Borrachinha de aparelho: suas funções e momento de troca

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

As borrachinhas para aparelho têm um papel importante no tratamento ortodôntico

Quem usa ou já usou aparelho ortodôntico com certeza já enfrentou o seguinte dilema: qual cor devo escolher para a borrachinha de aparelho?

Com uma diversidade enorme de cores fica difícil de escolher só uma! Mas, saiba que essa não deve ser sua maior preocupação. Lembre-se que a borrachinha de aparelho possui uma função extremamente importante.

Além de atribuir um visual divertido ao seu sorriso, a ligadura elástica, popularmente chamada de borrachinha de aparelho, tem a função de fixar o fio do aparelho ortodôntico direto ao braquete.

Assim, elas auxiliam na pressão que a peça exerce sobre o dente e na movimentação do aparelho, conforme a necessidade ortodôntica determinada pelo dentista.

Cada braquete exige uma borrachinha individual, e de acordo com sua preferência, é possível obter diversas cores de aparelho.

É difícil imaginar que mexendo tanto com a estética do sorriso, as borrachinhas do aparelho tenham uma função de tamanha relevância no decorrer do tratamento!

  1. Sobre o Aparelho Ortodôntico Fixo e Suas Partes
  2. Tipos de Borrachinha de Aparelho
  3. Apenas o Seu Dentista Deve Manusear as Borrachinhas!
  4. Quando Trocar a Borrachinha do Aparelho?
  5. As Borrachinhas Perdem a Cor?
  6. “Operação Sorriso Colorido”
  7. Como Fazer a Higiene Bucal com a Borrachinha?

Sobre o Aparelho Ortodôntico Fixo e Suas Partes

O aparelho ortodôntico fixo funciona movimentando os dentes a partir da aplicação de uma força leve, que tende a variar de acordo com a gravidade de cada caso.

Ele é composto por braquetes (peça colada no dente), arco (um fio ortodôntico metálico que passa pelos braquetes) e ligaduras metálicas ou borrachinhas coloridas (servem para fixar o arco no interior dos braquetes).

No decorrer deste artigo iremos falar um pouco mais sobre as borrachinhas, todas as suas funções e especificidades. Acompanhe!

Tratamento Ortodôntico e Suas Etapas

O tratamento ortodôntico tem como principal função restabelecer a oclusão dentária. Ou seja, o correto engrenamento dos dentes superiores com os inferiores, estabelecendo um sorriso perfeito.

Essa função é fundamental para uma mastigação e, consequentemente, a adequada nutrição e saúde bucal.

Com o restabelecimento da oclusão, evitam-se problemas relativos à respiração, deglutição e da fala. Assim, o paciente pode viver normalmente e adquire bastante qualidade de vida.

A realização do tratamento se dá por diversas formas, sendo as mais comuns pelo uso de aparelhos ortodônticos, sejam eles fixos ou móveis, o que varia de caso em caso.

Os aparelhos possuem o papel de corrigir as falhas dentárias da mordida. Vamos detalhar um pouco mais como é realizado o tratamento e suas etapas. Acompanhe!

Diagnóstico e Planejamento do Tratamento Ortodôntico

Essa é a fase inicial do tratamento ortodôntico, e é quando ocorre o primeiro contato do ortodontista com seu paciente. É realizado um exame para a obtenção de um diagnóstico.

Depois da avaliação, o dentista pode pedir alguns exames extras caso julgue necessário.

Assim, o ortodontista observa as alterações encontradas e explica ao paciente, que informado, decide o qual a melhor decisão a ser tomada.

Instalação do Aparelho Dentário

Após a tomada de decisão do paciente, a segunda parte do tratamento é a instalação do aparelho ortodôntico. Existem aparelhos específicos para cada caso.

No ato de sua instalação os dentes e músculos já começam a se movimentar, iniciando a correção do problema.

Alinhamento Dental

Uma parte de extrema importância durante o tratamento é o alinhamento. Os dentes devem estar alinhados e nivelados para que a movimentação da boca seja completamente natural.

A primeira correção é feita com fios mais leves e finos, que giram para que os dentes se alinhem na posição correta.

