Os tipos de clareamento dental e seus cuidados

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Queridinho do sorriso perfeito, é um dos procedimentos mais procurados pelos pacientes

Em alta no cenário odontológico, o clareamento dental é um dos procedimentos mais procurados pelos pacientes. Existem diversas opções de clareamento, que podem ser feitas no consultório do dentista ou em casa. Em ambos os casos os resultados são eficientes.

Apesar de parecer algo simples, o clareamento dos dentes não é exclusivamente estético e requer orientação de um profissional da área. Somente um cirurgião-dentista especializado saberá indicar com segurança qual o tipo de procedimento, a frequência e a maneira correta de realizar o clareamento dental.

O clareamento dental é um tratamento realizado com substâncias químicas, que modificam a cor do dente com o objetivo de deixá-lo mais branco e esteticamente mais bonito.

  1. Como o clareamento dental funciona?
  2. Fatores que escurecem a dentina
  3. Escurecimento dos Dentes
  4. Tipos de Clareamento Dental
  5. Preços dos Clareamentos Dentários
  6. Melhor clareamento dentário para você!
  7. Contraindicações do Clareamento Dental
  8. Clareamento Dental Caseiro
  9. Dicas para clarear os dentes e melhorar a eficiência do procedimento
  10. O clareamento gera sensibilidade?
  11. Duração do Clareamento Dentário

Como o clareamento dental funciona?

Principalmente, o ingrediente que age nesse procedimento é oxigênio, que é proveniente do peróxido de hidrogênio ou peróxido de carbamina.

Dessa forma, entendemos que clareamento dental ocorre por meio de um agente químico clareador, que vai depender do tipo de clareamento utilizado.

Ele entra nas estruturas dentárias e reage com os pigmentos ali encontrados, quebrando-os em partículas menores com o intuito de tornar os dentes mais claros.

Com o passar dos anos, é muito comum que os dentes escureçam. Porém, isso ocorrerá ainda mais rapidamente se não tomar cuidado.

Dessa forma, isso só acontece porque o esmalte se desgasta, tornando a dentina (tecido que está por baixo e que determina a coloração dental) mais visível.

Fatores externos também podem contribuir para o escurecimento da dentina como consumo constante de alimentos com pigmentação, tais como:

  • Açaí;
  • Café;
  • Bebidas de cola;
  • Chá preto.

De forma geral, alimentos e bebidas que possuem em sua composição grandes quantidades de corantes, naturais ou artificiais, que interferem na pigmentação, também condições genéticas ou a má higiene.

Então, além dos alimentos ingeridos, o tabagismo e até de alguns medicamentos também podem influenciar na tonalidade.

Ficou em dúvida e quer saber mais sobre esse escurecimento? Nós te ajudamos no próximo item.

Fatores que escurecem a dentina

O clareamento dental funciona em todos os casos?

Principalmente, as causas desse escurecimento podem ser classificadas em três grupo:

  1. Endógenas – que causam alterações durante o período de formação do dente.
  2. Exógenas – elas ocorrem após o aparecimento do dente em boca.
  3. Por tempo – o próprio desgaste e envelhecimento natural dos elementos dentários.

Ainda assim, iremos então descrever e dar detalhes dos sete principais fatores para o escurecimento dentário.

Vamos lá?

Traumatismo dentário

Pancadas em dentes decíduos, também conhecidos como dentes de leite, ou mesmo nos permanentes, podem escurecer o elemento dental.

Isso ocorre devido à hemorragia interna, que é o rompimento de vasos sanguíneos dentro do dente, ou necrose da polpa, uma infecção bacteriana do que as pessoas conhecem popularmente por nervo do dente.

Envelhecimento

É comum que, conforme envelhecemos, a câmara pulpar do dente diminua de tamanho pelo aumento da camada de dentina. Então, o esmalte também sofre desgaste com o passar do tempo.

Dessa forma, como quem dá cor ao dente é a dentina, uma camada mais espessa dessa dentina associada ao desgaste da superfície do esmalte dentário deixa o dente com um tom mais escuro.

Por isso é normal pessoas idosas terem os dentes mais amarelos.

Sim, ainda que tenham tidos hábitos saudáveis durante a vida e que não influenciam diretamente nesse escurecimento.

