Principais tumores odontogênicos e suas especificidades

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba quais são as principais formas de manifestação dessas anomalias

Os tumores odontogênicos compreendem um grupo bastante complexo de lesões com comportamento clínico e tipos histológicos diversos.

O tecido ósseo dos maxilares talvez seja a principal região afetada por essas lesões, embora em alguns casos os tumores odontogênicos se apresentem em outras regiões periféricas.

Os tumores odontogênicos são lesões derivadas dos tecidos epitelial ou mesenquimal que fazem parte do complexo processo da odontogênese. Eles são classificados histologicamente de acordo com sua origem em epiteliais, mesenquimais ou mistos.

Principais características dos tumores odontogênicos

Geralmente, um tumor odontogênico cresce de forma lenta e sem apresentar sintomas muito evidentes. Alguns deles ainda podem apresentar predileção por idade, sexo e raça específicos.

Segundo os profissionais, essas lesões também apresentam variações geográficas na sua sua distribuição e frequência.

Isso acaba gerando diversas dúvidas sobre a influência de de fatores locais no desenvolvimento dessas anomalias.

Principais sintomas dos tumores odontogênicos

Já que nem sempre é possível visualizar os primeiros sinais que indicam a existência de um trauma odontogênico, o principal meio de prevenção é a realização de exames de rotina.

Contudo, além das consultas regulares, você deve falar com o seu dentista caso observe sintomas como:

  • Ferida nos lábios, gengiva ou no interior da boca, que sangra facilmente e não parece melhorar;
  • Um caroço ou inchaço na bochecha que você sente ao passar a língua;
  • Perda de sensibilidade ou sensação de dormência em qualquer parte da boca;
  • Manchas brancas ou vermelhas na gengiva, língua ou qualquer outra parte da boca;
  • Dificuldade para mastigar ou para engolir;
  • Dor sem razão aparente ou sensação de ter algo preso na garganta;
  • Inchaço que impede a adaptação correta da dentadura;
  • Alterações na fala.

Apesar dos sintomas apresentados, na maioria dos casos os tumores odontogênicos são identificados através de exames radiográficos de rotina.

Principais fatores causadores

O tabaco é responsável por 80 a 90% dos casos, seja em pessoas que fumam ou mascam o produto.

O ato de fumar é bastante associado ao câncer pulmonar, mas devemos entender que a fumaça entra em nosso corpo principalmente pela boca, logo ele também tem ligação direta com nossa saúde bucal.

Mascar o tabaco também eleva em 50 vezes a possibilidade do indivíduo desenvolver o câncer na boca.

Pessoas que consomem bebidas alcoólicas em excesso também aumenta bastante a chance de desenvolvimento da anomalia.

A má higiene bucal e a falta de vitamina C na dieta também podem servir como catalisadores para o desencadeamento do problema.

Principais tumores odontogênicos

Agora iremos detalhar alguns dos principais tumores odontogênicos:

Ameloblastoma

Trata-se de um tumor bastante raro, que cresce nos ossos da boca, no maxilar e principalmente na região da mandíbula.

Normalmente ele só apresenta sintomas quando está bastante desenvolvido, o que dificulta a identificação da anomalia precocemente.

Em geral o tumor é benigno, e costuma se manifestar majoritariamente em homens com idades entre 30 e 50 anos. Contudo, existem casos em que a doença aparece em mulheres e também antes dessa idade.

Apesar do nome bastante complicado, o ameloblastoma não apresenta risco de vida para a pessoa afetada.

Cementoblastoma

O cementoblastoma é uma espécie de tumor atua principalmente na região gengival dos dentes.

O cementoblasto é a célula que produz o cemento. O cemento, junto com o osso alveolar e o ligamento periodontal formam o periodonto de sustentação.

Ele acomete principalmente pacientes com até 30 anos, porém não possui preferência em atingir um gênero específico.

A doença se manifesta majoritariamente na região mandibular, surgindo principalmente em dentes molares e/ou pré molares.

Odontoma

Esse tipo de tumor na boca originado a partir da mineralização de tecidos epiteliais e mesenquimais. Muitas vezes está mais associado a uma disfunção na boca pois age como uma malformação benigna dos tecidos dentários.

Por se desenvolver de maneira lenta e cessar seu crescimento após o processo de calcificação, alguns pesquisadores relutam sobre sua classificação como tumor.

Ainda não se sabe qual a real causa dessa patologia. Mas os profissionais costumam relacionar ela a infecções, traumas ou pressões que possam alterar a genética e o desenvolvimento dos dentes.

É mais comum que a anomalia apareça ainda quando somos jovens, sem demonstrar sintomas ou provocar dores.

No entanto, quando progride, acaba impedindo o nascimento de dentes permanentes ou impossibilitando que os dentes de leite caiam.

Às vezes, na presença desses tumores odontogênicos, pode ocorrer o inchaço no tecido gengival e, consequentemente, o deslocamento de alguns dentes.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.