Cárie secundária acomete espaço entre a restauração e o dente

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba tudo sobre a cárie secundária, doença normalmente associada à má adaptação de restaurações dentárias

Ninguém gosta de sofrer com os problemas bucais. Normalmente, eles causam muita dor ou desconforto, e demandam uma visita ao dentista. E com a cárie secundária não é diferente.

Mas você sabe o que é cárie secundária, como é feito o diagnóstico e qual é a diferença entre os tipos de cárie?

Cárie secundária é uma das formas que essa doença bacteriana pode aparecer em pacientes que fizeram restaurações dentárias, causando lesões na região entre a restauração e o dente.

Neste artigo nós iremos abordar melhor o tema, explicando sua relação com os outros tipos da patologia e também como prevenir e tratar. Acompanhe conosco!

Como a Cárie Secundária Aparece nos Dentes?

A causa da cárie já é algo considerado conhecido, entretanto é válido relembrarmos aqui que ela é originária de alguns fatores como:

  • Falta de consultas com um dentista;
  • Ingestão excessiva de alimentos com muito açúcar ou carboidratos;
  • Falta de escovação e uso do fio dental;
  • Baixa ingestão de flúor na água e nos produtos de higiene bucal.

Contudo, a forma como a lesão de cárie secundária aparece na boca é diferente. Sendo assim, podemos elencar os seguintes pontos como causas para a aparição desse problema bucal:

  • Quando o procedimento de restauração dentária não foi feito corretamente;
  • Má adaptação à restauração;
  • Quando os materiais utilizados na restauração encolhem;
  • Má higiene bucal ou falta de cuidado com a saúde bucal;
  • Presença de margens com rugas nas restaurações ou excesso de material que utilizado para o procedimento no dente;
  • Quebras em alguma das extremidades da restauração ou do esmalte que compõe as bordas da cavidade dental.

É válido ressaltar que ainda não existem muitos estudos sobre essa condição, então o recomendado para pessoas que realizaram restaurações é justamente prestar atenção à eventuais dores que surjam.

E caso seja esse o caso, o aconselhado é que um dentista seja procurado o mais breve possível para que ele faça uma analise mais esmiuçada a respeito da situação.

Existe uma Maneira de Prevenir a sua Aparição?

Sem dúvidas o diagnóstico precoce é a melhor forma de prevenir que esses tipos de lesões apareçam na boca do paciente.

Contudo, para isso, cabe ao profissional possuir cuidados e conhecimentos a respeito desse tipo específico de cárie para analisá-la de uma maneira antecipada.

Além disso, também existem outros cuidados que devem ser tomados pelo dentista, mas estes giram principalmente em torno da boa realização do procedimento da restauração.

A radiografia interproximal-periapical, bem como a panorâmica podem ser aplicadas para que o dentista consiga analisar a presença das lesões.

Mas também existem cuidados que o paciente deve tomar para evitar o surgimento da cárie secundária adjacente.

E estes, por sua vez, são principalmente relacionados a manter um cuidado especial com a higiene bucal, escovando os dentes pelo menos três vezes ao dia, realizando o uso do fio dental e também do enxaguante bucal.

Não é possível dar certeza total de que esse tipo de cárie nunca irá aparecer, mas o aconselhado é realizar todos esses passos de maneira a evitar seu desenvolvimento.

Qual é o Melhor Tratamento Para Cárie Secundária?

Infelizmente não existem muitas opções de tratamento para esse tipo de cárie, tendo em vista que muitas das vezes ela é resultado de uma restauração que não foi feita corretamente.

Sendo assim, para trata-la é aconselhado que seja feito um outro processo cirúrgico no dente. Para isso, o dentista segue os seguintes passos:

  1. Remover a restauração presente;
  2. Realizar a remoção da cárie ou da lesão causada pela cárie;
  3. Refazer a restauração.

Porém é necessário que o profissional realize esse processo com muita cautela. Afinal, o paciente pode voltar a apresentar o mesmo problema caso a restauração não seja feita corretamente.

Além disso, um bom tratamento também depende diretamente da realização do diagnóstico certeiro.

É importante ressaltar que ainda está sendo estudada a eficácia de outros métodos que servem de procedimento para extinguir a lesão causada pelas bactérias.

Mas, até o momento, o método mais utilizado nesses casos é justamente a intervenção cirúrgica, devido à sua eficiência.

Quantos Tipos de Cárie Existem?

Uma vez explicado o que é cárie secundária, é necessário pontuar que existem mais de um tipo de cárie, sendo separados em:

  1. Coronária: quando ela afeta as áreas do dente que realizam a mastigação, podendo estar presentes em adultos e crianças;
  2. Radicular: causada pela retração gengival, que ocorre naturalmente com o envelhecimento. Esse tipo, por sua vez, é mais comum em pessoas com mais idade;
  3. Recorrente: podem aparecer em volta de restaurações dentárias e coroas existentes, uma vez que normalmente pode ocorrer o acúmulo de placa.

Muitas vezes há confusão entre esse último tipo de cárie dentária e as cáries secundárias, justamente porque em muitos locais de busca podem ser analisados ambos os nomes para elas.

Entretanto, alguns estudos apontam que a secundária é uma nova lesão que não ataca diretamente as restaurações dentárias, mas sim o espaço que existe entre a restauração e o dente.

Portanto, a grande diferença entre os tipos dessa doença se dá quando falamos dos tipos primário e secundário, e por isso, iremos explicar agora o que é cárie primária e secundária e quais as suas diferenças.

A principal distinção entre elas é o local onde atuam. Sendo assim, como o nome sugere, a primária é a primeira a aparecer, e surge na boca, causando uma lesão nas superfícies dentárias que, a princípio, estão intactas.

Por outro lado, a secundária acomete principalmente as extremidades das restaurações dentárias com o dente. Sendo resultado de uma má restauração que não foi feita corretamente, e também da má higiene do paciente.

Por fim, o aconselhado é sempre realizar consultas de rotina para que o dentista possa então analisar se existe a presença de cárie secundária. Além disso, ele irá também indicar o melhor tratamento.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!