pela especialidade também cresceu, ganhando cada vez mais destaque e desenvolvimento. também.

Sendo assim, o salário que um dentista especializado nessa área recebe também vem crescendo, e hoje ele possui uma média de R$3.811,22 por mês.

Endodontia

A endodontia é uma ciência que realiza estudos da parte interna da estrutura dentária (a polpa do dente e de sua raiz).

Nessa especialidade, o salário também é bastante elevado, já que esses são os profissionais que realizam os tão temidos tratamentos de canal.

De tal maneira, esse tipo de dentista trata os casos mais graves de lesões internas no dente, que necessitam de um cuidado maior.

Já a média salarial para essa área da odontologia é de R$4.689.

Estomatologia

Estomatologia nada mais é do que o estudo da boca em si.

Sendo assim, o profissional dessa área conhece as mais diversas estruturas que compõem a boca e então pode identificar as eventuais disfunções e doenças bucais.

De tal forma, ele pode prevenir, diagnosticar e tratar também das mais variadas doenças da boca.

Consequentemente, é possível dizer que esse profissional não age apenas tratando distúrbios dentais, e sim da boca como um todo.

Além de cuidar de problemas como aftas que demoram mais para cicatrizar do que o normal, esse profissional também é capaz de identificar doenças sistêmicas que mostram sintomas por meio das vias orais.

E por conhecer todo o aparelho estomatognático, ele também é indicado para acompanhar o caso de pacientes que estão realizando tratamentos oncológicos.

Mas quando falamos em salário médio, essa especialização recebe cerca de R$4.072 mensais, podendo ser encaixada como uma das áreas que recebe salários altos.

Homeopatia

Essa área é encarregada por realizar um tipo de terapia de tratamento.

E para tal fim é utilizada a “lei dos semelhantes”, na qual são utilizadas as mesmas substâncias que causam sintomas de doenças como forma de tratá-las.

Mas para poder ser feito, os elementos são diluídos em água até chegar à uma quantidade suficiente para aliviar os sinais.

A área engloba mais de 2 mil tipos de remédios, extraídos de fontes vegetais, minerais ou animais.

Contudo, a grande maioria deles são vendidos em farmácias de manipulação e vêm em pequenas bolas brancas que dissolvem na boca.

O salário médio de um dentista homeopata é R$3.982,58.

Implantodontia

Como o próprio nome já diz, esses profissionais atuam com cirurgias, instalação de próteses e implantes dentários.

Uma vez que você se interesse por essa área, terá como opção duas vertentes principais, que são:

  1. Protesista: responsável pelo planejamento e pelo diagnóstico dos pacientes;
  2. Traumatologista: atua diretamente na análise e na investigação de traumatismos e de lesões bucais. Além disso, realiza cirurgias, implantes e transplantes.

E aqui a média salarial é uma das mais altas da odontologia, chegando na casa dos R$4.669,78 por mês.

Odontologia legal

O profissional dessa área possui conhecimentos da odontologia aplicada ao Direito.

Sendo assim, essa especialidade que pesquisa fenômenos psíquicos, físicos, químicos e biológicos que podem acometer uma pessoa que esteja viva, morta ou ossada.

Além disso, esse profissional também analisa fragmentos e vestígios, podendo analisar lesões parciais, totais reversíveis ou irreversíveis, conforme a resolução do Conselho Federal de Odontologia.

Além disso, essa mesma resolução do CFO prevê que o perito nesta área pode atuar na análise, perícia e até avaliação de eventos da odontologia legal.

Contudo, ele também pode estender para outras áreas se for de interesse da justiça. Mas as possíveis áreas são:

  • Identificação humana;
  • Perícia em foro civil, criminal ou trabalhista, em área administrativa ou então perícia, avaliação e planejamento em infortunística;
  • Tanatologia forense; elaboração de: autos, laudos, pareceres; relatórios e atestados;
  • Traumatologia odonto-legal;
  • Balística forense;
  • Perícia logística no vivo, no morto, íntegro ou em partes em fragmentos;
  • Perícia em vestígios correlatos, inclusive de manchas ou líquidos oriundos da cavidade bucal ou nela presentes;
  • Exames por imagem para fins periciais;
  • Deontológica;
  • Orientação odonto-legal para o exercício profissional;
  • Exames por imagens para fins odonto-legais;
  • Avaliação do sistema estomatognático;
  • Avaliação do complexo bucomaxilofacial.

