Importância do auxiliar de dentista e suas principais funções

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

O campo de atuação da odontologia é muito vasto. Além dos cirurgiões-dentistas e especialistas, como ortodontista ou periodontista, por exemplo, há também outros profissionais que compõem o quadro de funcionários de um consultório ou clínica, como o auxiliar de dentista.

Ele exerce sua profissão em todas as áreas junto com a equipe de saúde bucal. Isso, tanto no setor público, como no privado. O auxiliar de dentista também é conhecido como auxiliar de saúde bucal (ASB).

O auxiliar de dentista é o profissional que cuida das atividades rotineiras dentro do consultório, como a organização dos materiais e esterilização. Além de apoiar os dentista responsável em todos os procedimentos.

Em São Paulo, a profissão de auxiliar odontológico foi regulamentada em 2008 pelos Conselhos Regionais de Odontologia (CRO).

Qual a função de um auxiliar de dentista?

Apesar do cirurgião-dentista ser o profissional principal dentro de um consultório odontológico, para que seu tempo e trabalho sejam otimizados, especialmente quando trata-se de um consultório grande e com muitas demandas, a atuação do auxiliar de dentista é necessária.

Quando um dentista sente a necessidade de ter um auxiliar dentro do consultório, em um primeiro momento, sua primeira atitude pode ser pedir ajuda à sua secretária, ou outra pessoa com quem divida as funções do dia a dia.

Contudo, essa não é a maneira mais correta de lidar com a situação. Isso porque as funções de uma secretária e de um auxiliar de dentista são bem diferentes e não devem ser misturadas. Além disso, existem algumas demandas que precisaram de um conhecimento maior em odontologia, ou seja, requerem um profissional especializado.

Por exemplo, sua secretária – ou recepcionista –  possui funções administrativas, como receber pagamentos, contatar fornecedores e organizar a agenda do dentista. Já o auxiliar de dentista tem suas funções muito mais voltadas ao paciente.

Esse profissional ira cuidar das necessidades do paciente e ajudar o profissional a atuar de modo mais eficiente.

Por isso, lembre-se, cada função, seja de secretária ou auxiliar, possui seu papel e importância dentro do pleno funcionamento de uma clínica ou consultório odontológico. Por isso, quando precisar de um ou do outro, não misture esses papéis, mas contrate um funcionário especializado para cada um deles.

Quando citamos a importância de que um auxiliar de dentista seja alguém especializado, também olhamos para os diversos papéis pertinentes à profissão, veja a seguir quais são os possíveis tipos de auxiliares de dentista e suas respectivas funções:

  1. De instrumentação
  2. Para atendimento
  3. Controle de infecção
  4. Saúde bucal

Auxiliar de instrumentação

O profissional auxiliar de instrumentação cirúrgica tem como função assessorar o dentista durante os procedimentos odontológicos. Isto é, ele garante que o dentista possua acesso seguro, fácil e rápido à todos os instrumentos necessários durante qualquer tipo de procedimento.

Seu papel é desempenhado especialmente e procedimentos cirúrgicos que demandam atenção redobrada do dentista, mas também pode ser preciso em outros tratamentos mais simples, como na troca de um aparelho ortodôntico ou durante uma extração dentária, por exemplo.

A assessoria do auxiliar garante que os procedimentos sejam mais seguros, proporcionado ao dentista maior liberdade de atuação – de maneira que não tenha que se preocupar com os instrumentos – além de garantir um procedimento mais ágil.

Auxiliar de dentista para atendimento

Esse profissional também pode atuar no atendimento odontológico inicial.

Ou seja, o auxiliar fica responsável pela conversa inicial durante as consultas, inteirando-se sobre o caso do paciente, preenchendo formulários necessários e preparando o paciente para falar com o dentista.

Além disso, o auxiliar também prepara o paciente para procedimentos odontológico, ajustando a posição da cadeira e deixando o paciente confortável.

Também é responsável por preparar o ambiente para a realização do procedimento.

Auxiliar de controle de infecção

Esse profissional também poderá atuar como auxiliar de controle de infecção.

Essa é uma das funções mais delicadas e necessárias dentro de uma clínica odontológica. Isso porque esse tipo de ambiente é totalmente propício à circulação de germes e bactérias que podem contaminar o meio.

