Saiba quais são os principais instrumentos odontológicos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Cada instrumento tem uma finalidade. Atuando em conjunto, proporcionam resultados de alta qualidade

Com o avanço da medicina, as técnicas odontológicas mudaram. Deixaram de ser rudimentares e passaram a trazer mais modernidade. E tudo isso só pode ser permitido pelo avanço dos instrumentos odontológicos.

Imagine o dentista sem todo aquele leque de instrumentos odontológicos. Como ele poderia realizar operações delicadas que necessitam de um grande alicerce? Seria praticamente impossível.

Os instrumentos odontológicos são usados para que o dentista possa aperfeiçoar o tratamento fornecido ao paciente. Como cada equipamento possui uma especialidade própria, quando atuam em conjunto, proporcionam resultados de alta qualidade.

Por isso, é importante estar atento ao mercado, se atualizando sempre que possível. Vamos listar quais são os principais instrumentos de odontologia que um dentista precisa ter em seu consultório:

Bandeja

A bandeja tem dupla funcionalidade. A primeira é servir como recipiente para deixar os instrumentos dentários que serão utilizados durante o atendimento do paciente, já que ela também está esterilizada.

A outra, capacita o manuseio dos aparatos que, depois do atendimento, serão desinfetados.

Espelho clínico

Pense em um automóvel sem espelho retrovisor. Seria muito difícil dirigir apenas olhando para frente sem saber o que está se passando atrás, não é? O espelho que o dentista usa durante a consulta funciona da mesma maneira.

O espelho, que pode ser plano ou côncavo, permite que o dentista veja as partes traseiras dos dentes, além de também projetar uma imagem maior, possibilitando que o profissional enxergue todos os detalhes.

Pinça

A pinça clínica tem como função pegar materiais, como algodão, brocas, etc.

Escavador

O escavador tem como intuito fazer uma avaliação da condição do dente, principalmente nos casos de cárie, para ver sua gravidade.

Sonda exploratória

Parecido com o escavador, a sonda exploratória identifica falhas na estrutura dental.

Esculpidor Hollemback

O Hollemback assegura que o dentista consiga esculpir materiais pastosos, como resina e curativos, na cavidade do dentária.

Seringa Carpule

Esta seringa é adequada para administrar anestesias durante intervenções cirúrgicas.

Espátulas

Embora existam diversos tipos de espátulas, as mais comuns de serem usadas são:

  • Espátula nº24: são normalmente usadas para mexer em materiais de moldagens do tipo cimento de óxido de zinco e eugenol e cimento de fosfato de zinco;
  • Espátula nº 31: manipular ceras;
  • Espátula nº 36: para mexer em materiais de moldagem em geral;
  • Espátula nº 62: manusear resina acrílica para confecção de provisórios.

Placa de vidro

Funciona como suporte para manipular todos os materiais de origem pastosa.

Isolamento absoluto

Quando o dentista for realizar a técnica de isolamento absoluto, ele deverá contar com os seguintes materiais:

  • Arco: onde será encaixado o lençol de borracha;
  • Alicate Ainsworth: irá perfurar o lençol de borracha;
  • Lençol de borracha: separa a parte que será feita o procedimento, mantendo ela fora de contato com a umidade da boca;
  • Pinça porta-grampo (de Palmer): permite levar o grampo até o dente;
  • Grampo de isolamento: mantém o lençol de borracha em posição.

Pote Dappen

É um pequeno recipiente, que lembra um copinho, onde será administrado pequenas doses de flúor ou amálgama, por exemplo. Podem ser de vidro ou plástico.

Cubas

  • Metálicas: são usadas para colocar álcool iodado e soluções fisiológicas. São feitas de aço inox e possuem diversos tamanhos diferentes;
  • de borracha com espátula: são destinadas para modelar alginato e gesso.

Moldeiras

Instrumento de odontologia utilizado para realizar a moldagem do dente, onde é colocado o alginato.

Bisturi

O bisturi é muito importante durante cirurgias. Ele permite que o dentista faça incisões no tecido gengival.

Pinça hemostática

Semelhante à pinça clínica, a hemostática funciona especialmente para manipular os vasos e os tecidos.

Pinça de sutura

Usada para remanejar o tecido mole de lugar para poder efetuar a sutura.

Pinça auxiliar de sutura

Esta ajuda a segurar a agulha de sutura.

Tesoura

Parecida como uma tesoura de cortar unhas, a tesoura clínica funciona para cortar os tecidos gengivais.

Sugador

O sugador clínico auxilia o dentista durante suas operações. Ele absorve o excesso de saliva e soluções usadas pelo profissional, como jato de bicarbonato de sódio.

Fórceps

O fórceps é um tipo de alicate cirúrgico utilizado durante a exodontia, ou seja, quando o dentista tem que extrair algum dente do paciente.

Pinça Goiva

Para remoção de ossos.

Pinça de instrumental

É utilizada para transferência de material.

Brocas

As brocas são usadas na remoção de material cariado e na preparação de cavidades dentais para receber restaurações.

Contra-ângulo

É um acessório utilizado acoplado ao micro motor para procedimentos cirúrgicos odontológicos.

Limas

São apropriadas para fazer acabamentos em ossos.

Porta-amálgama

O porta-amálgama é muito parecido com uma seringa. Sua função é depositar o amálgama nas cavidades dentárias para obturá-las.

Lixas

As lixas funcionam para fazer o acabamento e polimento em resinas, alisando a área.

Limpeza dos instrumentos odontológicos

Agora que você conheceu os principais instrumentais odontológicos, veja essas dicas e verifique como limpá-los da maneira correta:

  1. Efetuar a desinfecção dos aparelhos através de agentes químicos, estando atento ao tempo de imersão e a diluição da solução;
  2. Limpar os equipamentos podendo fazer uso de escovas de cerdas e de aço, pois removem as sujeiras mais facilmente;
  3. Enxágue-os cuidadosamente com água potável;
  4. Faça a secagem dos instrumentos para que eles não fiquem úmidos por bastante tempo;
  5. Após o processo de secagem, inspecione os objetos a fim de verificar se não restou alguma impureza;
  6. Na hora de embalar as ferramentas, coloque-as em papel grau cirúrgico porque eles permitem a passagem de vapor quente. Em seguida, identifique as embalagens com indicadores químicos, pois eles mudarão de cor após esterilizados. Assim, será possível ver se o procedimento foi deu certo ou não;
  7. Por fim, utilize a autoclave para fazer a esterilização.

Tem interesse em saber quais são os instrumentos odontológicos destinados especialmente para cirurgias? Clique aqui e confira-os!

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!