Em alguns casos, é realizado o tratamento ortodôntico com extração de dentes, mas na maioria das vezes o alinhamento ocorre naturalmente e sem maiores problemas.

Correção dos Dentes

Agora com os dentes alinhados e nivelados, o objetivo do tratamento ortodôntico passa a ser a correção do problema. Nessa etapa são utilizados fios de aço mais grossos que na anterior.

Eles se combinam com elásticos e têm a função de fechar espaços e mordidas abertas, corrigir desvios ou qualquer problema identificado inicialmente.

Finalização do Tratamento Ortodôntico

Depois da correção, o paciente passa por um processo de finalização. Nesse estágio são utilizados braquetes e elásticos verticais para dar acabamento.

Essa fase é de extrema importância, pois é aqui onde tudo o que foi feito durante o alinhamento e a correção é fixado.

Contenção dos Dentes

O aparelho ortodôntico é retirado, e os dentes passam por um processo de adaptação às novas posições.

Pode ser necessário o uso de contenções fixas ou removíveis para dar estabilidade ao que foi realizado durante o tratamento.

Depois dessa fase, as visitas ao consultório odontológico se tornam menos frequentes. Mas isso não quer dizer que o paciente deve deixar de visitar um dentista.

Tipos de Borrachinha de Aparelho

Função da borrachinha de aparelho vai além de colorir o sorriso

Apesar das borrachinhas parecerem todas iguais, com exceção de suas cores, é claro, existem sim tipos diferentes dessa estrutura. Assim, sua função é definida de acordo com sua espessura e tamanho.

Vamos entender um pouco mais sobre isso!

Borrachinhas Coloridas, Pequenas e Bastante Finas

Elas são as responsáveis por ligar o braquete ao arco. São mais frágeis e só podem ser trocadas pelo ortodontista, nunca pelo paciente.

As borrachinhas coloridas podem ser individuais ou em cadeia, como se formassem uma corrente. Neste segundo caso, são usadas para fechar espaços interdentais.

Assim, o paciente não deve escolher a borrachinha trançada em cadeia só por questão de estilo ou estética. Ela tem uma função específica e só deve ser usada quando o ortodontista julgar necessário!

Elástico Grande e Grosso

Este tipo de elástico nem sempre é chamado de borrachinha, mas tem a mesma função delas.

Ele é usado quando é preciso aplicar mais força para que os dentes se movimentem. Em geral, ligando os dentes anteriores e posteriores da arcada dentária.

O elástico ortodôntico é indicado para corrigir a mordida e o alinhamento dos dentes, em uma fase final do tratamento odontológico.

Dessa maneira, isso significa que, apesar de causarem mais dor, estes elásticos serão usados por menos tempo e serão mais eficazes.

Apenas o Seu Dentista Deve Manusear a Borrachinha de Aparelho

Função da borrachinha de aparelho vai além de colorir o sorriso

O recomendado é que o paciente realize a troca da borrachinha do dente pelo menos 1 vez por mês durante a manutenção do aparelho. Porém, isso pode variar de acordo com o tratamento.

Por fazer parte do tratamento ortodôntico, só o ortodontista está autorizado a colocar ou remover a borrachinha do aparelho.

Então, se colocada ou retirada de maneira inadequada, fará o tensionamento errado da arcada. Assim, pode ocasionar prolongamento do tratamento.

Em casos muito extremos pode haver até mesmo a perda de dentes.

Uma vez que o paciente sabe a função da borrachinha, ele entende a sua importância.

Por isso, somente o profissional pode adquirir e manusear as borrachinhas ortodônticas, garantindo  procedência, qualidade e, consequentemente, a eficácia do tratamento ortodôntico.

Caso contrário, pode haver algumas sérias complicações, como exemplo:

  • Mordida cruzada;
  • Aumento no tempo de tratamento;
  • Problemas na articulação temporomandibular;
  • Perda de dentes.

Quando Trocar a Borrachinha de Aparelho?

Função da borrachinha de aparelho vai além de colorir o sorriso

Já sabemos que a borrachinha do aparelho ortodôntico deve ser trocada de tempos em tempos e isso ocorre devido a uma série de razões. Com o passar dos dias, a borracha acaba perdendo a sua firmeza.

