Tipos de cárie influenciam no tratamento da saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Veja qual o melhor tratamento para o seu tipo de cárie

Procurar o dentista no momento que identificamos a cárie na boca é essencial para curá-la de forma eficaz e indolor. E o primeiro passo do dentista no consultório antes de indicar tratamentos, é identificar os tipos de cárie presentes.

Tudo o que comemos, como cuidamos da nossa saúde bucal e o nosso histórico familiar interfere no aparecimento dos diferentes tipos de cárie.

Todos os tipos de cárie representam uma lesão estrutural no dente. A cárie é uma infecção causada pelas bactérias. Elas perfuram o esmalte dentário, desenvolvem placas duras e pretas.

Dependendo da profundidade e dos estágios da cárie, ela pode causar dor e desconforto nos dentes das pessoas. Os diferentes tipos de cáries, quando não tratadas adequadamente, podem causar o abscesso dentário.

O seu dentista de confiança pode diagnosticar a cárie na sua boca. Ainda, os clínicos gerais são indicados para o diagnóstico e tratamento.

Tipos de cárie

A cárie é uma lesão bucal bastante comum, mas poucas pessoas sabem da existência de diversos tipos dessa infecção. Assim, fizemos um resumo para você entender os diferentes tipos de cárie e onde elas mais se desenvolvem:

  • Cárie coronária: ela é a forma mais recorrente de cárie, ocorre tanto em adultos como em crianças. São mais frequentes entre os dentes e nas áreas de superfície da mastigação;
  • Cárie radicular: ela é a forma mais frequente em pessoas com mais idade. Quando envelhecemos, a gengiva se retrai e deixa visíveis raízes do dente. Já que a raiz do dente perde a cobertura do esmalte, essa área se deteriora muito mais rapidamente. Assim, a cárie aparece; e
  • Cárie recorrente: ela é a forma mais frequente em áreas ao redor de restaurações e nas partes mais expostas dos dentes, como as coroas dentárias.

Estágios da cárie

Todos os tipos de cárie podem se desenvolver em 4 estágios. Eles são:

  1. Incipiente: no primeiro estágio da cárie, surgem pequenas manchas brancas no dente;
  2. Esmalte: no segundo estágio da cárie, ocorre a corrosão do esmalte dentário, surgem cavidades e pequenas manchas escuras;
  3. Dentina: no terceiro estágio da cárie, a corrosão atinge a dentina, há a perda da sensibilidade e o aumento da cavidade;
  4. Infecção Pulpar: no quarto e último estágio da cárie, a cárie atinge a polpa dentária, há o aparecimento de um abscesso, há dor intensa.

Quais os tratamentos indicados?

Os tipos de cárie passam pelos mesmos procedimentos. O tratamento apenas vai variar de um estágio para o outro.

Nos tratamentos mais simples, quando a cárie é incipiente, é necessária uma limpeza profunda. Uma dieta sem o consumo de açúcar é ideal.

A cárie no estágio de esmalte e dentina é tratada com a restauração do dente. Nela, a parte infectada é retirada e substituída com um material que lembra o dente.

No estágio de infecção pulpar, o processo necessário é o tratamento de canal para salvar o dente por completo.

Prevenção

A melhor forma de evitar as cáries dentárias é incluir medidas de higiene oral na rotina.

É importante a escovação dos dentes depois de acordar, depois de todas as refeições e antes de dormir. Os dentistas recomendam o uso de escovas com cerdas macias.

Quando você escovar os dentes, não escove de forma brusca e agressiva. Procure fazer movimentos circulares e que limpe todos os dentes. E troque suas escovas depois de 3 ou 6 meses.

É essencial o uso de fio dental ao menos uma vez ao dia. O uso de enxaguantes bucais completam a limpeza da cavidade bucal.

Na hora da alimentação, procure evitar alimentos com muito amido e açúcar.

Fique sempre atento a qualquer alteração na boca, como os tipos de cárie. Para isso, visite regularmente o seu dentista de confiança.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.