Quais formas de pagamento aceitar no consultório odontológico?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba quais são a melhores formas de pagamento para receber em seu consultório odontológico

Ao abrir um consultório odontológico, muitas coisas devem ser pensadas. Dentre elas, encontramos quais serão as formas de pagamento aceitas, tendo em vista que isso pode ser um fator diferencial para fidelizar pacientes.

Assim como aconteceu com as inovações tecnológicas na odontologia, as formas de pagamento também se tornaram diferentes. Até poucos anos atrás o dinheiro era a principal delas.

Entretanto, hoje em dia as formas de pagamento se tornaram as mais variadas e podem ser: cartão de crédito, de débito, o dinheiro vivo ou boleto.

Normalmente, os mais utilizados são estes tipos aqui citados, e isso se dá principalmente porque eles garantem que as empresas irão receber o pagamento – seja na hora com o uso de cartões ou em outro dia com boletos.

E mesmo que o pagamento via cheques e carnês tenha caído um pouco em desuso pelo avanço tecnológico e pelo elevado índice de golpes e fraudes que aconteciam, ainda existem pessoas que optam por pagar dessas maneiras.

Mas você sabe quais são os melhores meios de pagamento para um consultório ou clínica odontológica?

Confira neste artigo as dicas que separamos quando o assunto é pagamento pelo serviço prestado dentro da área da odontologia.

Quais Formas Normalmente São Feitos os Pagamentos?

Com a maior adesão por parte da população em geral aos cartões e também ao Internet Banking, que em síntese é uma agência bancária virtual, a forma de pagar hoje em dia mudou.

Desse modo, o crediário odontológico se tornou algo comum, por possibilitar ao paciente que ele divida o preço dos serviços em parcelas maiores.

Mas além disso, podem ser elencadas também as seguintes formas de pagamento:

  • Cartão de crédito;
  • Dinheiro vivo (cédulas);
  • Cartão de débito;
  • Carnê de pagamento;
  • Boleto bancário;
  • Plano odontológico.

É válido ressaltar que essas formas aqui citadas são as empregadas normalmente após a realização de serviços odontológicos.

Agora, quando falamos sobre a venda de produtos e de materiais odontológicos, algumas distribuidoras permitem que o pagamento seja feito via depósito ou transferência bancária também.

Para isso, é necessário que o dentista ou quem realizará a compra, faça uma boa busca sobre o site no qual será efetuada a compra, analisando principalmente a forma de pagar pelo produto.

E Quando Falamos de Boleto e Carnê?

Existem também situações as quais o paciente decide pagar o procedimento de prótese dentária no boleto, e isso se dá por alguns fatores como:

  • Maior segurança na operação;
  • Possibilidade de desconto que alguns consultórios oferecem para esse tipo de pagamento (normalmente eles podem ser até 10% do valor total);
  • Facilidade para pagar o boleto;
  • Por não possuir cartão de crédito.

É importante ressaltar que essa forma de pagamento, apesar de segura, possui algumas desvantagens como a demora para realização da operação, tendo em vista que demora cerca de um dia útil para que o dinheiro caia.

Quanto ao tratamento dentário parcelado no boleto, esse procedimento é muito parecido com as parcelas no cartão, no qual o paciente realizará o pagamento de uma parcela por mês.

Agora, quando falamos em carnê de pagamento odontológico, ele age junto do crediário, no qual o consultório empresta o valor para o cliente e ele paga na quantidade de parcelas que forem acordadas entre ambos os lados.

De tal forma, ele oferece vantagens para os pacientes que não possuem cartão de crédito ou uma renda alta o suficiente para pagar de uma vez só. Mas esse método é menos utilizado atualmente.

Melhores Formas de Pagamento Para Clínicas e Consultórios Odontológicos?

Uma vez apresentados os possíveis meios de pagamento para clínicas e consultórios, vamos entrar agora no ponto de qual é a melhor dentre as formas de pagamento após realizado algum tipo de tratamento.

A melhor forma de receber a remuneração em consultórios e clínicas odontológicas, no entanto, é justamente o cartão de crédito.

E isso se dá, principalmente, pela facilidade e também pela adesão a esse tipo de serviço.

Mas além dessa forma, outra muito aconselhada é por meio de dinheiro vivo. É válido ressaltar que apenas oferecer essa possibilidade de pagamento pode ser prejudicial ao consultório pelos mais diversos motivos.

Essa limitação, por sua vez, pode causar a falta de interesse do paciente em utilizar o seu consultório.

Um outro ponto que é preciso prestar atenção se dá quanto a possibilidade de receber notas falsas. Mas apesar disso, podemos dizer que o seu risco é praticamente nulo.

Também ressaltamos que estamos apenas apresentando a melhor opção no sentido geral, mas que cada um desses tipos de pagamento pode ter uma ação diferente em cada um dos consultórios.

Sendo assim, o aconselhado é justamente que sejam feitos os devidos testes com a finalidade de analisar qual é o que gera melhores resultados para o seu negócio.

E o Cheque? Ainda é Uma das Formas de Pagamento Utilizadas?

Conforme o tempo foi passando, os bancos começaram a analisar um grande número de fraudes com relação à pagamentos via cheque.

Como consequências, houve uma diminuição na produção dos cheques por parte dos bancos e o aumento de reclamações quanto à golpes envolvendo esse recurso.

Essa é a visão sob o espectro do consumidor, que começou a aderir principalmente os cartões de crédito e débito para realizar pagamentos.

E por muito tempo algumas pessoas começaram a acreditar que os cheques deixariam de existir e de ser utilizados.

Agora, é necessário analisar também que entre os bancários o uso dos cheques ainda é elevado, o que acaba por compensar esse balanço de certa forma.

Assim como ainda existem pessoas que pagam coisas usando essa forma, algumas clínicas também aceitam que o pagamento seja efetuado dessa maneira, e não há nada de errado nisso!

E apesar de não ser usado por muitos, o cheque é a maneira que pacientes de mais idade e bancários utilizam, analisando os casos de clínicas e consultórios.

Lembre-se apenas de ter bastante cautela ao receber pagamento via cheques. Desse modo, você evita golpes que venham a prejudicá-lo ou trazer prejuízo ao consultório.

Uma vez apresentadas as formas de pagamento e elencadas quais são as melhores, nossa dica é que sejam feitos testes para ver qual é a melhor para o seu consultório!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!