15 erros na escovação que podem prejudicar a saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Você sabia que normalmente são cometidos alguns erros na escovação que podem comprometer os dentes? Confira aqui!

Dentre as práticas realizadas para manter a saúde bucal, a escovação é uma das mais importantes. Mas você sabe quais são os erros na escovação que todos cometem?

Agora, se você acha que esse não é o seu caso, confira neste artigo quais são os erros na escovação e também qual é a maneira correta de realizar essa tarefa essencial da nossa rotina.

Lembre-se que é comum cometer alguns erros na escovação. O ideal é manter as visitas regulares ao dentista e seguir as orientações do profissional.

Não se esqueça que, para obter a melhor higiene bucal, o recomendado é escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, além de fazer uso do fio dental e  de um enxaguante bucal.

Quais São os Principais Erros Cometidos na Hora de Escovar os Dentes?

Mesmo que você realize o procedimento com cautela, ainda assim é possível realizar alguns erros comuns ao escovar os dentes.

Alguns deles não são tão conhecidos, o que faz com que muitas pessoas nem saibam que estão cometendo essas falhas. No entanto, é necessário tomar cuidado, afinal, isso pode fazer mal aos dentes.

Confira abaixo então quais são os erros cometidos durante a escovação. Ao todo, eles são 15, mas dividimos em duas partes – sendo elas referente à técnica e aos produtos:

Técnica de Escovação

  1. Aplicar muita força na escova: quando feito em excesso, pode acabar desgastando o esmalte dentário, deixando-os sensíveis, sem brilho, amarelados ou até com as pontas quase transparentes. Sem contar, que pode causar erosão, retração gengival, dor e mau hálito;
  2. Escovar os dentes pouco tempo depois de comer: o aconselhado é esperar pelo menos 30 minutos após uma refeição para escovar os dentes para que a saliva neutralize a acidez na boca causada pelos alimentos;
  3. Enxaguar a boca várias vezes enquanto realiza a escovação: a recomendação é realizar isso apenas uma vez, ao fim da escovação;
  4. Beber água após limpar os dentes: o recomendado é deixar o flúor agindo nos dentes por pelo menos 30 minutos após feita a escovação;
  5. Escovar apenas a parte visível dos dentes: um fator muito prejudicial, afinal a placa bacteriana e o tártaro se acumulam também nas partes não visíveis dos dentes ao sorrir;
  6. Não escovar a língua: uma das principais causas do mau hálito devido à placa bacteriana que se acumula na língua;
  7. Escovar os dentes diversas vezes em um dia: quantidade não é sinônimo de qualidade! O recomendado é escovar os dentes apenas três ou quatro vezes por dia;
  8. Escovar os dentes na horizontal e de qualquer jeito: ao fazer isso, o paciente acaba deixando restos de alimentos nos dentes que não serão retirados;
  9. Realizar uma escovação rápida: o recomendado é realizar uma limpeza de pelo menos 5 minutos para que ela seja feita corretamente.

Produtos Utilizados para a Higienização dos Dentes

  1. Colocar muito creme dental na escova: esse hábito apenas faz com que fique mais difícil de realizar a limpeza dos dentes e não garante a eficiência do procedimento;
  2. Apenas usar creme dental clareador: apesar de removerem as sujeiras presentes na superfície dos dentes, esse produto age como uma lixa, podendo desgastar o esmalte, provocando sensibilidade e erosão dentária;
  3. Substituir escova de dentes pelo enxaguante: mesmo que o enxaguante ajude a evitar o acúmulo de placa, ele não substitui uma escovação feita corretamente. Sendo assim, ele é apenas um complemento;
  4. Demorar para trocar de escova: respeitar a vida útil da escova é necessário, trocando-a em um período de pelo menos dois meses;
  5. Não fazer o uso do fio dental: esse produto é necessário para prevenir a cárie, mau hálito e doenças periodontais;
  6. Utilizar escovas com cerdas duras: o recomendado são escovas com cerdas macias, que não atacam os dentes e não causam desgaste do esmalte e retração gengival.

Indicações Para Escovar os Dentes da Forma Correta

Agora, se você deseja saber como realizar a escovação sem cometer esses erros, confira os passos abaixo e coloque-os em prática:

  • Coloque a quantidade certa de creme dental na escova;
  • Encoste as cerdas da escova entre a gengiva e os dentes;
  • Realize movimentos suaves e preferencialmente circulares da gengiva para fora, repetindo o movimento aproximadamente 10 vezes a cada 2 dentes;
  • Repita o movimento circular na parte voltada para a bochecha e também na parte inferior dos dentes;
  • Na face superior do dente, realize movimentos de vai e vem, indo para frente e para trás;
  • Faça o mesmo movimento na língua também, levando a escova para trás e para frente;
  • Cuspa o excesso de pasta de dente na boca;
  • Enxágue bem e realize um bochecho com um pouco de enxaguante bucal.

Por fim, além de corrigir os erros na escovação, lembre-se de realizar consultas periódicas com o dentista para que ele analise a situação dos seus dentes e como anda a sua saúde bucal!

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.