Consultórios odontológicos devem se preocupar com a biossegurança do ambiente que possui normas e regras específicas, visando manter tanto os pacientes como a equipe protegidos de possíveis acidentes e contágios.

Por exemplo, o auxiliar deve cuidar da devida troca e fornecimento dos Equipamentos de Proteção Individual do consultório, que constituem máscaras, óculos de proteção, gorro e luvas descartáveis.

Além disso, é responsável pela esterilização dos materiais, descarte de resíduos e higiene local, usando substâncias químicas específicas para garantir a eliminação de bactérias.

Deve cuidar também da manutenção e higiene de equipamentos, como os cuidados necessários com a água do equipo odontológico. 

Com isso, será possível manter o local de trabalho sempre seguro contra contaminações.

Auxiliar de saúde bucal (ASB)

O tipo de profissional que compreende todas as unções anteriores é o Auxilar de Saúde Bucal (ASB) legalmente reconhecido.

Esse auxiliar possui conhecimentos teóricos, técnicos e práticos sobre a manutenção da saúde bucal, pois trata-se de um profissional especializado, isto é, que possui um preparamento prévio, uma formação técnica.

Dessa forma, é o profissional mais qualificado para atuar ao lado do cirurgião-dentista, auxiliando-o a realizar os procedimentos com segurança e maiores taxas de sucesso.

Por isso, apesar dos vários tipos de auxiliares e suas respectivas funções específicas, é esse o profissional que consegue integrá-las e é certificado para desempenhar todas elas. Além das suas tarefas rotineiras, ele também é preparado para perceber as reações do paciente e conduzi-lo de maneira mais segura.

Assim, trata-se do tipo mais indicado para estar ao lado do dentista.

Quais são as habilidades necessárias para ser um auxiliar de dentista?

Quais são as habilidades necessárias para ser um auxiliar de dentista?

Ser um auxiliar de dentista não é uma tarefa tão simples como aparenta. Na verdade, acaba por ser tão complexa como a do próprio dentista, uma vez que seu desempenho influencia diretamente no trabalho do dentista.

Por isso, além do curso profissionalizante que garantirá todo conhecimento necessário para atuar na função, é preciso que o auxiliar de consultório dentário (ACD) possua algumas habilidades pessoais para garantir bons resultados em seu papel. Veja quais são elas:

  1. Observação e foco;
  2. Organização;
  3. Empatia e gentileza;
  4. Proatividade.

Observação e foco

Primeiramente, essa pessoa deve ser observadora e focada. A rotina do dentista por vezes é bastante exaustiva e demanda muita atenção, por isso, não há espaço para que seu auxiliar seja uma pessoa avoada, que perde rapidamente o foco. É preciso oferecer assistência ao dentista em todo o momento, o que demanda estar sempre focado nas suas atividade diárias.

Além disso, ser uma pessoa observadora ajudará o profissional a memorizar a rotina do dentista, bem como lembrar de todos os processos e saber onde armazenar cada material sem que precise questionar o dentista para isso.

Organização

Em segundo lugar, o auxiliar do dentista deve ser uma pessoa organizada, especialmente quando o próprio dentista não consegue se organizar sozinho. Afinal, se os dois forem desorganizados tudo poderá se tornar em uma verdadeira bagunça e de nada servirá a função de auxiliar.

A organização do consultório é de suma importância para que todos os atendimentos e procedimentos ocorram de forma eficiente. Por exemplo, é preciso que todos os instrumentos estejam limpos e esterilizados para que o dentista os possa utilizar, os estoque de produtos e materiais debe ser controlado, se o dentista trabalhar com convênios, a documentação odontológica precisa estar em dia e outros diversos processos devem fluir da maneira correta.

Empatia e gentileza

Também é necessário a esse profissional a empatia e a gentileza, já que ele também está envolvido com o atendimento dos pacientes. A forma como a equipe do consultório recebe e trata os pacientes – e não apenas a recepcionista e o dentista – também influencia na percepção do paciente sobre o consultório.

Por isso, o auxiliar deve-se mostrar sociável e empático, tratando bem todos os pacientes, sem se deixar levar pela pressão da rotina diária.

