Bichectomia harmoniza e afina a face dos pacientes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Conheça o tratamento estético para a redução das bochechas: bichectommia

Você já se sentiu incomodado com alguma parte do seu rosto? Pois saiba que as bochechas são os principais alvos das reclamações. Dessa forma, a Bichectomia surge como uma alternativa para essa questão.

Na maioria dos casos, o procedimento de Bichectomia dura entre uma e uma hora e meia. Ele é parcialmente invasivo e tem um pós-operatório simples.

Bichectomia é a cirurgia irreversível para remoção da bola de Bichat, um tecido gorduroso. Popularmente, é conhecida como a cirurgia que reduz significativamente a projeção das bochechas.

A retirada da gordura pode ser total ou apenas parcial. O procedimento tem fins estéticos para harmonizar e afinar o rosto do paciente.

No entanto, também pode ser usada para reduzir traumas na mucosa da bochecha, como mordidas muito fortes, e evitar o coxim gorduroso.

Os profissionais indicados para esse procedimento são aqueles que têm especialização em cirurgias, como os cirurgiões-dentistas e os cirurgiões plásticos.

Curiosidade: a bichectomia também é chamada de lipoplastia facial. Além disso, pode ser realizada em conjunto com a de lifting facial.

  1. Exames Pré-Cirúrgicos da Bichectomia
  2. Etapas do Procedimentos da Bichectomia
  3. Qual a Duração da Cirurgia da Bichectomia?
  4. Possíveis Complicações Durante a Cirurgia
  5. Antes e Depois da Bichectomia
  6. Como Evitar Problemas Depois da Cirurgia?
  7. Qual o Preço da Bichectomia?
  8. Contraindicações da Bichectomia
  9. Quais os Cuidados Depois da Cirurgia de Bichectomia?
  10. Bichectomia é um Procedimento Reversível?

Exames Pré-Cirúrgicos da Bichectomia

Primeiro, é preciso lembrar que antes da cirurgia o paciente precisa passar por uma consulta com o profissional para o exame intra bucal. Além disso, é possível entender quais são as expectativas de resultado do paciente.

Curiosidade: pacientes com hipertensão são indicados a visitarem o cardiologista antes da cirurgia. Isso para o profissional fazer uma avaliação do quadro, para então liberar o paciente para o procedimento.

Antes da cirurgia, o profissional precisa orientar o paciente sobre a realização dos exames pré-cirúrgicos. É importante frisar que, mesmo sendo um processo simples, a saúde do paciente precisa estar em dia.

Portanto, a análise desses exames confirma se o paciente está apto ou não para continuar com o procedimento cirúrgico.

Mas, afinal, quais são esses exames?

  • Hemograma completo;
  • Taxa de glicemia; e
  • Coagulograma.

Se os exames estiverem todos certos e o paciente estiver em condições saudáveis, pronto! O profissional o libera para o procedimento e começa a planejar a cirurgia de bichectomia.

Etapas do Procedimentos de Bichectomia

Cirurgia de bichectomia tem 8 etapas operatórias simples e rápidas

É importante que o paciente e o dentista estejam de acordo com o procedimento cirúrgico e de como é feita a bichectomia. Por isso, é essencial que os dois discutam sobre as etapas operatórias. Elas são:

  1. Paciente e profissional escolhem a cirurgia de bichectomia como melhor tratamento;
  2. No dia da redução de bochechas, paciente irá até o consultório ou centro cirúrgico;
  3. Assim, o profissional aplicará uma anestesia local;
  4. Depois, é feita uma incisão de 1 a 4 centímetros no interior da bochecha;
  5. O profissional faz uma pressão na área externa da boca e desloca o tecido gorduroso até o corte;
  6. O tecido, então, é retirado com uma pinça;
  7. O profissional costura e fecha o corte; e
  8. Por fim, dependendo dos pontos utilizados, o paciente voltará depois de uma semana para retirá-los.

Viu? O procedimento é bem simples! Por isso, não se preocupe! Com as orientações e indicações do profissional, você consegue um resultado positivo.

Agora, você pode estar se perguntando: “antes das etapas da cirurgia, eu preciso tomar cuidado com o que?”.

Essa pergunta é muito importante. Os profissionais indicam que os pacientes devem ficar de jejum por 8 horas antes do procedimento.