De toda maneira, a média salarial de um odontologista que atua na área legal é de R$4.096,38 mensais.

Odontogeriatria

Esse ramo possui como foco o cuidado com a saúde bucal de indivíduos idosos, com mais de 60 anos segundo a Organização Mundial da Saúde.

De tal forma, ela estuda também os fenômenos naturais que são consequências do envelhecimento.

Sendo assim, o profissional de odontogeriatria é responsável por promover a saúde, o diagnóstico, a prevenção e também o tratamento dos problemas bucais e do sistema estomatognático do idoso.

E o salário médio que o dentista especializado nesta área recebe é de R$3.594.

Odontopediatria

Apesar de ser uma das carreiras mais procuradas, a média salarial do odontopediatra pode ser considerada relativamente baixa. No entanto, isso não quer dizer que não seja uma boa carreira.

Um odontopediatra é o profissional que realiza o diagnóstico e o tratamento dentário em crianças, tendo contado direto com elas. Por essa razão, essa pode ser uma profissão extremamente gratificante.

Se você possui interesse nessa área, o melhor caminho é prestar concursos públicos ou trabalhar em clínicas personalizadas de grande porte.

Fora isso, o ganho médio de um odontopediatra pode não alcança a faixa dos R$4.138.

Ortodontia

Essa é a carreira que mais cresceu nos últimos anos. Basta você observar a quantidade de pessoas ao seu redor e que passam por você no dia a dia que começaram a utilizar aparelhos ortodônticos.

Entretanto, não podemos resumir os profissionais dessa área apenas aos indivíduos responsáveis por instalar os aparelhos nos dentes.

Sendo assim, a área influencia de forma direta no posicionamento dos dentes, no encaixe perfeito da mordida e no diagnóstico de possíveis disfunções de oclusão dentária.

No nosso país essa profissão é muito prestigiada, e alguns profissionais desse ramo poder ter uma remuneração de até R$6.000.

Todavia, uma pergunta que fica após falarmos qual é a remuneração que essa área pode chegar é: quanto recebe em média um ortodontista?

E a resposta para essa dúvida é que R$4.748 é a média salarial de um profissional da ortodontia no Brasil.

Mas se você deseja ingressar na profissão, o nosso conselho é que esteja muito bem preparado, pois apesar de a área ser bem farta quando falamos em possibilidades, a concorrência é grande.

Periodontia

O periodontista é o profissional que possui um cuidado específico com as gengivas dos pacientes.

Sendo assim, é possível afirmar que a área estuda e trata as doenças que acometem todo o sistema de implantação e suporte dentário formado pelo osso alveolar e ligamento periodontal.

E as alterações nesse sistema são chamadas de doenças periodontais, tendo a gengivite e periodontite como as mais conhecidas.

Ambas são normalmente causadas pela falta de hábitos de higienização bucal, fumo excessivo, tensão, baixa imunidade e hábitos alimentares ruins.

Mas para cuidar disso, quando o paciente apresenta problemas, é acionado o periodontista, que recebe um salário médio de R$6.088,85, o maior dentre as possíveis atuações do mercado de trabalho odontológico.

Prótese bucomaxilofacial

Apesar de ser um profissional que ainda está dentro da área de bucomaxilofacial, o salário médio aqui é diferente do que o especializado em cirurgia e traumatologia.

O profissional desse ramo possui como foco reabilitar a estética facial do paciente por meio de próteses.

Além disso, ele também irá realizar uma restauração protética em casos de perdas ou malformações faciais dos pacientes.

Mas para isso podem ser adotadas as próteses extraorais ou as intraorais, dependendo do quadro e da necessidade de cada pessoa.

E quando se trata de salário médio desse ramo, o valor está na faixa de R$3.012 mensais.

Prótese dentária

As próteses dentárias são aplicadas quando o paciente apresenta a falta de dentes, seja pela queda ou então por traumas.

Elas não são iguais aos dentes naturais, mas proporcionam uma aparência praticamente idêntica ao dente, sem contar do conforto para quem usa.

O profissional que realiza a confecção e implantação destas são os protesistas dentários, que recebem um salário considerado baixo para a área, uma vez que a média salarial é de R$1.500.