Proatividade

A função de auxiliar também exige desse profissional a proatividade, isto é, não basta apenas seguir as ordens do dentista, é preciso que ele aja antecipadamente, evitando e resolvendo futuros problemas que possam atrapalhar na rotina do consultório.

Além disso, o dia a dia do auxiliar pode ser tão cheio quanto o do dentista. Isso demanda que o profissional saiba lidar com diversas situações ao mesmo tempo.

Como funciona o curso de auxiliar de dentista?

Como funciona o curso de auxiliar de dentista?

Preciso fazer um curso de auxiliar de dentista? Sim! É obrigatório o certificado para conseguir exercer a profissão. A obrigatoriedade está prevista na lei 11.889.

Em primeiro lugar, o curso ensinará habilidades práticas essenciais. Como você estará trabalhando com a saúde das pessoas, é importante que você entenda todos os processos.

Ainda, o curso te dará a certificação para atuar como assistente odontológico. Só assim você pode ter um registro profissional.

Mas, eu preciso do registro profissional? De novo, sim! O profissional precisa estar registrado no Conselho Federal de Odontologia (CFO) e no Conselho Regional de Odontologia (CRO).

Se você não tiver o registro, você está trabalhando na informalidade. E, você corre o risco de não poder mais atuar na área. Por isso, fique atento!

A inscrição pode ser feita em qualquer Sede e Delegacia Seccional do Conselho Regional de Odontologia mais próximo de você.

Hoje em dia é possível encontrar cursos presencias e cursos à distância para a especialização de auxiliar de dentista. E por sua vez, os preços são muito similares.

Geralmente, a depender da instituição de ensino, esse tipo de curso possui cerca de 300 a 400 horas – que pode durar cerca de 6 meses – e estágio em consultório ou clínica odontológica obrigatório.

Os cursos devem contemplar as seguintes matérias:

  1. Biossegurança;
  2. Código de Ética;
  3. Gestão em Saúde;
  4. Anatomia Bucal (aparelho respiratório aparelho digestivo, conceitos básicos etc);
  5. Suporte básico a vida (prestação de primeiros socorros);
  6. Sinais vitais (pressão arterial, respiração, temperatura, pulso etc);
  7. Boas maneiras no atendimento odontológico;
  8. Marketing aplicado à odontologia.
  9. Organização do processo de trabalho (administração, contabilidade, agendamento de consultas etc);
  10. Noções de odontologia (preventiva, dentística, cirurgia, ortodontia, radiologia e
  11. Políticas de Saúde;

Como irei atuar no consultório como auxiliar de dentista?

O profissional deve estar sempre atento para a higiene. Ele cuidará dos pacientes e do ambiente ao redor.

Algumas das atuações do assistente odontológico são:

  1. Preparação de materiais;
  2. Organizar e executar atividades de higiene bucal;
  3. Manipular materiais de uso odontológico;
  4. Selecionar moldeiras;
  5. Preparar modelos em gesso;
  6. Limpeza, assepsia, desinfecção e esterilização dos instrumentos odontológicos e ambiente de trabalho;
  7. Cuidar da biossegurança relacionada ao armazenamento, transporte, manuseio e descarte de materiais;
  8. Preparar os pacientes para o atendimento odontológico;
  9. Auxiliar e instrumentar os profissionais nas intervenções odontológicas;
  10. Participar na coleta de dados sobre o paciente;
  11. Processar os resultados das radiografias; e
  12. Desenvolver projetos de promoção à saúde.

As funções desse profissional se estendem. Mas, também precisamos falar das limitações. O assistente não pode atuar como autônomo. Ele deve estar sempre vinculado à uma clínica ou consultório.

Ainda, ele não pode exercer sua profissão sem a supervisão de um cirurgião-dentista ou de um técnico em saúde bucal.

Os diferentes cursos de auxiliar de dentista

Os diferentes cursos de auxiliar de dentista

O curso de auxiliar de dentista visa capacitar o indivíduo com fundamentos teóricos e práticos próprios das atividades desse profissional, abrangendo também aspectos legais e éticos.