Devido a esses fatores, ao invés do clareamento, muitos acabam optando pelo implante de facetas de porcelana ou ainda as facetas de resina.

Excesso de ingestão de flúor

Esse processo químico é chamado de fluorose e caracteriza-se por manchas opacas que vão do branco ao marrom no esmalte dos dentes.

Ocorre principalmente pela ingestão excessiva de flúor durante o período de formação dos dentes.

Ou seja, no período intrauterino para dentes de leite e na primeira infância para dentes permanentes.

Antibióticos

O uso de tetraciclina durante o período de formação dos dentes permanentes pode deixá-los com cor amarelada tendendo para o castanho ou cinza.

Por isso, o uso da tetraciclina por gestantes, mães que amamentam e crianças abaixo de 09 anos de idade é contraindicado.

Porém, é importante ressaltar que a intensidade do escurecimento depende da idade do paciente e da quantidade de droga administrada.

Dieta

O uso contínuo e em excesso de bebidas e alimentos cromógenos, ou seja, que possuem pigmentos fortes, podem causar o escurecimento dental.

Bebidas como café, chimarrão, chás, refrigerantes de cola, vinho e sucos como os de uva, molhos shoyu, curry e ketchup, são muito prejudiciais.

Além dos alimentos como milho, beterraba, ameixa, amora, açaí, balas, chicletes e chocolates coloridos artificialmente, que também podem ser inimigos de dentes brancos.

Tratamento de canal

Materiais utilizados durante o tratamento e que acabam ficando por longo tempo em contato com o dente, hemorragias e decomposição da polpa podem causar escurecimento.

Com o passar dos anos, dentes com tratamento de canal podem apresentar diferença de cor pelo ressecamento interno.

Uma falha simples durante o procedimento endodôntico dá início ao problema.

Geralmente tem a ver com a eliminação incompleta dos tecidos inflamados e necrosados.

Principalmente, em casos em que as camadas internas do dente se encontram em contato direto com essas estruturas.

Isso acontece pois é uma superfície porosa, assim, elas armazenam restos de sangue e materiais químicos utilizados durante o tratamento de canal.

Quando não removidos, oxidam e deixam os dentes escurecidos e acinzentados.

Tabagismo

O cigarro prejudica bastante a estética do sorriso. Não apenas a cor dos dentes, mas em vários aspectos.

Esse escurecimento ocorre devido a composição do item.

A nicotina e o alcatrão são alguns dos principais responsáveis por esse cenário.

No caso da nicotina, por exemplo, ela acaba se acumulando na superfície do dente, o que faz com que fiquem com a aparência mais escura.

Vale lembrar que a associação de dois ou mais fatores contribui para um escurecimento mais rápido e intenso da estrutura dental.

Escurecimento dos Dentes

O clareamento dental funciona em todos os casos?

A mudança de cor do dente é algo natural. Então, esse processo acontece devido à própria estrutura do dente.

O dente é composto basicamente por três estruturas:

  1. Polpa: é um tecido mole situado no centro do dente, onde se encontram o nervo e os vasos sanguíneos.
  2. Dentina: a camada dentária situada abaixo do esmalte. Se a cárie conseguir atravessar o esmalte, ela passa a atacar a dentina, onde há milhões de pequenos túbulos que vão diretamente à polpa do dente.
  3. Esmalte: essa é a camada mais externa da superfície do dente. É também o tecido mais duro e mineralizado de todo o corpo humano, mas, pode ser danificado se os dentes não forem higienizados adequadamente.

O que garante a tonalidade da cor do dente, entre o esbranquiçado e o amarelo é a dentina. Esta, por sua vez, é recoberta pelo esmalte.

Portanto, o escurecimento dos dentes se dá principalmente pelo desgaste dessa parte externa, o esmalte.

Por isso, como já citamos nesse artigo, pessoas mais velhas tendem a ter dentes mais escuros do que as pessoas mais jovens.

Tipos de Clareamento Dental

O clareamento dental funciona em todos os casos?

É bem provável que, por ser um procedimento tão comum e popular, você já saiba quais são as opções disponíveis de clareamento. Topa conhecer cada um delas mais a fundo?

Existem duas formas principais para clarear os dentes e ambos devem ser feitos com a supervisão de um cirurgião-dentista: o clareamento de consultório e o clareamento caseiro.

