Técnica de escovação varia de acordo com paciente

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A técnica de escovação é importantíssima para garantir a saúde bucal do paciente

Escovar os dentes deve ser um hábito diário, realizado após todas as refeições, ao acordar e antes de dormir. É um modo de prevenir diversas doenças e disfunções bucais. É importante que o dentista oriente seus pacientes a realizar a melhor técnica de escovação possível.

É fundamental também que a técnica de escovação esteja acompanhada de outras atividades, como usar o fio dental, não se esquecer de escovar a língua e fazer bochecho com enxaguante bucal.

A técnica de escovação é o ensinamento que o dentista passará para o paciente sobre como efetuar a limpeza do dente.

Técnicas de escovação

Agora, confira algumas técnicas e saiba como escovar os dentes corretamente:

Técnica de Bass

De todas as técnicas de escovação, essa é uma das mais importantes.

A técnica de Bass é recomendada para pacientes que estão com doenças periodontais, em especial a gengivite. Ela possibilita que a pessoa consiga limpar o sulco gengival, aquele espaço entre a gengiva e o dente.

Como a gengiva encontra-se prejudicada, a escovação visa não agravar a inflamação, o que poderia fazer com que uma periodontite normal se transformasse em aguda.

Etapas do processo:
  • Deixe as cerdas da escova posicionadas com um ângulo de 45º em relação aos dentes;
  • Encaixe as cerdas diretamente no sulco gengival;
  • Faça movimentos curtos, sem aplicar força excessiva e de vai e vem;
  • O ideal é efetuar o movimento por, pelo menos, 10 segundos, mudando para outro conjunto de dente em seguida;
  • Na face oclusal, ou seja, na de mastigação, repita os mesmos movimentos de vai e vem.

Técnica de fones

Normalmente, a técnica de fones é sugerida para crianças e para quem tem um tempo muito escasso para escovar os dentes.

Etapas do processo:
  • Posicione as cerdas da escova com um ângulo de 90º em relação aos dentes;
  • Faça movimentos circulares de maneira suave;
  • Na face oclusal, efetue movimentos de vai e vem,

Técnica de esfregar

É o método mais simples. Ele é utilizado frequentemente por pessoas que não costumam ir ao dentista. Dessa forma, não possuem uma boa instrução profissional.

Etapas do processo
  • Encaixe as cerdas da escova nos dentes fazendo um ângulo de 90º;
  • Faça movimentos de esfregação, para frente e para trás.

No entanto, esse movimento é um pouco arriscado. Se a escovação for realizada com muita força, acaba ferindo as gengivas, podendo ocasionar em uma gengivite, por exemplo.

Afinal, como essas pessoas não tem intimidade com a escovação, facilmente elas acabam aplicando uma agressividade na atividade, acreditando que é mais força que técnica.

Técnica do rolo

Esse método pode ser efetuado por qualquer pessoa, não há uma recomendação específica igual aos anteriores.

Etapas do processo
  • Coloque as cerdas nos dentes formando um ângulo de 45º. O sentido deve estar apontado para gengiva;
  • Faça um movimento rotacional firme, atingindo o dente e o sulco gengival;
  • Por fim, termine fazendo movimentos de vai e vem na superfície oclusal.

Técnica de Stillman Modificada

A estratégia permite que o paciente massageie o tecido gengival. Assim, é recomendado normalmente para quem tem uma proximidade maior com a escovação.

Etapas do processo
  • As cerdas da escova devem ser colocadas em um ângulo de 45º, apontando para a gengiva;
  • Faça um movimento de vibração. Aplique uma pressão leve. Em seguida, comece a deslocar a escova no sentido da superfície oclusal, mas sem deixar de realizar a movimentação vibratória;
  • Na superfície oclusal, faça uma escovação firme no sentido vai e vem, mas com movimentos curtos.

Técnica de Charters

Seu objetivo é possibilitar que as áreas que estão com retração gengival sejam limpas.

Etapas do processo
  • Coloque a escova em ângulo de 45º em relação ao dente;
  • Pressione a escova para que as cerdas entrem nas partes interdentais;
  • Faça movimentos vibratórios.

Portanto, é preciso consultar seu dentista periodicamente para que ele indique a melhor técnica de escovação para sua saúde bucal.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.