Tudo sobre o sindicato dos odontologistas e a contribuição sindical

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui a importância do sindicato dos odontologistas

Você, como dentista de sucesso, sabe sobre os seus direitos trabalhistas? Se a resposta for sim, com certeza você entende a importância do sindicato dos odontologistas.

Ficou interessado no assunto? Pois pode ficar tranquilo! Neste artigo iremos tirar todas as suas dúvidas sobre o sindicato dos odontologistas. Vamos começar?

O sindicato dos odontologistas é uma associação ou entidade responsável por representar a categoria profissional do cirurgião-dentista. O sindicato deve defender os interesses trabalhistas e econômicos dessa classe.

Como funciona o sindicato dos odontologistas?

Dentro dos Estados do país, há diferentes sindicatos dos dentistas. Cada sindicato dos dentistas pode representar a classe odontológica de forma legal a partir da sua base territorial informada na Carta Sindicada.

Essa carta é emitida pelo Ministério do Trabalho. Por isso as ações do sindicato são consideradas legais. Portanto, o papel dos sindicatos é:

  • Negociar acordos de forma coletiva;
  • Intervir em ações legais;
  • Orientar os profissionais sobre questões trabalhistas; e
  • Contribuir com as melhorias trabalhistas.

Fique atento para as contribuições sindicais

Muitos profissionais odontológicos pensam que a contribuição sindical é obrigatória por causa das informações disponibilizadas no artigo 579 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

No entanto, com a reforma trabalhista comunicada na Lei Federal nº 13.467, de 13 de julho de 2017, a partir de 2018 a contribuição sindical passou a ser facultativa.

Por isso fique atento: você não é obrigado a pagar pelo imposto sindical, apenas se você estiver interesse em investir.

Além disso, os cirurgiões-dentistas autônomos também podem realizar o pagamento da contribuição apenas de forma facultativa.

Quer fazer parte da classe odontológica?

Para ser um cirurgião-dentista, você precisa fazer a graduação em odontologia. A duração do curso de odontologia é de 5 anos, com todos os cursos da matriz curricular presenciais.

As aulas práticas são iniciadas no segundo ano da faculdade. Em todas as instituições, o estágio é obrigatório para a formação. E, no final de todo o curso, é preciso que o estudante faça um TCC.

Caso você opte por fazer o curso em uma instituição privada, a maioria delas custa em média R$1700,00 por mês. Vale ficar atento às bolsas universitárias e programas de financiamento.

Quando você finalizar a faculdade e já estar com o seu diploma, você atua como um cirurgião-dentista. Assim, atendimentos clínicos e tratamentos que são básicos serão a sua área de atuação.

Caso você queira se especializar em alguma área, como odontologia do trabalho, você deve fazer cursos especiais e uma pós-graduação.

A grade vai variar de uma faculdade de odontologia para a outra. No entanto, as matrizes estipuladas pelo Ministério da Educação (MEC) devem ser respeitadas e cumpridas.

Assim, há conteúdos que devem ser obrigatoriamente ensinados em todas as faculdades. Porém, o nome dado a disciplina pode variar. Nos primeiros semestres, as matérias são mais teóricas.

É só a partir do terceiro semestre que as aulas práticas começam a aparecer. Assim, separamos as matérias em duas classificações: introdutórias e específicas. As matérias introdutórias são:

  • Bioquímica geral;
  • Farmacologia;
  • Microbiologia;
  • Histologia;
  • Epidemiologia;
  • Patologia básica;
  • Anatomia humana; e
  • Imunologia;

Agora que você já é um cirurgião-dentista e faz parte da classe odontológica, é ideal que você procure saber sobre o sindicato dos odontologistas da sua região! Assim, você conhece e batalha pelos seus direitos.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!