Reconstrução labial é um procedimento complexo e requer cuidados

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui algumas curiosidades sobre a reconstrução labial e casos em que ela é recomendada

Os lábios são um elemento importante para nosso rosto. Tanto para estética quanto para a parte funcional como fala, respiração e mastigação. Por isso, neste artigo vamos detalhar quando a reconstrução labial é necessária.

Reconstrução labial? Como assim? Quando os lábios ficam muito machucados após traumas, por exemplo, a reconstrução labial pode ser realizada como tratamento!

Reconstrução labial é um procedimento feito por um cirurgião plástico ou dentista especializado em que o lábio danificado é reestruturado.

Não importa se foi por causa da mordida de um cachorro ou então um corte profundo, se o lábio for partido, você pode usar esse método.

No entanto, vale lembrar que essas não são as únicas situações em que o procedimento pode ser feito.

Confira aqui conosco como é feito, em quais casos é necessário e também doenças que podem deformar o lábio e são corrigidas por meio da reconstrução.

Como é Feita a Reconstrução Labial?

A cirurgia de reconstrução de lábios é uma operação feita por um cirurgião plástico ou dentista. Ele irá analisar o caso e dar continuidade no procedimento.

Entretanto, tendo em vista que a reconstrução dos lábios pode afetar outros pontos do rosto, é necessário um trabalho em conjunto com outras áreas.

De tal forma, dentistas, fonoaudiólogos e até otorrinolaringologistas devem ser consultados antes de feita a intervenção.

Além disso, é necessário também muita atenção por parte do cirurgião durante a realização da cirurgia para obter um bom resultado pós-operatório.

Dependendo do caso, uma sutura de borda a borda do lábio resolverá o problema. Por outro lado, existem casos em que será necessário que a boca seja redesenhada.

A cirurgia é complexa uma vez em que é feita uma excisão em formato de V ou W, contando com material genético da pele e de outros tecidos adjacentes para ser feita. Confira abaixo de onde são os outros tecidos:

Além disso, ela precisa apresentar alguns aspectos específicos do lábio como:

Em geral, após feita a cirurgia é recomendado que seja feita também a micropigmentação para que os lábios tenham uma coloração mais próxima do natural.

Existem Doenças que Necessitam de Reconstrução nos Lábios?

O lábio leporino é uma doença na qual o lábio superior dos recém-nascidos não fica completo, apresentando uma fissura labial.

Existem também casos em que a doença chega ao céu da boca, causando a chamada fenda palatina.

Ambos os tipos podem ser diagnosticados ainda durante a gestação da mulher, e os devidos procedimentos podem ser planejados caso seja observada precocemente.

O Que Causa a Doença?

As causas vão desde disfunções genéticas até descuidos ou hábitos da mulher durante a gravidez.

Dentre esses hábitos que podem causar a doença, se encontram:

  • Consumo de bebidas alcoólicas.
  • Uso de drogas.
  • Fumo de cigarros.
  • Ingestão de medicamentos específicos como antibióticos, antifúngicos, broncodilatadores e anticonvulsivantes na primeira fase da formação do bebê.
  • Falta de controle de açúcar no sangue em quadros de diabetes.

Além destes fatores, pais que tiveram a doença durante a infância podem passar geneticamente a doença para os filhos.

Outros Casos Que Precisam da Reconstrução Labial

Além do lábio leporino e mordeduras animais que danificam os lábios, podem existir tumores na boca que devem ser retirados.

A retirada dos tumores, seja no lábio superior ou no lábio inferior, será feita por meio de uma ressecção.

Esse procedimento dura em média 2 horas, visto que ele é um pouco mais simples do que os outros. Assim que localizado onde o tumor se encontra, ele será aberto e então o tumor será retirado.

Após retirado, o lábio será fechado novamente, finalizando desse modo o procedimento cirúrgico.

É válido lembrar que este tipo de procedimento de reconstrução labial em específico é feito por cirurgiões dentistas após feito um diagnóstico.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.