Nascimento dos dentes causa febre? Saiba como agir!

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba o que fazer durante o nascimento dos dentes que, entra outras coisas, causa febre nos pequenos

Uma das afirmações que mais se ouve hoje em dia durante a fase de erupção dentária de uma criança é que “o nascimento dos dentes causa febre no bebê”.

E essa frase está correta, o nascimento dos dentes causa febre no bebê mesmo. Entretanto, este não é o único sintoma que o recém-nascido apresenta quando entra nessa etapa da vida.

Não é possível dizer qual idade a criança terá quando isso acontecer, mas os pais devem ficar atentos aos sinais tendo em vista que o nascimento dos dentes causa febre e isso gera um grande desconforto.

Falaremos neste artigo sobre a relação que existe entre a febre e a erupção dos dentes, bem como os sintomas que o bebê sente quando entra nessa fase. Vamos lá?

Afinal, o Que Faz Com Que o Nascimento dos Dentes Cause Febre?

Nós falamos anteriormente aqui que o nascimento dos dentes do bebê causa febre, e essa informação está correta.

Entretanto, antes de prosseguirmos é necessário apontar que isso se encaixa apenas para febres baixas, inferiores à 38º.

Sendo assim, caso a temperatura da criança esteja superior, é aconselhado que ela seja levada ao hospital o mais rápido possível.

Isso deve ser feito pois pode ser um indício sobre a presença de alguma outra doença na qual o corpo está tentando expelir de forma natural.

Mas o que causa os acessos de febre durante o nascimento dos primeiros dentes de leite na criança?

Tendo em vista que o irrompimento do dente aumenta o tamanho da gengiva, é comum que ela se encontre um pouco inflamada e até irritada.

Sendo assim, é justamente a inflamação gengival que causa a febre. Este é um mecanismo de defesa do próprio corpo para se recuperar de infecções e reparar autonomamente os danos causados nos tecidos.

Sintomas Que o Bebê Apresenta Quando os Dentes Estão Nascendo?

Mas já que a febre é apenas um dos fatores que aparecem durante o processo, quais são os sintomas de dente nascendo?

Durante a fase de nascimento dos dentes, o bebê pode sentir diversos sintomas, sendo eles:

  • Nervosismo;
  • Irritação;
  • Vermelhidão na gengiva;
  • Inchaço gengival;
  • Aumento na produção de saliva;
  • Febre;
  • Vômito;
  • Alteração nas fezes e até possíveis diarreias;
  • Maior incidência de choro;
  • Querer colocar tudo na boca para aliviar a coceira que ele está sentindo;
  • Falta de apetite;
  • Acordar mais vezes de noite;
  • Sangramento gengival onde o dente nascerá;
  • Dificuldade para comer;
  • Esfregar objetos na gengiva com maior frequência.

Contudo, uma bochecha pode estar mais corada do que a outra.

Normalmente, estes são os sintomas apresentados durante o nascimento do primeiro dente do bebê.

Contudo, é válido apontar que a criança também pode apresentar estes sintomas quando os outros dentes começam entrar em erupção.

E a forma mais aconselhada para aliviar a dor de dente do bebê enquanto ele está nascendo é a aplicação de compressa gelada na gengiva.

Tal procedimento irá diminuir o inchaço presente no local onde o dente irá irromper e também dará um alívio para a dor e o desconforto que o pequeno está sentindo.

Somado a isso também pode ser feita uma massagem na região da gengiva com o auxílio de objetos gelados e limpos.

Todavia, também podem ser utilizadas outras coisas, como alimentos e mordedores por exemplo. Ambos devem ser dados à criança gelados para que assim isso cause um alívio na parte da gengiva que está causando incômodo.

Medicamentos e pomadas apenas devem ser usadas com indicação médica tendo em vista que são produtos que contêm substâncias químicas na formação e podem ter efeitos ruins aos pequenos.

Lembre-se também de sempre escovar a gengiva e os dentes do bebê, independentemente do nascimento deles.

Qual é a Melhor Maneira de Agir Quando Isso Acontece?

Para bebês com menos de dois meses, é aconselhado que sejam retiradas algumas peças de roupa da criança, e após 15 ou 20 minutos a temperatura seja medida novamente.

Se mesmo assim ele continuar com temperatura elevada, é aconselhado ou que ele seja levado ao hospital ou então que um profissional da medicina seja chamado para atendê-lo em casa.

E como citado anteriormente, não é recomendado que sejam dados medicamentos sem que seja feita uma consulta médica antes para diagnosticar o que está acontecendo com a criança.

Também é aconselhado que o bebê seja mantido hidratado, preferencialmente com água potável ou então com água de coco.

Outra atitude que pode ser tomada e ajuda no combate à febre é dar um banho morno na criança, pois esse procedimento abaixa a temperatura corporal de forma gradativa.

Uma vez que o nascimento dos dentes causa febre, é necessário que os pais fiquem sempre atentos aos sinais e também que levem a criança ao odontopediatra assim que o primeiro dente irromper a gengiva.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.