Por isso, cada vez mais ela acaba ficando menos eficaz, prejudicando o tratamento ortodôntico. É possível, inclusive, que o paciente note essa condição pois a dor sentida na troca das borrachinhas desaparece gradativamente no decorrer dos dias.

Além disso, a estrutura vai perdendo a sua coloração com o tempo. Isso acaba dando um ar de ineficácia ou até mesmo de falta de higiene ao aparelho dental.

Por fim, devemos dizer que a troca das borrachas é fundamental devido ao acúmulo de alimentos e detritos entre elas, que podem causar o surgimento da placa bacteriana.

Ainda existem casos onde a borrachinha se rompe ou até mesmo se solta, sendo necessária a troca imediata para que o tratamento não seja prejudicado e se desenvolva de maneira eficaz

O Que Devo Fazer Caso a Borrachinha Solte em Casa?

Como já dissemos anteriormente, a presença dessas pequenas estruturas é fundamental para que o tratamento ortodôntico se desenvolva de maneira eficaz.

Portanto, podemos dizer que na ausência das borrachas o tratamento é bastante prejudicado e interrompido. e se você não visitar um dentista rapidamente, os efeitos obtidos durante a terapia ortodôntica podem inclusive regredir.

Isso acontece pois o fio ortodôntico fica inativo, ou seja, sem poder exercer força alguma sobre os dentes. Assim, é interessante comparecer ao consultório odontológico o mais cedo possível.

Um adendo importante é que, como já falamos anteriormente, você não deve tentar colocar as borrachinhas sozinho em sua casa. Isso tende apenas a prejudicar o tratamento. Apenas um profissional deve realizar este procedimento!

As Borrachinhas de Aparelho Perdem a Cor?

Função da borrachinha de aparelho vai além de colorir o sorriso

A grande verdade é que é extremamente comum que as borrachinhas do aparelho percam sua corte no desenrolar do tratamento ortodôntico.

O motivo para isso é que elas são feitas de látex e tingidas artificialmente. Além disso, como são trocadas em curtos períodos, podem ser consideradas descartáveis.

Alguns hábitos alimentares ainda podem influenciar no processo de descoloração ou troca de cor das peças. A mudança é mais visível ainda quando a borrachinha é de uma cor clara.

Portanto, não é nenhuma anormalidade que a borrachinha perca sua cor.  O único problema acaba sendo a questão estética, que pode gerar desconforto ao paciente.

Entretanto, isso não chega a ser o maior empecilho do mundo, já que para resolvê-lo basta que o dentista encarregado troque esta parte do aparelho de seu paciente.

Entre os principais motivos que ocasionam o desbotamento, podemos citar:

  1. Bebidas com cores fortes;
  2. Cigarro;
  3. Contato com a própria saliva do paciente;
  4. Alimentos com corantes.

Dessa maneira, devemos dizer que o desbotamento está diretamente relacionado aos hábitos do paciente e não possui ligação com a eficácia do tratamento.

Qual Cor de Borrachinha Desbota Menos?

Não podemos dizer especificamente qual cor de borrachinha desbota menos. Porém, podemos dizer quais delas desbotam com mais facilidade, sendo elas:

  • Borrachas com coloração branca ou muito clara;
  • Borrachas transparentes;
  • Borrachas coloridas, mas com cor bastante fraca, quase transparente.

Com base nessas informações, é possível compreender que cores mais escuras tendem a durar mais, parecendo até mesmo intactas depois de um extenso período de uso. São elas:

  • Preto;
  • Roxo escuro;
  • Azul escuro;
  • Verde escuro e cristal;
  • Vermelho escuro.

“Operação Sorriso Colorido” – Borrachinha de Aparelho

operação "sorriso colorido"

Diante da ocorrência de diversos casos de exercício ilegal da odontologia realizado por leigos no estado de São Paulo, que ofereciam manutenção de aparelhos ortodônticos, desde 2013 o CROSP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo) tem se mobilizado para coibir a venda indiscriminada, nas ruas e na internet, de materiais de uso exclusivo da ortodontia, como fios e ligaduras elásticas.

A borrachinha do aparelho virou febre, e chegou a ser utilizada por muitos como um adereço estético, ainda que esses não precisassem utilizar o aparelho ortodôntico para a correção dos dentes.

