Risedronato sódico pode auxiliar no combate da osteoporose

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda como o medicamento atua em nosso organismo

Problemas ósseos podem afetar diretamente a nossa dentição. Na maioria dos casos eles são ocasionados pela idade avançada dos pacientes. Mas para combatê-los existe o risedronato sódico.

Talvez a principal anomalia óssea enfrentada pelas pessoas seja a osteoporose. Assim, profissionais da medicina e da odontologia devem recorrer ao uso do risedronato sódico em seus pacientes.

Risedronato sódico é um medicamento destinado principalmente ao tratamento de osteoporose em mulheres durante o período pós-menopausa.

Ele é indicado para a prevenção de fraturas vertebrais e não-vertebrais, bastante comuns e perigosas no corpo feminino durante essa fase da vida.

Além disso, o medicamento também pode ser utilizado para a prevenção da osteoporose em homens e, inclusive, para a preservação da densidade óssea de pacientes em tratamento prolongado com corticoides.

Mas o que faz a osteoporose ser tão temida? Quais os impactos da doença em nossa cavidade oral e no restante de nosso organismo? Essas e outras perguntas serão discutidas agora. Acompanhe!

Osteoporose

Osteoporose é uma doença que, na maioria das vezes, afeta pessoas do sexo feminino e da terceira idade. Ela atinge os ossos, consistindo na diminuição de sua densidade.

Além disso, essa doença acarreta uma série de riscos para a saúde bucal. O curioso é que a patologia em si não se manifesta diretamente em nossa cavidade oral.

Contudo, os efeitos da diminuição da densidade óssea podem implicar em alterações dos ossos alveolar e maxilar. Desse modo, a fragilidade das estruturas compromete a estabilidade dos dentes e eles podem se soltar.

Outra consequência ruim da degradação dos ossos é a retração gengival. Trata-se de uma doença que afeta o tecido epitelial e acarreta a diminuição da quantidade de gengiva que cobre o dente.

Seu desenvolvimento ainda pode ser impulsionado por uma higienização bucal inadequada. Portanto, lembre-se de sempre escovar os dentes corretamente.

Ainda, o enfraquecimento do osso alveolar agrava doenças periodontais, como a periodontite. É uma doença incurável, que aparece como evolução de uma gengivite que não recebeu o tratamento adequado.

Essa doença bucal causada por infecção compromete os tecidos que dão suporte ao dente. Por isso, a periodontite é diretamente relacionada com a perda de dentes.

Como consequência, a colocação de implantes e próteses também é prejudicada. Uma vez que não existe mais firmeza para a realização de tais procedimentos.

Como é o diagnóstico da doença?

A relação entre osteoporose e saúde bucal permite que a suspeita inicial da doença aconteça ainda no consultório do dentista. Por isso, é importante que as visitas aconteçam periodicamente.

Desse modo, o profissional pode analisar os prejuízos ósseos através do exame radiográfico e, então, encaminhar o paciente para outras especialidades da medicina que tratem do problema da melhor maneira possível.

Contraindicações Para o Uso do Risedronato Sódico

Apesar de ser bastante efetivo no tratamento da osteoporose, o risedronato de sódio possui algumas contraindicações que devem ser observadas. Assim, ele não deve ser usado em:

  • Pacientes com hipersensibilidade conhecida ao risedronato sódico ou a qualquer excipiente;
  • Pacientes com hipocalcemia;
  • Pacientes que não podem ficar em pé ou sentado durante pelo menos 30 minutos;
  • Pacientes com insuficiência renal severa (clearance de creatinina < 30 mL/min);
  • Durante a gravidez e lactação;
  • Pacientes com insuficiência dos rins severa.

Além disso, sabemos que o medicamento pertence à família dos bifosfonatos. Assim, é interessante ficar alerta para qualquer intervenção que venha a mexer com os ossos dessa pessoa.

Caso contrário, o indivíduo pode sofrer algumas consequências, como por exemplo:

  1. Inibição da angiogênese – deixando o trabeculado ósseo com muito pouca ou nenhuma irrigação sanguínea. Essa irrigação é mais do que necessária para que os osteoblastos possam chegar na superfície dos implantes para que a osseointegração ocorra ou mesmo para a simples cicatrização óssea em caso de exodontia;
  2. Indução de Queratinócitos a apoptose – as células que vão formar a mucosa sobre a ferida de qualquer cirurgia na cavidade oral estarão sujeitas a uma morte programada. Isso explica a exposição óssea. A morte das células pode ocorrer espontaneamente em alguns casos, formando úlceras em várias regiões da boca;
  3. Presença de ulcerações (aftas) – na própria cavidade oral e no esôfago de pacientes que usam este medicamento. Os bifosfonatos apresentam grande toxicidade aos tecidos moles.

Como o Risedronato Sódico Deve Ser Utilizado

É importante saber que alimentos podem interferir na absorção do risedronato sódico.

Desta forma, para assegurar a adequada assimilação corpórea nos pacientes que utilizam risedronato sódico, deve-se administrá-lo no mínimo 30 minutos antes da primeira refeição, outra medicação ou bebida do dia.

Assim, caso o paciente opte por tomar o medicamento em outro horário, deve-se aguardar 2 horas sem ingerir qualquer alimento ou líquido. A água é a única bebida que pode ser tomada com risedronato sódico.

Deve-se lembrar que algumas águas minerais possuem alta concentração de cálcio e outros minerais, portanto, não devem ser utilizadas.

O ideal é que o paciente fique em pé ou sentado para que possa ingerir o comprimido com quantidade suficiente de água (pelo menos 120 mL), facilitando o transporte até o estômago.

Ele deve deitar por 30 minutos após a ingestão de risedronato sódico.

O cálcio, o magnésio e o alumínio também podem interferir na absorção de risedronato sódico, por isso devem ser ingeridos em horários diferentes, assim como alimentos, como citamos anteriormente.

Como se Prevenir Contra a Osteoporose?

O melhor modo de evitar o desenvolvimento dessa doença de cura difícil é a prevenção.

Manter hábitos saudáveis, praticar exercícios físicos e eliminar o uso de cigarros, além da ingestão exagerada de bebidas como café e álcool são algumas boas dicas.

Ainda, é muito importante manter a ingestão de alimentos ricos em cálcio, como leite e queijos, e vitamina D.

Para a saúde bucal, é importante ressaltar que várias das doenças bucais agravadas pela anomalia estão diretamente relacionadas com a falta de uma higiene bucal adequada.

Desse modo, é essencial escovar os dentes três vezes ao dia, utilizando uma escova de cerdas macias e auxiliar a limpeza bucal com o uso de fio dental para remover restos de comida e enxaguante bucal.

Essas medidas fazem com que os efeitos negativos provocados pela osteoporose sejam diminuídos e, consequentemente o paciente não precise utilizar medicamentos como o risedronato sódico.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.