Tuberculose pode ser responsável por problemas orais

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Doença transmissível e que afeta os pulmões pode se manifestar na boca

A tuberculose é uma doença conhecida e que afetas muitos brasileiros. É considerada pelo Ministério da Saúde, um problema de saúde pública e que causa cerca de 4,5 mil mortes no país a cada ano.**

Aparentemente, os efeitos dessa doença se restringem ao pulmão. Contudo, muitas pessoas ignoram a possível relação entre a tuberculose e a odontologia, e os cuidados que ela requer.

Tuberculose é uma doença infecciosa, crônica e altamente transmissível, que pode ser pulmonar ou extrapulmonar, podendo inclusive se manifestar na cavidade oral. No Brasil, a cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos.

Causas da Tuberculose

A doença é causada pela ação de uma micobactéria que recebe o nome de Mycobacterium Tuberculosis.

Essa doença é altamente transmissível. Dessa maneira, atos simples como respirar, espirrar, tossir ou falar são fatores cruciais para que a doença se espalhe de uma pessoa para outra.

Entre seus principais sintomas, podemos citar a tosse contínua, a falta de ar e a perda de peso.

O tratamento da tuberculose é extenso, podendo durar, no mínimo, seis meses, e consiste no uso de medicamentos antibióticos.

Sendo assim, a pessoa não pode ser considerada curada em poucas semanas. A única mudança que ocorre é a diminuição da capacidade de transmissão.

Em geral, o microrganismo nocivo habita e afeta o pulmão, causando lesões nesse órgão. Contudo, é possível que ele se manifesta em outras áreas do corpo, como a cavidade bucal.

Nesses casos, a doença recebe o nome de tuberculose oral.

Tuberculose Oral

A doença em sua forma oral é extremamente rara. Isso porque a boca conta com um tipo de tecido que recebe o nome de epitélio escamoso.

Ele é responsável por fornecer uma proteção que dificuldade o desenvolvimento de infecções e, consequentemente, as manifestações orais da tuberculose.

Os principais sintomas da tuberculose na boca se dão nas superfícies das mucosas. Desse modo, se desenvolvem lesões doloridas e ulceradas podendo, inclusive, envolver os ossos.

Essa lesão, com o passar do tempo, se torna um edema. Em geral, o desenvolvimento dessa doença na cavidade oral se dá pela ação de microrganismos vindos dos pulmões. Eles chegam até a boca através de secreções.

Além disso, a contaminação pela tuberculose na odontologia pode se dar pela remoção dentária e a realização de outras operações dentárias. É comum que a doença afete pessoas idosas.

Precauções Durante o Atendimento Odontológico

Existem algumas precauções para o atendimento de pessoas contaminadas pela doença em atendimentos no consultório odontológico.

Isso porque a enfermidade é transmissível e precauções padrões, como o uso de luvas e máscaras, não são o suficiente para impedir a sua proliferação.

Aí está a importância do dentista realizar uma anamnese detalhada no paciente antes de seu atendimento, conhecendo a fundo seu estado de saúde.

É possível, inclusive, que o primeiro médico a identificar o problema seja o profissional da odontologia.

É extremamente indicado que o atendimento odontológico em tuberculosos ocorra apenas em casos emergenciais, evitando ao máximo expor o paciente à procedimentos que contém aerossóis.

É importante ressaltar que, mesmo quando a tuberculose não se manifesta em sua forma oral, é necessário que o paciente receba um atendimento especial do dentista. Por isso, o profissional deve ter conhecimentos sobre a doença e os cuidados que ela requer.

**Informações retiradas dos site do Ministério da Saúde do Brasil.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!