Tratava-se de uma nova moda instaurada no estado de São Paulo.

O produto vendido era armazenado em locais de higiene precária, muitas vezes a céu aberto e tinham qualidade de procedência bastante duvidosa.

Assim, o indivíduo que utilizasse a peça poderia ter sua saúde bucal e geral seriamente prejudicada.

Com isso, em 18 de fevereiro de 2013 foi aprovado e protocolado o Projeto de Lei 103/14, de autoria do Deputado Fernando Capez.

Essa lei determina que a venda dos produtos e instrumentais odontológicos seja somente para profissionais da área, com comprovação de registro no CROSP.

Isso logicamente trouxe maior rigor e fiscalização na venda desse produto.

Outras Medidas Estabelecidas Pela Operação

O presidente do CROSP também anunciou outras medidas da “Operação Sorriso Colorido”, sendo elas:

  1.  Publicação de parecer oficial da Câmara Técnica de Ortodontia do CROSP explicando os perigos da manutenção do aparelho ortodôntico sem acompanhamento profissional, publicado em 17 de fevereiro de 2014 no Portal do Conselho;
  2. Audiência para orientação e solicitação de apoio e atuação conjunta com a Coordenação de Vigilância Sanitária (COVISA);
  3. Audiência para orientação e solicitação de apoio e atuação compartilhada com a COVISA;
  4. Realização de blitz na região central de São Paulo;
  5. Ofício protocolado na Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública (DRCCSP), solicitando nova audiência e atenção especial para os casos denunciados;
  6. Ofício protocolado na ANVISA solicitando nova audiência e providências quanto a regularização do comércio de produtos odontológicos;
  7. Representação junto ao Ministério Público Estadual e Federal denunciando esses crimes contra a Saúde Pública;
  8. Solicitação para Google e Youtube para a retirada do ar de vídeos produzidos por leigos, que ensinam ou estimulam a instalação de aparelhos dentários sem acompanhamento do cirurgião-dentista;
  9. Parcerias com as entidades odontológicas (inicialmente CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA, ABIMO, ABCD, ABO, APCD);
  10. Trabalhar em prol de projeto de lei estadual que instaura a obrigatoriedade de identificação profissional (registro no CROSP) para a aquisição de produtos odontológicos;
  11. Reunião com as empresas que comercializam produtos odontológicos, buscando informação sobre a situação atual, conscientização e estabelecimento de um trabalho conjunto;
  12. Documento de manifestação de apoio com as empresas odontológicas.

Perigos do Aparelho “Falsificado”

Os chamados falsos aparelhos, colocados por pessoas sem nenhuma qualificação, levam à vários riscos.

Na sua instalação, o adesivo usado para fixação das peças é uma cola tipo Super Bonder, que pode causar danos irreparáveis para:

  • Esmalte dentário;
  • Gengiva;
  • Bochecha.

Além disso, quando o indivíduo for retirar este aparelho, poderá arrancar partes do esmalte e até mesmo fraturar o seu dente.

As peças ainda têm posições variadas em cada dente. O leigo cola de qualquer maneira, provocando uma movimentação errada deles, tanto em direção como em quantidade de força.

Isso faz com que as raízes destes e o osso de suporte sofram um processo de reabsorção e movimentação dentária incorreta.

As estruturas dentárias envolvidas podem até mesmo, podem ser arrancadas pelo falso aparelho. Fora isso, o “paciente” ainda estará sujeito a muitas dores.

Como Fazer a Higiene Bucal com a Borrachinha?

como fazer a higiene bucal usando aparelho

Para compreender como realizar a higiene oral com a borrachinha, o ideal é que você entenda como deve escovar os dentes utilizando o aparelho dental.

Assim, nós da Simpatio elaboramos um passo a passo para facilitar a sua vida. Basta você seguir essas dicas e seu sorriso ficará impecável:

1 – Escolha a Escova Correta

O primeiro passo para escovar os dentes com aparelho é escolher a escova de dentes mais adequada. Nesses casos, a opção mais indicada é a escova ortodôntica.

A escova para aparelho conta com um formato diferente das tradicionais. Ela possui uma canaleta central adaptada aos braquetes que auxilia na higiene.