Desse modo, se organize e realize uma alimentação saudável e equilibrada antes de entrar em jejum. Assim, você fica alimentado e com o organismo fortalecido para a cirurgia.

Qual a Duração da Cirurgia da Bichectomia?

Procedimento de redução de bochechas tem duração variada

A duração do procedimento cirúrgico é diferente para cada caso clínico. Isso porque alguns critérios são determinantes no tempo da cirurgia.

Por exemplo, a experiência do profissional conta no período. Afinal, um profissional mais experiente tem mais prática e dinâmica durante o procedimento.

Além disso, caso haja alguma complicação durante a cirurgia, é normal que a duração seja maior. Mas, fique tranquilo, vamos falar mais sobre as complicações daqui a pouco.

Na maioria dos casos, no entanto, o processo cirúrgico dura entre 1 hora ou 1 hora e 30 min. Há possibilidade de a cirurgia ser terminada em 45 minutos.

Possíveis Complicações Durante a Cirurgia

Retirada de bola de gordura tem complicações durante a cirurgia

Mesmo em uma cirurgia estética pequena, como qualquer outro procedimento, há chances de ocorrer algum tipo de complicação durante a operação.

Por isso, o profissional precisa estar preparado para lidar com situações de risco.

Além disso, o paciente precisa ser orientado sobre as possíveis complicações. Isso para ele ter em mente os efeitos da cirurgia no corpo.

Vamos conhecer mais sobre os principais perigos durante o processo da cirurgia!

Danificação de Nervos

A bola de gordura de Bichat, ou tecido gorduroso, está localizada em uma área que apresenta ramificações do nervo do trigêmeo. As duas ramificações são: ramo maxilar e ramo mandibular.

Como os próprios nomes sugerem, o primeiro é relacionado com o maxilar superior, enquanto o segundo é com a mandíbula.

Esses nervos são responsáveis pela movimentação e pela função sensitiva da área. Durante a cirurgia o profissional, de forma acidental, pode acabar por mexer no nervo. Dessa forma, acontece a danificação do nervo sensitivo.

Paralisia Facial

A paralisia facial está diretamente ligada às lesões de nervos. Os nervos, como já vimos, são responsáveis pela função sensitiva do corpo.

Dessa forma, quando o nervo facial é danificado durante a cirurgia, essa função é comprometida.

Com a alteração na sensibilidade, o rosto do paciente pode sofrer com a paralisia. Além disso, o paciente sente fraqueza nos músculos faciais. Os sintomas mais comuns da paralisia são:

  • O paciente não consegue enrugar a testa. Isso porque o músculo não responde ao comando;
  • Dificuldade para fazer. Além disso, em alguns casos o paciente não consegue realizar o movimento. Assobiar e soprar, por exemplo, podem se tornar ações desconfortáveis;
  • Quando você sorri, um dos lados da boca fica “caído” ou não se mexe;
  • Você não consegue ou tem muita dificuldade para mastigar no lado afetado;
  • É impossível fechar um dos olhos, que passa a ficar muito seco ou com produção excessiva de lágrimas; e
  • Você passa a ter dificuldade na fala.

Comprometimento da Glândula Parótida

O ramo mandibular é localizado próximo da glândula parótida. Quando esse nervo é danificado durante a cirurgia, o profissional também pode acabar danificando a glândula parótida por conta de sua proximidade.

Dessa forma, a glândula da saliva é comprometida e, como resultado, a saliva pode ficar acumulado e causar o inchaço na bochecha.

Antes e Depois da Bichectomia

Afinamento do rosto é notado durante a recuperação da cirurgia

O resultado da bichectomia pode ser visto efetivamente depois de 3 a 6 meses da cirurgia. Os pacientes notam um afinamento do rosto de forma harmonizada.

Além disso, também notam a definição no ângulo da mandíbula e realce das maçãs do rosto. Apesar dos resultados positivos, alguns pacientes podem apresentar complicações após a cirurgia.

Vamos conhecer um pouco mais sobre elas!

Quadro de Infecção

Durante uma cirurgia, os pacientes ficam expostos a microrganismos. Por isso, algum corpo estranho pode se alocar no nosso organismo e causar quadros de infecções.

