Pós-operatório odontológico requer cuidados especiais

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Os cuidados após o procedimento são tão importantes quanto o próprio procedimento!

Muito se fala sobre a prevenção e os tratamentos na odontologia, mas nós esquecemos de lembrar de uma das partes mais importantes: o pós-operatório. Os cuidados após o procedimento podem definir o sucesso do seu tratamento!

Por isso, vamos conversar mais sobre o pós-operatório. Entenda quais as restrições e cuidados mais comuns e porque eles existem!

O pós-operatório começa no minuto em que a cirurgia termina e só acaba quando o cirurgião-dentista der alta ao paciente. Esse período de cuidados pode durar até 120 dias ou mais, dependendo da complexidade do procedimento.

São algumas semanas com restrições e cuidados diários que farão toda a diferença na cicatrização e sucesso da cirurgia.

Qual a importância do pós-operatório?

O pós-operatório odontológico é um dos mais complicados. Isso porque estamos lidando com a boca, uma região cheia de mucosas, portanto sempre úmido.

A umidade nos pontos aumenta a chance de infecções, mas é essencial para a saúde bucal.

A boca também é um local “sujo” – nós comemos, pelo menos, três vezes ao dia, colocando alimentos e bactérias em contato direto com os procedimentos. Sem a higienização ideal, os alimentos podem ficar parados no corte e facilitarem infecções.

Dependendo do alimento, ele pode inclusive machucar a região já hipersensível.

E se não bastassem os dois elementos anteriores, também devemos lembrar que a boca é uma das regiões com maior movimentação do corpo humano.

Nós nos comunicamos por ela, bebemos água, comemos, engolimos saliva, tudo isso várias vezes por dia. É quase impossível deixar a região imóvel, como faríamos com um pé operado, por exemplo.

Todos esses fatores de complicação colocam em risco toda a cirurgia feita. Uma infecção pode levar a perda de dentes e comprometimento da gengiva. Ou seja, em vez de resolver o problema, ele aumenta.

Algumas cirurgias podem não ser eficientes se o paciente não cumprir o pós-operatório com cuidado. Ninguém quer repetir o procedimento ou tomar mais remédios que o necessário, certo?

Fases do pós-operatório

O pós-operatório na odontologia pode ser divido em 3 fases. A primeira são as 48h após o procedimento. É recomendado repouso absoluto, nenhum esforço e compressas frias para controlar o inchaço.

Essas são as horas cruciais que irão definir o tom da sua recuperação. Se você não seguir os passos nessa primeira fase, o pós-cirurgia será mais complicado do que deveria.

A segunda fase é todo o primeiro mês. Ele é marcado pela ingestão de líquidos, compressas e medicamentos. É uma fase que ainda exige muito cuidado com esforços e coloca muitas restrições.

No entanto, também é nesse primeiro mês que o paciente pode começar a ver as mudanças – ausência de dor ou uma prévia do novo formato da sua mandíbula, por exemplo.

A terceira fase é todo o tempo após o primeiro mês até a alta. É a fase mais tranquila, onde as restrições, lentamente, terminam e sua vida volta ao normal.

É também uma fase que muitos pacientes se sentem “curados” e passam a cometer exageros – cuidado! Esse exagero ainda pode gerar repercussões negativas no seu tratamento.

Cuidados do pós-operatório odontológico

Preparamos uma lista com todos os cuidados do pós-operatório na odontologia.

É importante dizer que alguns procedimentos exigem mais do que apenas esses cuidados e que, alguns deles, tem prazos diferentes para começar e/ou encerrar.

Por isso é essencial que você confira com seu dentista todos os pormenores dessa lista, para saber exatamente as datas, horários e outras dicas! Agora, vamos a lista:

  • Compressas frias e quentes;
  • Repouso, principalmente na “primeira fase”;
  • Alimentação leve e saudável (não se limite a sorvetes!);
  • Higiene bucal suave e com frequência;
  • Não cuspir, fazer bochecho ou sugar com canudo pelo tempo indicado pelo dentista;
  • Tomar apenas a medicação permitida (e nas horas certas!);
  • Dormir com travesseiro alto;
  • Não fume ou beba bebidas alcoólicas;
  • Evite tomar sol (principalmente na primeira e segunda fase do pós-cirurgia);
  • Não deixe de visitar seu dentista nas datas certas e não hesite em ligar em casos de dúvida!

O pós-operatório pode ser uma fase chata do tratamento, mas não podemos descuidar. Quanto mais cuidamos do nosso corpo após a cirurgia, melhor ele irá se recuperar!

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.