Radiologia odontológica e imaginologia

Normalmente as duas áreas são utilizadas como complemento uma vez que a radiologia é o raio X que pode prevenir doenças e analisar a situação da boca do paciente, sendo esta a função da imaginologia.

Normalmente isso é realizado por um mesmo profissional, que não necessariamente precisa ser um odontologista para poder desempenhar esse papel na odontologia.

Mas quando se trata da imaginologia, ela é uma opção de pós-graduação para profissionais de diversas áreas.

De toda maneira, o salário médio que um profissional de ambas as áreas recebe é de R$2.296,30.

Sendo assim, podemos dizer então que para saber quanto ganha um dentista, é fundamental entender primeiro quais são procedimentos odontológicos ele realiza, qual a área e também é a concorrência dessa área.

Mas como é feito o levantamento salarial?

Elencar qual é o salário que cada área da odontologia recebe é um passo um tanto quanto complicado.

Afinal, para isso é necessário analisar a jornada de trabalho do profissional, quantos estão trabalhando, quantos foram admitidos e quantos demitidos dentro de um período para então poder dar um valor.

Contudo, atualmente existem estudos que podem apontar qual é o levantamento salarial que as mais diversas áreas da odontologia possuem.

E dentre eles, podemos elencar principalmente os seguintes, que normalmente são os mais mencionados e utilizados:

E além destes, também podemos mencionar o site que já foi anteriormente citado neste artigo e possui uma ampla gama de salários das mais diversas profissões, não somente na odontologia, que é o Salario.com.br.

Quanto é o salário de um dentista recém-formado?

Quanto é o salário de um dentista recém-formado?

Esse é um dos fatores que podem levar uma pessoa a escolher por odontologia uma vez que muito se fala sobre dentista receber um bom salário, assim como o próprio interesse pela área.

Sendo assim, nós separamos aqui qual é o salário médio que o dentista recém-formado e também como ela pode progredir ao longo dos anos de experiência.

Veja logo abaixo:

  • Recém-formado: uma faixa entre R$2.403 até R$4.062;
  • Com 2 a 4 anos de experiência: de R$3.000 a R$5.078;
  • 4 a 6 anos de experiência: a partir de R$3.756 até cerca de R$6.347;
  • Entre 6 e 8 anos de experiência: de R$4.695 até R$7.934;
  • Com mais do que 8 anos de experiência: começa em R$5.868 e pode chegar até um valor de R$9.918.

Contudo, uma pesquisa do Banco Nacional de Empregos (BNE) aponta que conforme o tempo de experiência sobe ainda mais, o salário do dentista pode chegar a ser de R$10.000 por mês.

E sendo assim, é possível dizer que não é somente o salário inicial do dentista que é maior do que o de muitas profissões, mas também que a profissão é valorizada conforme os anos de experiência aumentam.

Agora, por outro lado, quando o estudante ainda está realizando o estágio obrigatório para poder se formar, o valor pode variar entre R$804 e R$1.906, mas a média do salário é de cerca de R$982.

Qual é a média salarial de um dentista?

Qual é a média salarial de um dentista?

Quando falamos sobre a média salarial do dentista, é possível analisar que esta é uma das profissões com maiores remunerações do país.

Sendo assim, segundo uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), no Brasil os profissionais dessa área recebem uma média de R$5.367 por mês.

De toda maneira, é válido ressaltar que existe uma diferença por estado e também por cidade, e iremos abordar isso agora agora.

Mas e por estado? Como se dá a média de salários?

Confira agora então qual a média salarial dos dentistas em cada estado e também da respectiva capital:

  • Acre: R$2.209,20;
  • Rio Branco (AC): R$2.209,20;
  • Alagoas: R$3.699,64;
  • Maceió (AL): R$3.761,20;
  • Amazonas: R$3.105,33;
  • Manaus (AM): R$3.181;
  • Amapá: R$3.171;
  • Macapá (AP): R$3.171;
  • Bahia: R$3.327,83;
  • Salvador (BA): R$3.953,32;
  • Ceará: R$3.301,78;
  • Fortaleza (CE): R$3.567,27;
  • Distrito Federal: R$4.958,09;
  • Brasília (DF): R$4.958,09;
  • Espírito Santo: R$4.958,09;
  • Vitória (ES): R$3.783,25;
  • Goiás: R$3.817,68;
  • Goiânia (GO): R$3.577,84;
  • Maranhão: R$4.996,81;
  • São Luís (MA): R$5.757,54;
  • Minas Gerais: R$4.607,94;
  • Belo Horizonte (MG): R$3.897,77;
  • Mato Grosso do Sul: R$7.726,05;
  • Campo Grande (MS): R$3.799,82;
  • Mato Grosso: R$5.157,51;
  • Cuiabá (MT): R$3.638,28;
  • Pará: R$5.040,90;
  • Belém (PA): R$6.535,40;
  • Paraíba: R$3.702,23;
  • João Pessoa (PB): R$3.871,27;
  • Pernambuco: R$6.921,07;
  • Recife (PE): R$7.155,48;
  • Piauí: R$2.669,11;
  • Teresina (PI): R$2.506,67;
  • Paraná: R$3.524,27;
  • Curitiba (PR): R$3.733,82;
  • Rio de Janeiro (estado): R$4.039,67, capital: R$4.263,48;
  • Rio Grande do Norte: R$3,616,57;
  • Natal (RN): R$3.664,27;
  • Rondônia: R$2.934,38;
  • Porto Velho (RO): R$2.748,25;
  • Roraima: R$4.311;
  • Boa Vista (RR): R$4.311;
  • Rio Grande do Sul: R$3.961,77;
  • Porto Alegre (RS): R$4.180;
  • Santa Catarina: R$3.415,20;
  • Florianópolis (SC): R$998;
  • Sergipe: R$4.703,17;
  • Aracaju (SE): R$998;
  • São Paulo (estado): R$5.116,55, capital: R$6.273,98;
  • Tocantins: R$4.474,89;
  • Palmas (TO): R$7.234.

Todavia, para tal levantamento foi tido em conta o salário do estado como um todo, e das cidades como um todo, bem como a jornada de trabalho semanal, que é diferente em cada um dos estados.

Quanto ganha um dentista com consultório próprio?

Quanto ganha um dentista com consultório próprio?

Quando falamos do setor privado, é possível dizer que o dentista com consultório próprio pode receber um valor de até 3 salários mínimos para uma jornada de 20 horas de trabalho.

Ou seja, para cada 20 horas trabalhadas ele recebe R$2.994.

Contudo, para poder contar o lucro do consultório odontológico é necessário calcular alguns pontos como:

  • Aluguel do imóvel, caso não seja um estabelecimento próprio;
  • Salário do dono e também o dos funcionários;
  • Impostos que serão pagos;
  • Declaração dos equipamentos e dos aparelhos, bem como a manutenção de cada um deles;
  • Contribuições obrigatórias a alguns órgãos como o Conselho Regional de Odontologia, associações e sindicatos;
  • Contas de água, telefone, eletricidade, internet e mais outras;
  • Despesas com os materiais utilizados nos procedimentos;
  • Materiais impressos, materiais de limpeza e também os de escritório como canetas por exemplo.

Agora, quando falamos nos dentistas autônomos, normalmente o salário médio é de R$5.043 por mês. Mas a faixa vai entre R$1.549 até um valor máximo de R$10.285.

E já para quem trabalha em clínica odontológica, a média está entre R$3.400.

Mas a mesma pesquisa da Catho utilizada para essa estimativa aponta que é normal os profissionais trabalharem em mais do que uma clínica, e não estipula a carga horário mensal dos dentistas de clínicas.

Concursos públicos para dentistas

Concursos públicos para dentistas

Não podemos deixar de citar também os concursos públicos para dentistas que permitem que o profissional entre no setor público.

Contudo, veja agora quais são os melhores concursos para a profissão de dentista no Brasil:

  • ESBSERH – Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares;
  • Polícia Civil do Rio de Janeiro (PC – RJ);
  • Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF);
  • Superior Tribunal de Justiça;
  • Assembleia Legislativa de Sergipe (ALESE);
  • Polícia Militar do Estado do Amazonas (PM-AM);
  • Tribunal Regional do Trabalho (18ª Região);
  • Secretaria do Estado da Saúde – Maranhão;
  • Secretaria da Saúde (SP);
  • Ministério da Saúde;
  • ANVISA;
  • Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

E normalmente a faixa salarial para cargos públicos é mais elevada do que o comum. Confira alguns exemplos aqui:

  • Força Aérea Brasileira (FAB): R$8.100;
  • Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP): R$6.500;
  • Polícia Militar de São Paulo: R$5.897.

