Síndrome de Sjögren: sintomas, causas e tratamentos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Síndrome de Sjögren faz parte do grupo de doenças autoimunes. Neste tipo de patologia, o sistema imunológico passa a produzir anticorpos que atacam células e tecidos do próprios corpo, como se fosse invasores.

Considerada a mais comum das doenças raras,  a Síndrome de Sjögren afeta aproximadamente 2% da população mundial. Em 90% dos casos, ela atinge mais as mulheres acima dos 40 anos, e casos em crianças e jovens são raros.

Síndrome de Sjögren é uma doença autoimune crônica, que destroem as glândulas exócrinas, principalmente as glândulas salivares e lacrimais, que produzem a saliva e lágrimas, respectivamente. Por isso, essa síndrome contribui para o desenvolvimento da boca seca (xerostomia) e olhos secos.

A Síndrome de Sjögren também é conhecida por Síndrome de Goujerot-Sjögren, exocrinopatia autoimune, síndrome seca, ou sicca. É uma doença de progressão lenta, mas contínua, e os primeiros tecidos afetados pela síndrome são as células epiteliais das glândulas salivares e lacrimais.

No entanto, o agravamento da doença pode atingir as membranas mucosas que revestem outros órgãos do corpo e provocar ressecamento no nariz traqueia, tireoide, vagina, rins, pulmões, fígado, pâncreas, pele e sistema nervoso.

A exocrinopatia autoimune pode ter duas formas básicas de apresentação: a primária e a secundária. Na primária, ela se desenvolve de forma isolada sem relação nenhuma com outras enfermidades do tecido conjuntivo.

Já a secundária, ocorre quando simultaneamente se manifestam outras doenças reumatológicas autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico, vasculite, esclerodermia, e tireoidite de Hashimoto.

Causas para a Síndrome Seca

A causa da Síndrome de Sjögren ainda é desconhecida.

Causas ambientais e genéticas são relacionados à ocorrência da doença. Mas os médicos não sabem dar certeza se alguns genes específicos ou algum comportamento em especial está diretamente envolvidos nas causas dessa patologia.

Sintomas da Síndrome de Sjögren

Como já descrevemos, os dois principais sintomas dessa doença autoimune são a boca seca e os olhos ressecados. Porém, paciente com a síndrome podem apresentar:

  • Olhos secos, incluindo sensação de queimação, coceira ou como se houvesse areia
  • Boca seca acompanhada de dificuldade para engolir ou falar.
  • Dor, inchaço e rigidez nas articulações
  • Inchaço das glândulas salivares – particularmente o conjunto localizado atrás da mandíbula e na frente das orelhas
  • Erupções cutâneas ou pele seca
  • Secura vaginal
  • Tosse seca e persistente
  • Fadiga prolongada.

Fatores de Risco

Como não a Síndrome de Sjögren não tem uma causa definida, os médicos afirmam que qualquer pessoa pode desenvolver a doença. Apesar disso, existem alguns fatores de risco que podem contribuir. São eles:

  • Idade. Síndrome de Sjögren é geralmente diagnosticada em pessoas com mais de 40 anos.
  • Sexo. Pessoas do sexo feminino são muito mais propensas a ter síndrome de Sjögren do que pessoas do sexo masculino.
  • Doenças reumáticas. É muito que pessoas diagnosticadas com a Síndrome de Sjögren já tenham sido diagnosticadas anteriormente com alguma doença reumática, como a artrite reumatoide ou lúpus.

Tratamento da Síndrome

Não existe uma cura definida para essa doença autoimune. O tratamento é realizado de forma sintomática e apenas para suporte com o objetivo de reduzir os riscos e preservar a qualidade de vida dos pacientes.

Os olhos secos podem ser aliviados com o uso de colírios lubrificantes. Conhecidos como lágrimas artificiais são encontrados também na forma de gel e pomadas, que tem efeito mais prolongado.

A oclusão permanente ou temporária do ponto lacrimal é outro recurso usado. Esse recurso terapêutico retém a lágrima por mais tempo.

Colírios anti-inflamatórios ou imunomoduladores também controlam a inflamação e os efeitos do processo imune nos olhos de forma temporária.

O tratamento para a boca seca é realizado primeiramente com medidas paliativas: beber pequenos goles de água e usar gomas de mascar, pastilhas sem açúcar e de agentes lubrificantes (dentifrícios especiais, colutórios).

Em alguns casos, os pacientes reagem bem à pilocarpina, um medicamento que ajuda a aumentar a secreção de saliva, mas tem efeitos colaterais desagradáveis.

A falta de saliva na boca pode facilitar a proliferação de bactérias e o aumento de cáries dentárias. Por isso, os cuidados com a higiene oral devem ser redobrados.

Alguns medicamentos têm demonstrado eficácia no tratamento da Síndrome de Sjögren. Os mais utilizados são os analgésicos comuns de venda livre e os anti-inflamatórios não esteroides.

Corticoesteroides, como a prednisona, por seu efeito anti-inflamatório e ação nos processos autoimunes, podem ser usados em baixa dosagem e por tempo controlado, por conta dos seus efeitos colaterais.

Medicamentos imunossupressores e antimaláricos, como a hidroxicloroquina, podem ser indicados nos casos mais graves. Eles auxiliam no controle do processo inflamatório e na intensidade da resposta imune.

Médicos que podem diagnosticar a Síndrome:

  • Clínico geral
  • Dentistas
  • Reumatologista
  • Endocrinologia
  • Dermatologia
  • Otorrinolaringologia
  • Ginecologia
  • Oftalmologia
  • Psiquiatria.

Se notar os sintomas de boca e olhos secos, procure um médico. Caso os sinais persistam, não demore e marque uma consulta ter o diagnóstico exato da Síndrome de Sjögren. Quanto antes a síndrome for controlada, melhor.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!