Antifúngicos tratam doenças que afetam a saúde oral

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Conheça as principais doenças orais que são tratadas com antifúngicos

Alguns microrganismos nocivos, como os fungos, podem colocar em risco nossa qualidade de vida, uma vez que provocam doenças. Para remediar isso, é comum o uso de medicamentos antifúngicos.

Você sabia que os antifúngicos têm uma função essencial também na odontologia?

Antifúngicos são medicamentos utilizados no combate de doenças provocadas por fungos. Algumas dessas doenças podem gerar grandes consequências para a saúde bucal. Por isso, é comum o uso de antifúngicos na odontologia.

Principais doenças orais tratadas com antifúngicos

A ação de remédios antifúngicos pode ser necessária em casos de algumas doenças com manifestação oral. Entre elas, podemos citar:

Candidíase oral

A candidíase oral é uma doença infecciosa que tem sua causa no acúmulo do fungo Candida, principalmente o tipo candida albicans.

Desse modo, é comum que as manifestações dessa doença aconteçam na região interna da boca e na mucosa da língua. Os principais grupos de risco ao desenvolvimento incluem os idosos e as crianças.

Isso porque esses grupos estão mais suscetíveis a casos de baixa imunidade. Contudo, isso não significa que os outros grupos estão livres da doença, já que a candidíase oral pode se manifestar em qualquer pessoa.

Entre seus principais sintomas, podemos citar:

  • Dificuldade de engolir;
  • Vermelhidão;
  • Diferença no paladar;
  • Mau hálito;
  • Dor na boca;
  • Manchas brancas nos elementos da cavidade bucal;
  • Ardência;
  • Pequenas rachaduras;
  • Secura na boca.

Em geral, o tratamento para essa doença envolve o uso de antifúngicos orais.

Blastomicose

Essa infecção é comumente adquirida por meio da inalação de esporos do fungo blastomicis dermatitidis.

Entre as manifestações orais da doença estão o desenvolvimento de uma superfície eritematosa ou branca e irregular na cavidade bucal.

Além disso, também pode ocorrer o aparecimento de úlceras com bordas elevadas e irregulares, responsáveis por provocar dor ao paciente.

Os outros sintomas dessa infecção se aproximam bastante dos sintomas da pneumonia.

Paracoccidioidomicose

Essa doença relacionada com os fungos paracoccidioides brasiliensis é comum principalmente em homens agricultores.

Isso porque esse fungo costuma habitar em folhar ou gravetos, que são mastigados pelos agricultores, principalmente na América do Sul.

Dessa maneira, a doença acarreta o desenvolvimento de úlceras na boca, tratadas com medicação antifúngica.

Antifúngicos na Odontologia

O principal tipo de medicamento antifúngico utilizado na odontologia é a nistatina. Ele é utilizado no tratamento de casos de candidíase oral, apesar de também ser recomendado para outras infecções fúngicas que afetam a boca.

Seu uso acontece em forma de suspensão oral. Isso significa que o paciente realiza bochechos por alguns minutos para, posteriormente, engolir o medicamento antifúngico.

É importante que o paciente preste atenção na hora de realizar os bochechos, garantindo que a nistatina entre em contato com a área afetada pela ação dos fungos.

As doses de cada bochecho variam de 1 a 6 mL da substância, dependendo das indicações médicas. Entre outros medicamentos antifúngicos frequentemente recomendados em atendimentos odontológicos, estão:

  • Anfotericina B;
  • Fluconazol;
  • Cetoconazol;

O intraconazol é outro dos antifúngicos comuns à odontologia. Nesse caso, o medicamento é indicado tanto para o tratamento da blastomicose, quanto para o tratamento da paracoccidioidomicose.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.