Mas apesar de ter alguns locais que pagam bastante, normalmente o dentista concursado recebe um valor menor do que o profissional do setor público.

Segundo um estudo do Salarios.com.br, a remuneração de dentistas do setor público é cerca de 13% menor do que profissionais do setor privado.

Quanto ganha um dentista da marinha?

Quanto ganha um dentista da marinha?

Quando falamos sobre o papel de dentista da marinha, é necessário mencionar que primeiro ele o candidato deve ser aprovado para o Curso de Formação de Oficiais do Centro de Instrução Almirante Wandenkolk.

O curso tem uma duração de 39 semanas, e passa por um período de adaptação que dura cerca de três semanas.

Sendo assim, durante o período em que ele está realizando o curso ele recebe cerca de R$6.993 mensais, atuando no posto de Guarda-Marinha.

E ao se formar, ele é promovido ao posto de Primeiro-Tenente, recebendo cerca de R$11.000 por mês.

Quanto ganha um dentista do exército?

Quanto ganha um dentista do exército?

Por outro lado, o dentista do exército passa por um processo um tanto quanto mais tranquilo.

Existem três maneiras de entrar no cargo, mas o profissional sempre começa como 2º Tenente e recebe cerca de R$7.490 mensais.

Contudo, ele pode ir progredindo na carreira e, consequentemente, o salário recebido também aumenta.

Veja abaixo quais são as formas de ingressar no Exército Brasileiro:

  1. Pelo concurso para a Escola de Saúde do Exército, que ocorre uma vez por ano;
  2. Entrando para a Escola de Formação Complementar uma vez sendo militar de carreira;
  3. Por meio de concursos gerais e anuais.

De toda maneira, o processo de seleção é composto por cinco passos:

  1. Exame de entendimento do concorrente;
  2. Reconhecimento de saúde do dentista;
  3. Exame de disposição física;
  4. Verificação inicial dos documentos;
  5. Revisão médica final e comprovante dos documentos para realização da matrícula.

Confira agora então qual a relação entre posto e soldo recebido após o cargo inicial de 2º Tenente:

  • 1º Tenente: R$8.245;
  • Capitão: R$9.135;
  • Major: R$11.088;
  • Tenente-Coronel: R$11.250;
  • Coronel: R$11.451;
  • General de Brigada: R$12.490;
  • General de Divisão: R$12.9129;

Mas ao se tornar General do Exército, o profissional passa a receber um salário de R$13.471 mensais.

E esse é considerado por alguns como um dos maiores motivos para que os concursos militares sejam procurados entre os dentistas, bem como o motivo de este ser um dos mais difíceis também.

Onde estudar Odontologia?

Onde estudar Odontologia?

Após falarmos sobre os salários na Odontologia, a dúvida que fica ainda é: onde realizar o curso de Odontologia?

Sendo assim, iremos agora dedicar um tempo para mostrar as melhores faculdades particulares e públicas para a realização do curso. Afinal, para ter uma boa carreira na Odontologia é necessário ter uma boa formação!

De tal maneira, confira abaixo quais são as melhores universidades para poder realizar o curso que abrirá portas para começar na profissão de dentista:

  1. USP – Universidade de São Paulo;
  2. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas;
  3. UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho;
  4. UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais;
  5. UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul;
  6. UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  7. SLMANDIC – Faculdade São Leopoldo Mandic;
  8. UNB – Universidade de Brasília;
  9. UFPR – Universidade Federal do Paraná;
  10. UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina.

Esse ranking foi extraído do Ranking Universitário Folha (ROF) de 2019, e ao analisá-lo podemos perceber uma maior influência de universidades públicas.

De tal maneira, a nossa recomendação é que a preferência seja dada à tais faculdades, lembrando também que a nota de corte necessária no ENEM para realizar o curso é entre 640 e 700 pontos.

Além disso, é válido lembrar que ao se formar em uma instituição de ensino superior que possui reconhecimento do Ministério da Educação (MEC), o estudante se torna então um cirurgião-dentista.

Mas agora sabendo quanto ganha um dentista, que tal analisar mais motivos para fazer odontologia, escolher em qual faculdade será feito o curso para então poder realizar o vestibular?

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.