Dor na gengiva: saiba quais são as principais causas

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Dores na região da gengiva representam grande desconforto para o paciente

Uma gengiva saudável faz parte de uma boa saúde bucal. Por isso, qualquer dor na gengiva chama atenção de pacientes e dentistas.

Por isso é de extrema importância descobrir o motivo de uma dor na gengiva.

Dor na gengiva pode advir de diversas questões. Entre elas estão machucados, traumas e infecções.

O que pode causar dor da gengiva?

Entre as causas mais comuns para dores na região da gengiva, estão:

Gengivite

A gengivite é a fase inicial da inflamação que afeta a gengiva.

Essa infecção se dá devido ao acúmulo de placa bacteriana nos dentes e, além da dor, provoca vermelhidão, inchaço e sangramento.

Se não for tratada da maneira adequada, a doença se desenvolve para uma periodontite. Essa, por sua vez, não tem cura.

Aftas

As aftas são pequenas feridas que se formam dentro da cavidade oral.

Essas feridas têm como característica a forma arredondada, a vermelhidão à sua volta e o centro esbranquiçado.

Além disso, elas provocam muita dor e desconforto, podendo evoluir para casos de febre e mal-estar.

Normalmente, elas podem aparecer na língua, nos lábios, no interior das bochechas e nas gengivas.

Aparelhos mal ajustados

A realização de tratamentos ortodônticos é necessária para corrigir casos de desalinhamento dentário.

Contudo, se um aparelho odontológico for mal adaptado ou mal ajustado à boca do paciente, ele pode provocar ferias e incômodos na região da gengiva.

Ainda, é preciso saber higienizá-los da maneira correta. Isso porque podem facilitar o acúmulo de alimentos e bactérias, desencadeando doenças infecciosas.

Nascimento do dente siso

O dente terceiro molar, também chamado de siso, é o último dente a nascer, geralmente na idade adulta.

Geralmente, eles motivam muita dor e desconforto durante sua erupção. Desse modo, podem ser a causa de possíveis dores da gengiva.

Candidíase oral

A candidíase oral também é popularmente chamada de sapinho.

O problema consiste em uma infecção causada pelo acúmulo do fungo candida albicans.

Além disso, outras possíveis causas para uma dor na gengiva são:

  • Abcesso dentário;
  • Câncer bucal;
  • Má higiene oral.

Evitando a dor da gengiva

Como muitos das causas de dores na gengiva estão relacionadas ao desenvolvimento de bactérias na cavidade bucal, a melhor maneira de evitá-las é mantendo uma boa higiene bucal.

Desse modo, algumas bocas dicas são:

  • Escovar os dentes ao menos três vezes por dia, incluindo os momentos depois de comer e antes de dormir;
  • Realizar essa escovação com movimentos leves e circulares. Movimentos muito bruscos ou que contem com muita agressividade podem machucar as gengivas e provocar sangramentos;
  • Optar por escovas de dentes com cerdas macias. As cerdas duras encontradas em algumas escovas também são frequentes motivos para machucados e feridas na gengiva, além de promover o desgaste do esmalte dentário;
  • Além disso, fazer uso de um creme dental adequado;
  • O fio dental também é uma ferramenta que pode ajudar bastante a evitar dores na gengiva. Isso porque ele é ótimo para retirar restos de alimentos que não saíram da boca, mesmo após a escovação. Contudo, é importante ressaltar que seu uso também deve ser delicado, uma vez que pode machucar a gengiva se usado com agressividade;
  • Complementar a escovação com um enxaguante bucal indicado pelo médico dentista. Ele é ideal para o controle químico da placa bacteriana;

Tratamentos para dor da gengiva

Em geral, o tratamento para a gengiva doendo consiste no tratamento de sua causa.

Dessa maneira, visite um profissional da área da odontologia quando sentir dores persistentes na cavidade oral.

Assim, o profissional poderá realizar exames, descobrir a causa da dor na gengiva e indicar os tratamentos mais adequados.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.