No Brasil, alguns cursos encontrados são:

  1. CE-ASB-4832 (Inscrição) – Auxiliar em Saúde Bucal
  2. RJ-ASB-19086 (Inscrição) – Auxiliar em Saúde Bucal
  3. GO-ASB-2854 (Inscrição) – Auxiliar em Saúde Bucal
  4. DF-ASB-3346 (Inscrição) – Auxiliar em Saúde Bucal
  5. DF-ASB-1849 (Inscrição) – Auxiliar em Saúde Bucal

Em São Paulo, alguns cursos encontrados são:

  1. SENAC- TIRADENTES – Centro de Aperfeiçoamento Profissional
  2. APCD – PINHEIROS – Associação Paulista Cirurgiões-dentistas
  3. APCD – JARDIM PAULISTA – Brooklin Paulista
  4. UNIFAES – Unidade de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização
  5. CETAO – Centro de Estudos, Treinamento, Aperfeiçoamento, Odontologia

Esse profissional poderá atuar em clínicas e consultórios odontológicos, postos de saúde, outros estabelecimentos públicos e privados ligados à odontologia e na organização de projetos e programas voltados à educação.

Contudo, após a realização do curso básico de ASB (Auxiliar de Saúde Bucal), é possível que este profissional se especialize em outras áreas da profissão para buscar aumentar seu valor diante da concorrência.

As especializações possíveis são as seguintes:

  1. Patologia bucal
  2. Instrumental
  3. Instrumentação cirúrgica
  4. Recepcionista
  5. Gerenciamento de pequenas empresas
  6. Informática

Patologia bucal

O auxiliar de dentista pode, por exemplo, fazer um curso sobre patologia bucal.

Esse curso integra mais o profissional a respeito das noções de odontologia, preparando o auxiliar para procedimentos mais complexos na rotina do consultório odontológico.

Nesse curso é possível aprender sobre os principais tipos de lesões a atingir a cavidade oral, possíveis condições que podem acometer a boca, além de tumores e anomalias dentárias.

Apesar de não poder tratar tais condições como o dentista faz, todo conhecimento poderá ser útil na assessoria ao dentista, além de ser um fator diferencial em meio à concorrência.

Instrumental

Outro curso diferencial no currículo do auxiliar de dentista é o instrumental.

Apesar de adquirir uma noção mais básico sobre os instrumentos que o dentista utiliza durante os procedimentos odontológicos, esse curso pode ensinar com maior abrangência e com mais detalhes.

Além disso, contratar um auxiliar especializado em instrumental pode ser muito útil a um dentista que possui muita demanda nessa área em específico.

Aqui, o auxiliar aprenderá de maneira mais aprofundada todas as informações sobre os instrumentos odontológicos, como nomes, formas e momento de utilização, limpeza e esterilização.

Instrumentação cirúrgica

Já o curso de instrumentação cirúrgica pode ampliar ainda mais a gama de atuação desse profissional, pois além de conhecer a parte instrumental básica, esse curso prepara o auxiliar para situações mais complexas.

Ou seja, o profissional estará apto para lidar tanto com as situações cotiano, como tratamentos de canal e troca de aparelho ortodôntico, por exemplo, como tratamentos cirúrgicos.

Esse tipo de profissional pode se destacar no mercado de trabalho, especialmente em clínicas com centro cirúrgicos, uma vez que esse tipo de procedimento sempre exige a assessoria de um auxiliar.

Dessa forma, possuir essa especialização destacará o auxiliar dos demais.

Recepcionista

Esse curso não diz respeito à apenas ser um recepcionista no consultório odontológico, afinal, as funções de recepcionista e auxiliar são diferentes.

Contudo, especializar-se em um curso como esse pode ser um diferencial para o auxiliar, uma vez que quem cuida do atendimento inicial do paciente dentro do consultório odontológico é esse profissional.

Um curso de recepcionista ensinará a melhor forma de falar, e se portar. Afinal, essas sãos características muito desejáveis no momento em que um dentista precisa contratar um auxiliar, uma vez que a primeira impressão que o paciente possuirá de seu consultório e trabalho virá desse profissional.

Gerenciamento de empresas

Quando um cirurgião-dentista se forma é esperado que possua os mais vastos conhecimentos da área odontológica, como patologias, manutenção da saúde bucal etc. Contudo, ao abrir seu próprio consultório odontológico acabam se deparando com a falta de um conhecimento muito necessário: o de gestão.