Clareamento de Consultório

Este tipo de clareamento nos dentes é realizado pelo dentista no consultório, podendo ser realizado como um item acessório, o laser ou luz led.

Nesse caso, é colocado sobre os dentes um gel com uma grande concentração de agentes clareadores e, em seguida, é aplicado o laser.

Esse tipo de clareamento só pode ser realizado sob a supervisão de um cirurgião-dentista.

O gel clareador utilizado tem uma elevada concentração de peróxido de hidrogênio, o qual não deve entrar em contato com a gengiva por ser cáustico.

Durante o procedimento em consultório dentário, os lábios são afastados e a gengiva é protegida com uma resina fotopolimerizável que endurece com uma luz azul do tipo LED.

Essa funciona como um protetor interno.

É aplicado então o gel nos dentes secos, assim, esse deve permanecer por no mínimo 15 minutos, oferecendo resultados satisfatórios.

O protetor é importante também para evitar queimaduras dos lábios e bochechas.

Durante esse tempo, é aplicada a fonte de luz que, na grande maioria dos casos, não é um laser e sim um LED de alta potência, com um feixe bem pequeno de laser de baixa potência entre as lâmpadas.

A função da luz é apenas catalisar o processo. Na literatura, não há evidências da sua eficácia com luz ou sem luz.

O clareamento de consultório funciona de qualquer jeito, a diferença entre ele e o caseiro está na concentração do agente clareador.

Assim, resultados deste método são instantâneos, pois os dentes ficam mais claros desde a primeira sessão.

Mas podem ser necessárias de 1 a 3 sessões para chegar aos resultados desejados.

Clareamento com Moldeira (caseiro)

Este tipo de procedimento estético pode ser feito em casa com o uso de uma moldeira de silicone, criada pelo dentista, para ser usada com um gel clareador.

Além disso, é importante ressaltarmos que, nesse caso, requer um pouco mais de tempo do que o procedimento que clareia a coloração dos dentes em consultórios.

O tempo de tratamento e a quantidade de produto utilizada dependem de cada caso.

Por isso, é importante o acompanhamento profissional.

Dessa forma, esse procedimento simples possibilita ótimos resultados, apesar de mais lentos, sendo necessário o uso da moldeira por algumas horas do dia ou à noite, por cerca de 2 semanas.

Além desses dois principais e mais conhecidos métodos de clarear os dentes, existem ainda algumas outras opções, como por exemplo:

As fitas clareadoras

Normalmente, elas são facilmente encontradas em farmácias. As fitas clareadoras são opções que contêm uma baixa quantidade de peróxido de hidrogênio.

Essas nada mais são do que adesivos que são colocadas nos dentes e ficam agindo por um determinado tempo. Esse período e também o tempo de tratamento devem ser seguidos de acordo com o fabricante.

A desvantagem dessa técnica é a falta de personalização da fita a sua estrutura dental. Ela pode até mesmo queimar a gengiva (uma estrutura que não pode ter contato com o gel clareador).

Consulte sempre um dentista especializado que posso lhe explicar e sanar quaisquer dúvidas, além de indicar se será efetivo ou não.

Preços dos Clareamentos Dentários

O clareamento dental funciona em todos os casos?

Quando falamos em clarear os dentes, a pergunta mais importante a se levar em consideração tem a ver com os gastos, não é?

Os valores costumam variar. Porém, temos que levar em consideração a técnica a ser empregada, que não deve ser uma escolha do paciente.

Ela deve ser recomendada pelo dentista, que irá avaliar o caso e depois indicará o tratamento mais eficaz. Isso vai depender do histórico do paciente, da coloração e de sua expectativa.

Antes de pesquisar os valores mais interessante e atrativos no mercado, recomendamos avaliar cuidadosamente o profissional e a clínica odontológica escolhida.

Falando especificamente de cada um dos casos, os preços variam em uma média de:

  • Clareamento caseiro: costumam ser mais baratos que o realizado consultório.
  • Clareamento de consultório: são os mais caros.

Como já citamos nessa parte do artigo, não cabe ao paciente escolher qual a técnica mais indicada para seu caso. Consulte um profissional.

Melhor clareamento dentário para você!

O clareamento dental funciona em todos os casos?

Até aqui ainda está em dúvida de qual procedimento lhe parece mais atrativo para conseguir os tão sonhados dentes branco?

