Uso do aparelho fixo e seus principais detalhes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Duração, indicações e higiene do aparelho ortodôntico fixo

Você realiza uma consulta de rotina em seu dentista, como já fez diversas outras vezes. Mas, sai do consultório com a notícia de que tem uma leve imperfeição na posição dos dentes e para corrigir,  terá que usar o temido aparelho fixo. Não se preocupe, isso é mais comum do que parece.

Uma recente pesquisa sobre saúde bucal realizada pelo Ministério da Saúde apontou que cerca de 35% da população possui alguma disfunção que exige tratamento ortodôntico. Seja por uma questão estética ou funcional. Quando o paciente tem os dentes levemente tortos, não há como fugir e a principal solução é o uso do aparelho fixo.

O aparelho fixo funciona movimentando os dentes a partir da aplicação de uma força leve, que tende a variar de acordo com a gravidade de cada caso.

Ele é composto por braquetes (peça colada no dente), arco (um fio metálico que passa pelos braquetes) e ligaduras metálicas ou borrachinhas coloridas (servem para fixar o arco no interior dos braquetes).

Tratamento com aparelho fixo

A partir da instalação do aparelho dental fixo, tem início o processo de alinhamento e nivelamento dos dentes com o uso de fios metálicos mais leves.

Quando os dentes já estão melhor posicionados, o dentista troca os fios leves por fios mais pesados. Esses fios são geralmente de aço, quadrados ou retangulares, sendo bem mais grossos que os iniciais.

Não seria possível o seu uso com os dentes desalinhados.

Quando os dentes já estão se aproximando de suas posições finais, normalmente são colocados elásticos presos aos braquetes para estabilizar ainda mais a arcada dentária.

É uma fase bem trabalhosa e requer paciência por parte do paciente e do ortodontista, pois a ansiedade para finalizar o tratamento e retirar o aparelho é muito grande. Mas, é necessário muito cuidado para não retirar antes da hora e prejudicar todo o processo.

Para finalizar o tratamento, o aparelho ortodôntico fixo é retirado. Porém, principalmente nos primeiros 6 meses após o tratamento, os dentes ainda se encontram em uma situação de pouca estabilidade.

Por isso, é muito importante a instalação das contenções ortodônticas superiores (geralmente removíveis) e inferiores (geralmente fixas).

Quanto tempo dura o tratamento?

A duração do tratamento com o aparelho fixo depende de diversos fatores. Tais como, a gravidade da má oclusão, necessidade ou não de extrações, idade do paciente, problemas hormonais, medicações e mecânica utilizada.

Porém, segundo profissionais, ele normalmente é concluído entre 1 ou 2 anos.

Quando é necessária uma extração dentária?

Antes da instalação do aparelho ortodôntico fixo, o paciente precisa passar por uma série de exames preventivos e em alguns casos é necessário remover um ou mais dentes.

Isso acontece quando os dentes do indivíduo possuem um apinhamento dental muito acentuado. Ou seja, quando há uma diferença muito grande entre o tamanho dos dentes e a base óssea deles.

O apinhamento dental é uma condição muito comum entre a população. É acarretado pela genética ou pelo desenvolvimento incorreto da arcada dentária.

As extrações são de extrema relevância nesses casos para evitar um prejuízo no formato facial do paciente, principalmente na fase inicial, quando acontece o nivelamento e alinhamento dos dentes.

Como fazer a higiene utilizando aparelho fixo

A escova utilizada na escovação dos dentes de quem possui aparelho de dente fixo deve ser diferente da convencional. Normalmente com a cabeça menor ou com as cerdas em V. Também devem ser mais curtas no centro, para alcançar os braquetes e a superfície dos dentes.

O uso do fio dental é extremamente importante nesses casos. Uma vez que o aparelho dental fixo tende a acumular muitos resíduos onde a escova não alcança.

Pode parecer uma tarefa difícil devido a presença dos fios metálicos e dos braquetes. Mas, para te auxiliar no procedimento existe o “passa fio”. Um instrumento similar a um palito de plástico com um vão na ponta, onde é inserido o fio dental.

Fora isso, é importante o acompanhamento periódico com o dentista, que além de observar a evolução da correção dos dentes com o aparelho fixo, também poderá avaliar como está a limpeza dental do paciente.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.