Assim, quando contrata uma secretária ou um auxiliar, o conhecimento de gestão torna-se um grande diferencial no currículo desses profissionais.

Dessa forma, quando um auxiliar faz um curso de gerenciamento acaba se tornando uma peça importante não apenas para as atividades técnicas, mas também administrativas e financeiras do consultório odontológico.

Esse curso o ajudará a ter maiores noções sobre controle financeiro, fluxo de caixa, despesas, receita e também orçamentos.

Informática

Com o desenvolvimento cada vez mais acelerado da tecnologia, um bom auxiliar de dentista também deve ter conhecimento em informática.

Porém, no caso da rotina do consultório, apenas o conhecimento mais básico pode não ser o suficiente, uma vez que que esse profissional terá que lidar com softwares específicos, elaborar e cuidar de planilhas a outras atividades administrativas que demandam esse tipo de conhecimento.

Logo, possuir um curso de informática pode diferenciar um técnico de saúde bucal (TSB) de seus concorrentes.

Qual os salário de um auxiliar de dentista?

Qual os salário de um auxiliar de dentista?

Estipular um salário de auxiliar de dentista pode ser uma tarefa complicada, pois isso depende de muitos fatores.

A começar pelas funções do profissional que pode ser contratado apenas para realizar atividades simples, como organização e limpeza de materiais. Por outro lado, auxiliares especializados em mais de uma função, como gestão, por exemplo, possui muito mais atividades a desempenhar, recebendo um salário maior.

É necessário pensar também no tamanho de consultório ou clínica odontológica. Consultórios menores podem pagar menos que grandes clínicas, e vice versa. A região em que o consultório está localizado poderá também ser um fator determinante para a questão salarial, bem como a classe social dos pacientes atendidos.

Portanto, é impossível definir com precisão quanto cada auxiliar de dentista poderá receber.

Porém, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) possui alguns dados a respeito do mercado de trabalho para esses profissionais. A partir desse número é possível ter uma ideia de valores.

No período de 05/2019 a 12/2019 o CAGED contou com dados de um total de 20.180 salários. De acordo com essas informações chegou-se ao seguinte resultado.

Para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais, a faixa salarial do Auxiliar de Dentista é de R$ 1.161,88 (média do piso salarial 2020 de acordo, convenções coletivas e dissídios, R$ 1.221,00 (salário mediana da pesquisa) e o teto salarial de R$ 1923,84, levando em conta profissionais com carteira assina em regime CLT de todo o Brasil.

Salários por cidade

Quando dividimos esses dados pelas capitais de estados temos o seguinte resultado de média salarial:

  • São Paulo, SP: R$ 1509,91
  • Rio de Janeiro, RJ: R$ 1403,92
  • Brasília, DF: R$ 1102,60
  • Belo Horizonte, MG: R$ 1275,22
  • Goiânia, GO: R$ 1167,21
  • Curitiba, PR: R$ 1412,00
  • Salvador, BA: R$ 1137,56
  • Porto Alegre, RS: R$ 1360,02
  • Fortaleza, CE: R$ 1078,38
  • Campo Grande, MS: R$ 1203,39
  • Vitoria, ES: R$ 1226,23
  • Recife, PE: R$ 1218,5

Qual é o perfil mais recorrente desse profissional?

Por meio dos dados fornecidos ao CAGED também podemos conferir outras informações, como ao perfil profissional mais recorrente desse trabalhador e a cidade do Brasil que mais contrata esse tipo de profissional.

No geral, está entre os 23 anos, possui o Ensino Médio Completo, sexo feminino, trabalha cerca de 44 horas semanais em micro empresas do segmento de Atividade Odontológica com recursos para procedimentos cirúrgicos.

Já a cidade com mais ocorrência de contratações desse profissional é a cidade de São Paulo – SP.

Lembre-se, esses são dados nada mais são que médias, o que significa quem nem sempre eles condizem com a sua realidade.

O auxiliar de dentista trabalha com as pessoas e com a saúde delas. Seja paciente, cuidadoso e detalhista. Faça os cursos e boa sorte!

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.