Além disso, o formato em “V” de suas cerdas possibilita uma limpeza mais completa das áreas laterais dos dentes e do aparelho ortodôntico. Outra opção é o uso de escovas interdentais.

Esse tipo de escova é eficaz na limpeza entre os braquetes do aparelho. Desse modo, a escova interdental deve ser utilizada de cabeça inclinada, de modo com que as cerdas caibam entre os metais do aparelho.

Escolhida a escova dental mais adequada, é hora de retirar qualquer parte removível do aparelho ortodôntico. Isso inclui elásticos, por exemplo.

2 – Escove os Dentes

Uma boa maneira de garantir a saúde bucal durante a escovação é começar limpando o aparelho. Para isso, use a escova para esfregar em ângulo de 45 graus, focando em limpar a área ao redor dos arames.

Escove a parte superior do arame. Posteriormente, foque na parte inferior. Depois de limpar o aparelho, chega o momento de escovar os dentes de fato.

Ainda em um ângulo de 45 graus, passe a escova pelos elementos da arcada dentária em movimentos circulares e constantes.

Ainda, outras dicas são extremamente úteis na hora de escovar os dentes usando aparelho ortodôntico:

  • Escove cada dente individualmente;
  • Não se esqueça de limpar as superfícies internas dos dentes;
  • Utilize pouco creme dental. Isso porque uma pequena quantidade possibilita uma maior fricção entre o dente e a escova, potencializando a limpeza.

3 – Use Fio Dental

Usar fio dental é para crucial da limpeza oral de quem faz tratamentos ortodônticos. É importante ressaltar que os fios dentais com cera são os mais indicados para o uso.

Eles apresentam menos riscos de danos às peças metálicas do aparelho. Dessa maneira, para utilizar o fio dental, siga os seguintes passos:

  • Com cuidado, passe o fio dental por trás do fio metálico;
  • Pressione o fio dental para que ele fique entre os dentes;
  • Faça movimentos para cima e para baixo com o fio dental;
  • Retire o fio puxando por uma das pontas;
  • Repita o processo em todos os espaços entre os dentes.

Passe o fio dental após cada refeição. O uso de um passa fio pode ajudar no procedimento.

4 – Use Enxaguante Bucal

Fazer bochecho com enxaguante bucal por 30 segundos é uma boa maneira de finalizar a escovação. Você pode utilizar enxaguantes antissépticos ou a base de fluoreto.

Escova Interdental x Escova Ortodôntica

Como sabemos, as ferramentas de higiene oral não são todas iguais, não é mesmo? Assim, cada tipo de escova possui uma função específica e pode ser utilizada em situações diferentes.

E o que determina o uso de uma em detrimento da outra são as necessidades bucais do paciente. E é exatamente isso que acontece com as escovas ortodôntica e interdental.

A verdade é que ambas praticam diferentes funções, porém, com o mesmo objetivo: manter o sorriso saudável e brilhante, longe da sujeira.

Mas para você entender um pouquinho melhor, vamos explicar mais detalhadamente.

A escova ortodôntica tem como função a higienização dos dentes, possuindo uma conformação adequada para adaptação aos braquetes.

Enquanto isso, a escova interdental, pelo fato de apresentar cerdas cônicas ou cilíndricas, higieniza melhor aqueles espaços entre os dentes, que são de difícil acesso devido ao uso do aparelho ortodôntico.

O ideal é que o paciente converse com o seu dentista de confiança, que pode indicar qual das duas deve ser utilizada para beneficiar sua saúde oral.

Agora você já sabe para que servem as borrachinhas. Elas podem atribuir um visual divertido e colorido aos dentes, mas lembre-se, o intuito é principalmente auxiliar no processo de dentes mau eclodidos.

Portanto, nunca realize nenhum tipo de tratamento com aparelhos falsos meramente para entrar na “moda”.

É fundamental realizar o procedimento com especialistas da área, para não enfrentar complicações futuras, que podem ser irreversíveis.

Sabendo disso, você pode escolher azul, amarelo, vermelho, roxo, verde, ou qualquer cor de borrachinha de aparelho de sua preferência, que combine com o seu estilo e te deixe feliz!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.