Atenção! Língua ardendo pode ser sinal de problemas

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Língua ardendo pode indicar uma série de condições, como infecção e falta de nutrientes

Você já sentiu a sua língua ardendo depois de ingerir uma bebida ou alimento quente? É comum sentir a língua ardendo depois de beber um chocolate quente, por exemplo.

Porém, essa sensação de língua ardendo nem sempre está conectada com algo que nós ingerimos e pode surgir sem uma justificativa óbvia.

Como dissemos, a língua ardendo nem sempre tem uma origem definida e pode indicar uma infecção, falta de nutrientes ou problemas nas glândulas salivares. Por isso, preparamos um artigo completo sobre o tema!

Desse modo, caso o ardor na língua demore mais de 2 a 3 dias para desaparecer, é sinal de problemas. Quando o problema persiste, o ideal é consultar um dentista e o gastroenterologista para um diagnóstico e tratamento.

A higiene diária da boca e da língua pode evitar algumas das causas. Conheça todas as doenças que afetam a língua e podem causar certa ardência:

Principais causas da língua ardendo

Separamos os principais fatores que levam a queimação na língua. No entanto, fique atento a ingestão de bebidas ou alimentos quentes – eles podem causar ardor, mas deve ser passageiro.

Já esses outros elementos podem indicar problemas sérios e patologias. Confira:

Boca seca

A saliva é importante para proteção da boca contra infecções por vírus e bactérias, que causam a cárie e mau hálito.

A sensação de ardência na língua pode acontecer quando as glândulas salivares não produzem saliva suficiente para manter a língua úmida, causando a secura da boca.

Também é consequência de alterações hormonais ou por uso de medicamentos que têm esse efeito colateral. Quando estiver com a boca seca, recomendamos que:

  • Beba mais água! A falta de água no organismo causa uma queda na produção de saliva;
  • Coma mais alimentos ácidos e cítricos. Afinal, eles estimulam a mastigação e a produção de saliva;
  • Escove os dentes pelo menos 2 vezes ao dia. Manter a higiene bucal é uma forma de manter sua boca funcionando como deve;
  • Consulte o seu cirurgião-dentista de confiança para identificar causas e realizar tratamentos.

Síndrome do ardor bucal

A Síndrome da ardor bucal, é uma condição definida pela sensação de ardor na mucosa oral, mas que não possui uma razão aparente. Na maioria dos casos, a ardência se localiza na língua.

Além disso, alterações do paladar e sinais de formigamento também são alguns dos sintomas da glossodina. Ela acomete aproximadamente 15% das pessoas idosas do mundo, principalmente mulheres.

A causa exata dessa doença ainda é desconhecida, por isso é considerada de difícil tratamento e diagnóstico. Porém, existem alguns fatores que estão atrelados a síndrome. São eles:

  • O excesso de estresse;
  • Ansiedade clínica;
  • Depressão.

Ausência de vitamina B

O complexo B é responsável pela renovação das células e produção de energia para o corpo humano. Desse modo, a falta dessa vitamina causa cansaço, depressão, unhas fracas, dermatite e ardência na boca.

O recomendado é ter uma dieta bastante diversificada e verificar se existe essa ausência por meio de exame de sangue.

Após identificar a falta dessa vitamina, o paciente irá iniciar um tratamento com suplementos, seguindo recomendação médica.

Infecção por fungos

A falta de higienização oral e de cuidados preventivos expõe a boca aos fungos. No caso da ardência na língua, a patologia mais relacionada é a candidíase oral.

Além da ardência na língua, os sintomas são o aparecimento de aftas na língua ou bochecha e placas esbranquiçadas. O tratamento deve ser realizado com médico ou dentista.

A aplicação de antifúngicos na boca é uma maneira de cura, além de manter a higiene bucal e evitar comer alimentos gordurosos ou com açúcar.

Língua ardendo é um sinal!

Nós já conversamos aqui na Simpatio sobre a importância de ouvir os sinais do corpo. A ardência na língua é um desses sinais e não devemos ignorá-lo.

Por isso, se você sofrer com língua ardendo frequentemente ou qualquer outra alteração bucal, procure um dentista. Cuidar da saúde bucal é cuidar da sua qualidade de vida!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

3 Replies to “Atenção! Língua ardendo pode ser sinal de problemas”

  1. Bom noite, já faz cinco mês que eu estou com ardência na língua no céu da boca ,lábios formigamento doi muito a minha língua ,já fui ao dentista ela olhou me falo que minha da língua Tá normal .eu não sei mais o que fazer me ajudar por favor!

  2. Dr. eu estou com ardência constante na língua e no céu da boca há quase um mês. Não tô conseguindo comer direito pois doi muito, as vezes não sinto o gosto dos alimentos.
    Eu estou muito preocupada com isso, pois eu tenho 55anos e sou fumante há 40 anos
    O meio da língua está bem avermelhado e o contorno branco.
    O que pode ser ?
    O que pode ser

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.