Bom, podemos adiantar que ambos os métodos lhe darão resultados bem bacanas. O que muda é o procedimento e seu tempo de realização, mas é preciso contar com a ajuda de um profissional.

É comum ainda que, muitos dentistas indiquem para um resultado excelente, a associação dos dois formatos principais.

Ainda assim, o que indicamos é que você converse com seu profissional de confiança. Juntos, definam o melhor jeito de realizar o branqueamento.

Contraindicações do Clareamento Dental

O clareamento dental funciona em todos os casos?

Por ser tão popular e comum de ser realizado nos dias de hoje, muitos nem imaginam que o clareamento apresente contraindicações. Mas elas existem sim e iremos falar mais sobre cada uma delas:

Pacientes menores de 15 anos

Os dentes ainda não estão completamente formados nessa fase. É a partir de 15 anos de idade então que os dentes estão maduros o bastante para passar pelo tratamento.

Mulheres grávidas

Tanto no clareamento caseiro como no feito a laser, as substâncias ativas utilizadas, chamadas de peróxidos, provocam um processo oxidante nos dentes.

Outro processo comum para o clareamento é a micro-abrasão. Ele usa componentes ácidos para remover manchas.

Porém, ainda não se sabe se isso é prejudicial para a gestante ou o bebê em desenvolvimento. O melhor nesses casos é não arriscar.

Pacientes com cárie

Nos pacientes com lesões de cárie, é recomendado que esses primeiramente tratem as mesmas, pois se há desmineralização do esmalte, o Ph dos agentes clareadores poderá interferir negativamente.

Por outro lado, se há cavidades de cárie em dentina, este gel clareador entrará em contato direto com este tecido. O que provoca mais sensibilidade e injúrias à polpa.

Paciente com dentes muito restaurados

Já que o gel não age sobre a resina, não obterá então a ação efetiva do clareador.

Assim como pessoas com próteses e implantes.

O procedimento também não é indicado para quem está passando por um tratamento médico sistêmico e debilitante.

Dessa forma, o indicado é sempre procurar um especialista e profissional que posso indicar qual tratamento será ou não mais efetivo de acordo com suas características.

Clareamento Dental Caseiro

clareamento dental caseiro

Entendemos que para muitos, essa opção de clareamento seja a mais interessante por diversos fatores, como preço e facilidade. Por isso, decidimos falar mais profundamente sobre ele.

Apesar de não ser realizado no consultório e sim na casa do paciente, necessita de acompanhamento de um profissional especializado em odontologia.

O profissional irá confeccionar uma moldeira personalizada para o paciente.

Além disso, ele fornece o gel com a concentração de peróxido de hidrogênio ideal para o caso, monitorando semanalmente a evolução.

Passo a passo para clareamento dental caseiro:

  1. Vá ao dentista e questione-o sobre o clareamento dental caseiro. Tire todas suas dúvidas.
  2. O profissional irá realizar um exame visual para saber se seus dentes estão prontos para receber o produto clareador;
  3. Antes de iniciar o clareamento com moldeira, o cirurgião-dentista fará uma profilaxia dentária;
  4. Em casa, com a moldeira e o gel clareador, você dará início ao procedimento, realizando-o todos os dias. O tratamento costuma durar, em média, três semanas;
  5. Depois disso, cuide bem do seu sorriso realizando uma boa higiene bucal. Evite o contato de alimentos e bebidas pigmentadas com seus dentes.

Dicas para clarear os dentes e melhorar a eficiência do procedimento

como manter a eficiência dos procedimentos

Além dos procedimentos clareadores apresentados, há outros tipos de cuidados que podem ser feitos. Eles ajudam a clarear os dentes ou potencializar a ação do tratamento.

Por isso, para facilitar esse momento após tratamento para você, preparamos várias dicas que irão tornar seus resultados ainda melhores e mais satisfatórios:

  • Fazer o uso do fio dental diariamente e após todas as refeições é indispensável;
  • Escolha bem seu creme e enxaguante bucal. Muitos possuem colorações que podem prejudicar o tratamento;
  • Fazer uma limpeza nos dentes (mais conhecida como raspagem de tártaros) 1 vez ao ano;
  • Usar uma escova de dente elétrica com creme dental branqueador no mínimo três vezes ao dia;
  • Evitar os alimentos que mancham os dentes como chocolate, beterraba, café, chá e, principalmente, o cigarro;
  • Mesmo quando as bebidas mais pigmentadas forem liberadas, se possível, opte pelo uso de canudos, criando menos contato com os dentes.