No entanto, esses quadros são bem difíceis de acontecer. Isso porque os ambientes cirúrgicos são adequados, antissépticos e protegidos.

Assimetria Facial

A assimetria facial é um desequilíbrio entre os dois lados do nosso rosto. Na maioria dos casos, a desigualdade não é muito perceptível.

Mas, durante a cirurgia, o profissional pode retirar o tecido gorduroso mais de um lado do que o outro. Dessa forma, no processo de recuperação, o paciente pode notar que um lado da face está mais fino do que o outro.

Esqueletização da Face

Isso acontece quando o profissional retira as bolas de gordura de forma excessiva.

Com isso, o rosto do paciente fica com pouco tecido gorduroso, o que dá o aspecto do rosto fino de forma exagerada, como se fosse um esqueleto.

Envelhecimento Precoce

Apesar de ser um tratamento estético, a cirurgia pode levar ao envelhecimento facial precoce. Isso porque o tecido gorduroso é responsável por segurar a pele do rosto.

Dessa forma, quando ele é retirado, a pele pode ficar caída e com o aspecto flácido.

Como Evitar Problemas Depois da Cirurgia?

Retirada da bola de gordura de Bichat pede por cuidados pós-cirúrgicos

Importante: a maioria das complicações pós-cirúrgicas são causadas por erro dos profissionais. Por isso, é essencial encontrar um profissional renomado e que tenha experiência na área.

Dessa forma, você garante que o procedimento será executado adequadamente pelo profissional de confiança. Assim, você consegue ter o tão desejado rosto harmonioso.

O procedimento cirúrgico é, como já vimos, parcialmente invasivo e pode ter complicações durante e após a cirurgia.

Por isso, ter um profissional do seu lado pronto para realizar o procedimento com segurança é essencial.

Busque por referências e pesquise sobre o profissional. Pergunte aos familiares, colegas e amigos se eles conhecem algum cirurgião responsável e que tenha experiência.

Além disso, você pode até perguntar para um médico de confiança se ele conhece algum colega especializado em bichectomia.

Assim que a certeza e a segurança de que achou o profissional certo, marque uma consulta. É ideal conhecer o profissional de perto e entender como ele trabalha.

Na consulta você também consegue conversar e tirar todas as dúvidas sobre as possíveis complicações pós-operatórias.

É fundamental que você siga as orientações do profissional. Isso para garantir uma recuperação adequada e positiva.

Você deve se sentir tranquilo durante todo o processo. Por isso, o especialista deve te acalmar durante o procedimento, estudar o seu caso e traçar todas as possíveis complicações.

Dessa forma, ambos os lados se sentem seguros e preparados.

Importante: o cirurgião plástico ou cirurgião-dentista deve estar descansado antes da cirurgia e ter a certeza de que os materiais necessários estão esterilizados.

Por fim, toda a equipe precisa estar preparada para enfrentar e tratar as complicações cirúrgicas que podem surgir.

Qual o Preço da Bichectomia?

Preço para tirar gordura da bochecha é variado e depende de plano

O valor do procedimento para tirar gordura da bochecha pode variar dependendo do profissional e do ambiente. Em média, o custo fica entre R$2.000 e R$10.000.

No entanto, fique atento se você tem plano de saúde! Mas, pera, o que é esse plano? Bom, a resposta é simples: ele é um plano de assistência que tem o objetivo de compartilhar o valor total de um procedimento.

Alguns planos cobrem o valor total ou parcial da despesa. Por isso, confira nos seus documentos se você tem o plano e contate a segurado perguntando se ela cobre a cirurgia da remoção do tecido gorduroso.

Se a resposta for sim, você consegue arcar com as despesas de forma mais fácil. Caso a resposta seja não, não fique desanimado! Faça um estudo e um planejamento do quanto você pode gastar e quando você fizer o investimento.

Assim, mesmo que demore um pouquinho para a realização da cirurgia, você garante um atendimento renomado e um resultado positivo.

Te Ajudamos a Escolher um Plano Bom!

Ficou interessado no plano? Então fica tranquilo, porque separamos algumas dicas para você conseguir escolher o plano ideal e, depois, fazer a bichectomia.

