Glossodinia causa bastante incômodo aos pacientes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda um pouco mais sobre a doença que afeta diversos pacientes pelo mundo

Você já sentiu uma queimação em sua boca, principalmente na região da língua, como se tivesse ingerido um alimento picante, como uma pimenta? Se a resposta é sim, pode ser um sinal de glossodinia.

Trata-se de uma anomalia bastante comum. Não é à toa que a glossodinia acomete milhões de pessoas no Brasil e no mundo. Mas por acaso você sabe o que é essa doença, suas causa e tratamentos? É isso que descobriremos no decorrer deste artigo.

Glossodinia é uma sensação constante de ardência ou queimação na região lingual. Geralmente ela é definida quando não existe uma causa específica para o problema.

Assim, ela é conhecida por muitos pacientes como a síndrome do ardor bucal.

Qual o Motivo da Queimação Lingual?

Apesar de não possuir causa definida, existem alguns fatores que podem estar relacionados ao surgimento do problema. Entre eles, podemos citar:

  • Danos nos nervos responsáveis pelo paladar e dor;
  • Secura bucal, que pode ser decorrente do uso de algum medicamento ou desordem, como a síndrome de Sjögren e diabetes;
  • Candidíase oral;
  • Deficiências nutricionais;
  • Refluxo gástrico;
  • Próteses mal ajustadas ou alergias a materiais odontológicos;
  • Ansiedade;
  • Depressão.

Além desses, é importante destacar que mulheres durante o período da menopausa são as mais afetadas pela patologia.

Com isso, diversos especialistas suspeitam que a glossodinia possa estar ligada à bruscas mudanças hormonais.

Também foi observado que a síndrome da boca ardente surge sem motivo específico em pacientes com Síndrome de Down, não havendo um fator desencadeador para o problema.

Por fim, podemos citar que pessoas que abusam do álcool e tabaco estão mais propensas ao surgimento da anomalia em sua cavidade oral.

Como é o Diagnóstico da Glossodinia?

O diagnóstico ocorre por meio de um sistema de exclusão, onde o profissional elimina todas as possíveis causas de queimação e ardência nessas áreas, como:

  • Estomatite de contato;
  • Candidíase;
  • Anemia;
  • Dispepsia;
  • Reação medicamentosa.

A glossodinia pode ser vista também como sintoma do diabetes. Ainda é interessante que o médico observe alguns sintomas que a doença pode deixar, como por exemplo:

  • Sensação crônica de ardência na língua, principalmente no palato duro, nos lábios ou na superfície da boca entre as gengivas e os lábios;
  • Sensação de boca seca;
  • Sensação de formigamento causando desconforto;
  • Alterações ou perda do paladar;
  • Aumento de sede.

Com isso, a partir de uma analise detalhada é possível definir que o paciente possui a síndrome do ardor bucal e deve ser tratado.

Como é o Tratamento?

A verdade é que tratamento varia de acordo com cada caso específico, avaliado pelo profissional da saúde.

Ele visa amenizar os sintomas da glossodinia, uma vez que na grande maioria dos casos a sua causa não é identificada, dificultando sua cura.

Entretanto, devemos destacar que os tratamentos são bastante efetivos e satisfatórios para a grande maioria dos pacientes. São eles:

  • Tratamento de doenças preexistentes, como diabetes, síndrome de Sjögren, ou um problema de tireoide;
  • Suplementação nutricional, em casos de deficiências nutricionais;
  • Ajuste ou substituição de próteses dentárias;
  • Troca ou suspensão de medicamentos, caso esses sejam os responsáveis pela ardência;
  • Uso de fármacos para tratar xerostomia, candidíase oral, ansiedade, depressão e controle de lesão em um nervo.

Fora essas intervenções, existem alguns métodos que podem ajudar a diminuir o incômodo da ardência bucal, sendo eles:

  • Ingestão de líquidos gelados;
  • Evitar tabaco e alimentos ácidos;
  • Evitar o consumo de álcool ou produtos derivados dele;
  • Não consumir alimentos picantes e/ou muito quentes;
  • Realizar técnicas de relaxamento para a redução do estresse.

Agora você já sabe um pouquinho mais sobre a glossodinia e seus tratamentos. Ao sentir ardor ou qualquer incômodo na cavidade oral, o ideal é consultar um profissional da saúde.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.