E lembre-se sempre do investimento feito para que chegasse nos melhores resultados!

Desse modo, manter essa rotina com pequenos cuidados diários vale mais a pena do que jogar seu dinheiro fora, certo?

O clareamento gera sensibilidade?

Clareamento dental gera sensibilidade?

A sensibilidade nos dentes após o clareamento dental ocorre devido à agressividade do produto utilizado.

Ou seja, a ação do gel clareador desidrata os dentes e penetra nos túbulos dentinários.

É super comum que a pessoa passe então a sentir essa sensibilidade ao tentar ingerir alimentos muito quentes ou muito gelados. O mesmo ocorre com as bebidas.

Normalmente essa sensibilidade dura entre 15 dias e um mês. No clareamento caseiro, que possui um gel mais fraco, os casos de sensibilidade são menos frequentes.

Porém, é importante ressaltarmos que, nem todos os paciente que realizam o clareamento necessariamente passarão por esse quadro de sensibilidade.

Para evitar esse desconforto, o cirurgião-dentista pode aplicar, antes e após o clareamento dental, um gel dessensibilizante que auxilia na remineralização do esmalte.

Duração do Clareamento Dentário

duração dos procedimentos que clareiam os dentes

O efeito do clareamento dental permanece de um até três anos.

Porém, esse é um período estipulado considerando que o paciente teve os cuidados certos.

Dessa forma, é importante que ao voltar o dentista após esse período, seja questionado se poderá ser realizado um tratamento de retoque do branqueamento.

Nessa segunda fase do clareamento, comparado ao inicial, é um tratamento muito mais rápido e requer menor tempo de aplicação do gel.

Hábitos para melhorar a saúde bucal

cuidados bucais após o cleramento

Todos querem ter um sorriso perfeito, isso é fato.

Estar de bem com sua estética, principalmente a facial, muitas vezes é sinônimo de mais confiança.

O que muitos não sabem então é que, além de uma escovação correta, outros procedimentos de saúde bucal contribuem para essa melhora.

Logo, mesmo tendo uma rotina corrida sempre é possível separar um tempinho para cuidar melhor do seu sorriso.

Por isso, para finalizarmos esse artigo, preparamos mais algumas dicas para você.

Dessa vez, envolvendo hábitos diários que irão te ajudar a cuidar da saúde da sua boca. Vamos?

Alimentação

Ter uma alimentação saudável é fundamental. Afinal, ela influencia muito no funcionamento do organismo.

Dessa forma, escolher os alimentos que forneçam os nutrientes necessários contribui para aumentar a proteção contra bactérias e fortalecer os dentes.

Consumir menos guloseimas e outros alimentos ricos em açúcar já fará uma grande diferença, tanto na saúde bucal quanto no geral.

Alimentos ricos em fibras fazem muito bem à saúde bucal porque exigem mastigação mais prolongada, eliminando as sujeiras dos dentes.

Higiene bucal

Uma dica para quem têm uma rotina corrida, é carregar sempre um kit para higienização.

Paste de dentes, uma escova e fio dental com flúor são mais do que suficientes nesses casos, evitando passar muito tempo sem higienizar.

Em casa e com tempo, procure realizar todos os procedimentos completos de higiene. Se possível, após cada refeição, é o ideal.

Como sabemos que isso nem sempre acontece, antes de dormir faça uma limpeza completa e rígida. Principalmente pois, enquanto dorme, ficará um longo período sem higienizar.

Hábitos parafuncionais

Cuidado com esses pequenos detalhes que às vezes passam despercebidos. Eles são nada mais do que manias que temos e nem percebemos.

Dentro da odontologia, podemos citar o apertamento dental diurno e noturno, conhecido também como o bruxismo.

Dessa forma, roer as unhas, tirar as cutículas, morder objetos aleatórios, são outros hábitos, muitas vezes involuntários, que prejudicam a saúde bucal.

Bom, chegamos ao fim de mais um artigo. Esperamos que todas essas dicas sobre clareamento dental e alguns outros assuntos sejam proveitosas.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.