Bom, escolher um plano pode ser uma decisão difícil. Isso porque é preciso elencar diversos fatores antes de contratar algum ideal para você. Entre as questões importantes de serem debatidas, estão:

  • Para quantas pessoas o plano dentário fará cobertura;
  • Quantas vezes você vai ao seu dentista de confiança;
  • Qual o valor médio dos procedimentos que você normalmente realizada;
  • Quais procedimentos o plano cobre;
  • Qual o custo do plano dental;
  • Procurar por referências.
  • Qual a cobertura do plano;
  • Ver se o plano exige uma autorização prévia antes da realização de qualquer procedimento;
  • Quais modalidades são disponibilizadas;
  • Conferir, em especial, se procedimentos estéticos são aceitos no plano;
  • Conferir as avaliações disponíveis sobre os planos odontológicos;
  • Verificar se eles estão registrados e ativos na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS);
  • Ver qual a abrangência geográfica do plano; e
  • Checar qual o período de carência.

Você precisa se lembrar de que antes de decidir o seu plano, é necessário ler o contrato da seguradora e se informar com um profissional especializado.

Com a definição, você pode optar por usá-lo para conseguir realizar o tão esperado procedimento estético.

Dessa forma, você consegue balancear os custos e ter certeza de que o profissional será feito em um lugar adequado e com profissionais de alta performance.

Contraindicações da Bichectomia

Tratamento estético é contraindicado em alguns quadros clínicos

Mesmo sendo um procedimento considerado simples, a redução das bochechas não é indicada para todo mundo. Isso porque, como qualquer outra cirurgia, a remoção do tecido gorduroso também afeta a nossa saúde.

Pessoas com doenças infecciosas, com problemas na coagulação, com patologias hepáticas, renais e cardíacas, mulheres grávidas e aquelas que estão passando por radioterapia e quimioterapia, por exemplo, são contraindicadas a fazer essa cirurgia.

Os profissionais ainda aconselham que pessoas com o rosto muito fino evitem fazer o processo da cirurgia. O procedimento ao invés de harmonizar o rosto pode acabar por deixar ele ainda mais fino.

Assim, a face ficaria completamente em desequilíbrio com o resto da fisionomia.

Além disso, pacientes com expectativas irreais e que têm incertezas também são aconselhados a não passarem pelo tratamento estético. Afinal, a cirurgia é um procedimento invasivo e que muda a nossa fisionomia.

Dessa forma, se você não tem certeza, o melhor caminho é esperar e se assegurar se você quer ou não fazer.

Quais os Cuidados Depois da Cirurgia de Bichectomia?

Procedimento de bichectomia pede por cuidados pós-cirúrgicos

O pós-operatório da bichectomia é simples. Depois da cirurgia, o paciente pode apresentar um inchaço na região operada. No entanto, o inchaço da bochecha pode ser tratado e evitado com aplicação de bolsas de água fria.

Em alguns casos, o profissional pedirá ao paciente para evitar alimentos cítricos. Os principais são:

  • Laranja;
  • Limão;
  • Tangerina (também conhecida como mexerica ou bergamota);
  • Cidra;
  • Pomelo;
  • Lima-da-pérsia;
  • Morango;
  • Kiwi;
  • Tomate; e
  • Abacaxi.

Os alimentos sólidos também podem ser evitados para o movimento mastigatório não ser forçado.

Dessa forma, o consumo de alimentos líquidos é bastante recomendado durante o período de recuperação. O paciente, então, pode optar por:

  • Caldos;
  • Sopas;
  • Sucos;
  • Vitaminas;
  • Frutas amassadas;
  • Leguminosas amassadas;
  • Água;
  • Leite;
  • Iogurte;
  • Queijos cremosos;
  • Mingau;
  • Aveia;
  • Chá;
  • Sorvete;
  • Gelatina;
  • Geleia;
  • Pudins;
  • Margarina;
  • Manteiga; e
  • Purê.

Importante: opte por alimentos mais gelados durante os primeiros dias. O ideal é voltar para a alimentação sólida apenas quando o profissional liberar.

Além disso, é recomendável o uso de protetor solar com fator maior que 30. Ainda, o paciente deve usar faixas de compressão faciais por 3 dias para evitar possíveis hematomas.

