Perigos do tabagismo para a saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Cigarro e saúde bucal não combinam. Não existem benefícios no uso do tabaco

O tabagismo causa inúmeras complicações para o corpo. Além de problemas no pulmão, vários tipos de câncer, impotência sexual e envelhecimento precoce, o fumo também afeta, e muito, nossa saúde bucal.

É preciso saber que os problemas que o tabagismo desenvolve na boca não englobam somente dentes amarelos. Neste artigo vamos expor quais as consequências do fumo e do cigarro.

O tabagismo é um toxicomania caracterizada pela dependência psicológica do consumo de tabaco. Ela é rica em nicotina, uma substância viciante que interfere no funcionamento do nosso organismo.

Ela, por si só, aumenta os riscos de derrame, infarto, doenças pulmonares, câncer e coágulo nas veias, por reduzir o calibre dos vasos sanguíneos.

A nicotina estimula a produção de dopamina, um neurotransmissor indispensável para a atividade normal do cérebro. Dessa forma, quando a pessoa fica um tempo sem fumar, o corpo diminui sua produção por consequência.

Para equilibrar, então, começa a produzir mais noradrenalina, um agente que nos deixa mais em estado de alerta. Por isso, quem passa um tempo sem fumar começa a ficar mais nervoso ou irritado.

Agora, vamos aos distúrbios relacionados com a odontologia.

Tabagismo e saúde bucal

E como funciona a relação entre tabagismo e saúde bucal? Os principais danos causados são câncer de boca, doenças periodontais, halitose e o escurecimento dos dentes e das mucosas.

Câncer bucal

O câncer ocasiona na mutação genética das células saudáveis. Quando a pessoa inala a fumaça, ela passa pela boca e pela garganta até atingir os pulmões. Posteriormente, isso passa a afetar a saúde dessas cavidades.

Os principais cânceres causados pelo cigarro são os de faringe, laringe, esôfago e lábio. E os sintomas que indicam um possível câncer são:

  • Ferida nos lábios, gengiva ou no interior da boca, que sangra facilmente e não parece melhorar;
  • Um caroço ou inchaço na bochecha que você sente ao passar a língua;
  • Perda de sensibilidade ou sensação de dormência em qualquer parte da boca;
  • Manchas brancas ou vermelhas na gengiva, língua ou qualquer outra parte da boca;
  • Dificuldade para mastigar ou para engolir;
  • Dor sem razão aparente ou sensação de ter algo preso na garganta;
  • Inchaço;
  • Alterações na fala.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação da gengiva devido ao acúmulo de placa bacteriana nos dentes, que causa sintomas como dor, vermelhidão, inchaço e sangramento.

É a fase inicial da doença periodontal e, portanto, mais fácil de ser tratada. Se não tratada, pode progredir e causar complicações mais graves.

O tabaco influencia no sistema imunológico, o que traz diversos. Portanto, dificulta a cicatrização porque o corpo não consegue combater as bactérias que causam as doenças periodontais.

Confira os sintomas da gengivite:

  • Gengiva inchada;
  • Vermelhidão intensa das gengivas;
  • Sangramento ao escovar os dentes ou passar o fio dental;
  • Nos casos mais graves pode haver sangramento espontâneo da gengiva;
  • Dor e sangramento da gengiva ao mastigar;
  • Dentes que parecem mais longos do que realmente são porque a gengiva fica retraída;
  • Mau hálito e gosto ruim na boca.

Periodontite

Periodontite é uma evolução da gengivite. É uma doença bucal que compromete todos os os tecidos de suporte ao redor do dente. Ossos e ligamentos periodontais são os mais afetados.

Pode causar a queda e perda de dentes por conta da fragilidade óssea desenvolvida, e as consequências vão desde a destruição da estrutura bucal até a agressividade na estética dental.

Sintomas da periodontite:

  • Mau hálito;
  • Inchaço e vermelhidão ao redor dos dentes;
  • Sangramentos durante a escovação;
  • Sensibilidade nas gengivas;
  • Abscessos dentários; e
  • Queda de dentes.

Mau hálito

O mau hálito é o cheiro desagradável que uma pessoa exala pela boca. É preciso saber que ele não é uma doença ou uma anomalia, mas um indício de que algo não está correto no organismo.

O fumo diminui a salivação, que contribui para a instalação da halitose. Além disso, todos aqueles elementos químicos atrelados à uma má higienização fazem com que o mau cheiro potencialize.

Escurecimento dos dentes e da mucosa

Produtos que contêm alcatrão, nicotina e metais pesados, presentes em cigarros e cachimbos, por exemplo, ajudam a manchar os dentes e o tecido gengival.

Em resumo, é possível sintetizar todas as ocorrências em uma única frase: cigarro e saúde bucal não combinam!

Solução para tudo isso

Existe uma solução bastante efetiva, mas que pode ser dificílima: parar de fumar.

O tabagismo não traz nenhum benefício ao nosso corpo, muito pelo contrário. Então, não há porque mantê-lo. Procure especialistas no assunto que te ajudarão melhor que ninguém e volte a ter uma saúde em dia!

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!