Remoção de braquetes é um momento esperado por todo paciente

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Procedimento simples e rápido, é o resultado para o sorriso perfeito

Os tratamentos ortodônticos têm diferentes fases, e uma das mais esperadas pelos pacientes é a remoção dos braquetes. Esse momento significa o sucesso após o uso do aparelho fixo.

A remoção de braquetes tem um papel importante no aspecto emocional do paciente. Por isso deve ser valorizada pelo ortodontista, que irá estimular o psicológico do paciente e ressaltar a importância do tratamento.

Ao final do tratamento ortodôntico, ocorre a remoção de braquetes. Mas esse é apenas o começo de uma nova etapa, que vem acompanhada de diversos cuidados para manter a aparência dos dentes.

Pré-remoção de braquetes

É imprescindível que seja realizada uma análise criteriosa antes de iniciar a remoção. O dentista deve dar atenção à estética, dinâmica da oclusão e das condições de higidez periodontal.

Algumas correções básicas são de fácil execução quando o paciente ainda está com o aparelho. Porém, após sua retirada, tornam-se mais complicadas. Como por exemplo, uma inclinação dental incorreta.

Por isso, é importante que o paciente também seja consultado e esteja satisfeito com o resultado. Ele também deve autorizar a retirada do aparelho ortodôntico.

Uma saúde bucal em boas condições também é fundamental na etapa de remoção de braquetes ortodônticos. Assim, facilitando assim o campo de trabalho do dentista.

Dessa forma, analisar se há lesões por cáries ou restaurações infiltradas que podem facilitar a perda de estrutura do dente no momento da remoção, torna o procedimento mais simples e seguro.

Processo de remoção de braquetes

No momento de retirar os acessórios, é  importante que o ortodontista preste bastante atenção para não danificar a estrutura do esmale.

Desse modo, a remoção convencional dos braquetes é feita então com alicates específicos, com destaque para três tipos principais:

  • O primeiro, alicate removedor de braquete, possui duas pontas ativas, gerando assim uma força de compressão entre suas pontas ativas. Além de causar certo desconforto, pode ocorrer alguma agressão à estrutura do esmalte com seu uso. 
  • O segundo tipo são os alicates de How e o Weingart, ambos potencializam a deformação e reduzem ao máximo o estresse sobre os dentes. Com esses dois, a liberação do braquete é rápida, fácil e quase sem desconforto ao paciente. Além de ser um método que apresenta maior segurança na preservação da estrutura dental. Porém, não existe a possibilidade de reaproveitamento do braquete, que ficará deformado após sua retirada.
  • O terceiro e mais indicado método para a remoção de braquetes é por meio de alicates que fazem força de tração sobre eles. Com uma ponta metálica duas pontas plásticas que se apoiam nas superfícies gengival e oclusal do esmalte, oferece mínima deformação do braquete, logo, baixo desconforto para paciente. 

Protocolo de remoção de braquetes

Existe ainda um protocolo a ser seguido no procedimento de remoção do aparelho ortodôntico, que consiste então em basicamente em 6 passos:

  1. Fragilizar o braquete no longo eixo com uma broca diamantada;
  2. Criar uma sustentação do dente, pedindo que o paciente morda um rolo de algodão;
  3. Escolher o alicate a ser usado no procedimento;
  4. Usar uma esponja microbrush para aplicar purpurina de prata em cada dente, identificando resinas remanescentes;
  5. Usar brocas multilaminadas para remoção da resina que restar;
  6. Realizar um polimento à base de borrachas e discos abrasivos, até obter um brilho natural, semelhante ao das áreas que não foram alteradas.

Com todas essas dicas, é importante procurar sempre um profissional para realizar a remoção de braquetes e seguir suas recomendações.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.