Será que preciso fazer repouso? A resposta é sim: o repouso total deve durar 2 dias. As atividades rotineiras podem ser retomadas depois de uma semana, enquanto as físicas só serão liberadas depois de uma avaliação médica.

Inclusive, o paciente deve evitar falar ou abrir muito a boca no período de recuperação. Isso para evitar traumas na região que foi aberta cirurgicamente.

O profissional, como cuidado extra, pode indicar medicamentos para o paciente. Isso para evitar dores e desconfortos. Os mais usados são os anti-inflamatórios e analgésicos.

Os fármacos são prescritos por meio de uma receita.

Nesta receita, o profissional indica a duração do consumo dos remédios e orientações complementares, como horário que devem ser tomados.

Cuidados Complementares

E não se esqueça: a saúde bucal é essencial. Depois da remoção do corpo adiposo da bochecha, o paciente deve tomar cuidado na hora de cuidar da higiene bucal. Só assim que as infecções serão evitadas.

Por isso, escove os dentes depois de 30 minutos das refeições e antes de ir dormir. Como você acabou de passar por uma cirurgia intra oral, o ideal é que você tenha uma atenção especial com o uso da escova.

Como assim? Bom, você precisa passar a escova de forma suave – sem ser agressivo – e com movimentos circulares. Dessa forma, você evita traumas internos e garante a escovação adequada.

Além dos dentes, não esqueça de escovar a língua também.

Importante: é bom você optar pelas escovas de cerdas macias ou extrafinas. Assim, a limpeza é feita de modo mais calmo e sem lesões.

O uso do fio dental também deve ser feito com cuidado para evitar lesões intra orais. Ainda, você deve evitar abrir de forma brusca ou abrir muito a boca. Passar o fio uma vez ao dia é o mais recomendado.

Para completar a limpeza, os profissionais recomendam o uso de enxaguante bucal. O paciente deve fazer gargarejos.

Por fim, o paciente deve lembrar de marcar as consultas de retorno com o profissional. Dessa forma, toda a recuperação é acompanhada de perto pelo responsável pela cirurgia plástica.

Bichectomia é um Procedimento Reversível?

Cirurgia plástica nas bochechas é reversível? Tire suas dúvidas

Essas e outras dúvidas podem surgir para o paciente que deseja realizar a cirurgia. Mas, antes de entrar neste tópico, vamos retomar informações importantes deste artigo.

  1. O que é a bichectomia?
    Ela é a cirurgia para remoção das bolas de Bichat, um tecido gorduroso. Popularmente, é conhecida como a cirurgia que reduz significativamente a projeção das bochechas.
  2. Quais são as etapas do procedimento?
    Paciente e profissional escolhem a cirurgia de bichectomia como melhor tratamento;
    No dia da redução das bochechas, paciente irá até o consultório médico ou centro cirúrgico;
    Assim, o profissional aplicará uma anestesia local;
    Depois, é feita uma incisão de 1 a 4 centímetros no interior da bochecha;
    O profissional faz uma pressão na área externa da boca e desloca o tecido gorduroso até o corte;
    O tecido, então, é retirado com uma pinça;
    O profissional costura e fecha o corte; e
    Por fim, dependendo dos pontos utilizados, o paciente voltará depois de uma semana para retirar os pontos.
  3. Qual o custo?
    Em média, o custo fica entre R$2.000 e R$10.000. Mas, fique atento se você tem plano de saúde! Alguns planos cobrem o valor total ou parcial da despesa.
  4. Para que serve a bichectomia?
    O resultado da bichectomia pode ser visto efetivamente depois de 3 a 6 meses da cirurgia. De forma resumida, os pacientes notam um afinamento harmonizado no rosto. Também notam a definição no ângulo da mandíbula e realce da maçã do rosto.

A Cirurgia é Reversível?

Pronto! Agora que você relembrou essas informações, vamos tirar uma última dúvida: se a cirurgia é reversível.

Bom, a bichectomia não é reversível. Ou seja, ela é irreversível. Afinal, o procedimento retira a gordura de Bichat forma definitiva. Dessa forma, não há volta.

Por isso, o paciente precisa ter certeza de quer realizar o procedimento.

Além disso, o profissional durante a consulta precisa mostrar todas as orientações do processo do antes e depois da cirurgia de bichectomia. Só assim é possível ficar feliz com o resultado e estética!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!