Tireoide lingual: conheça os sintomas, causas e tratamento

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda o que é a tireoide lingual e como ela é diagnosticada

A tireoide é fundamental para o equilíbrio do corpo, uma vez que seus hormônios regulam as funções biológicas básicas do organismo. Falhas no nosso desenvolvimento podem causar alterações como a tireoide lingual.

É importante classificar a tireoide como uma pequena glândula localizada na região do pescoço. Mas, o que é tireoide lingual? Como ela afeta nosso corpo? Vamos descobrir ao longo deste artigo!

Tireoide lingual é caracterizada por uma massa de tecido tiroideu ectópico localizado na base da língua, sobre a linha média. Isto é, fora da sua topografia habitual.

Ou seja, ocorre a migração total ou parcial da tireoide para a base da língua.

Quais São as Causas Por Trás da Tireoide Lingual?

A patogênese da tireoide lingual, ou seja, os mecanismos que levam ao seu desenvolvimento, ainda não totalmente conhecidos pelos profissionais da saúde.

No entanto, acredita-se que ela ocorra devido a falhas na migração da glândula tireoide nas fases inicias da embriogênese, o desenvolvimento do embrião nos momentos iniciais da gestação.

Ela não atinge sua localização cervical normal (região do pescoço), e fica em seu local de origem na base da língua.

Embriologicamente, a tireoide desenvolve-se a partir do assoalho da faringe primitiva e migra inferiormente e anteriormente até que atinja sua localização permanente no adulto.

Portanto, as falhas nesse processo de migração resultam na tireoide lingual.

Essas falhas podem estar relacionadas a anticorpos antitireoidianos maternos que, por sua vez, dificultariam a descida da glândula e predisporiam o hipotiroidismo, posteriormente.

Essa condição pode ser três a quatro vezes mais frequente no sexo feminino, sendo encontrada evidência clínica de hipotiroidismo em 30% a 70% dos casos.

De uma forma geral, pode afetar de 1 a cada 100 mil indivíduos. Portanto, os casos de tecido tireoide ectópico podem ser considerados raros.

Quando diagnosticada, a incidência de malignidade relatada na tireoide lingual é extremamente baixa.

Além disso, é caracterizada por picos etários, sendo o primeiro por volta dos 12 anos de idade. E, então, aos 50 anos de idade. Apesar disso, pode afetar pessoas de todas as faixa etárias.

Tireoide Lingual Pode Causar Sintomas?

A tireoide lingual é uma condição vista como assintomática, isto é, sem sintoma aparente.

Os pacientes afetados normalmente apresentam apenas sintomas ligados à disfunção glandular, como o hipotireoidismo e, raramente, o hipertireoidismo.

Contudo, ocasionalmente a tireoide lingual pode aumentar de tamanho à proporção que a criança cresce, devido ao efeito do hormônio estimulador da tireoide (TSH).

Quando isso ocorre, alguns sintomas podem se manifestar, tais quais:

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico da tireoide lingual pode ser realizado por meio de exames de imagem, como radiografias, e também através de exames cintilográficos, aliado à testes de laboratório.

Exames secundários também podem auxiliar no diagnóstico, é o caso da ultrassonografia e a tomografia computadorizada.

É possível que o diagnóstico também seja auxiliado pelo cirurgião-dentista durante a consulta de rotina.

Já para o tratamento, não há um consenso na literatura que indique um tratamento ideal para a tireóide lingual. Isso devido a raridade da patologia ou ao limitado número de casos descritos.

Dessa forma, o tratamento pode depender das características observadas no paciente, ou seja, de acordo com o tamanho ou conforme a presença ou ausência de sintomas.

Assim, pode consistir, por exemplo, apenas na observação periódica, caso o paciente seja assintomático.

Já o tratamento cirúrgico deve ser realizado apenas em casos onde há complicações, como hemorragia, obstrução das vias aéreas superiores, degeneração cística ou transformação maligna.

Também existe a opção de remoção do tecido tireoidiano da base lingual e sua reimplantação nos músculos da região cervical.

Em todo caso, é preciso conversar com um profissional da endocrinologia, para uma avaliação.

Assim, o profissional poderá traçar um plano de tratamento para seu caso específico de tireoide lingual.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.