Própolis pode trazer benefícios para a saúde da nossa boca?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Com os mais variados benefícios, o própolis trata desde doenças bucais até problemas com a pele

Ao notar uma irritação ou dor na garganta, você provavelmente já utilizou um spray de própolis, certo? Mas ele tem diversos outros usos além desse.

Com propriedades antibacterianas e compostos benéficos para o organismo, o uso do extrato de própolis é um remédio natural que ajuda no tratamento de algumas problemas de saúde.

O própolis é então uma substância resinosa, ou seja, em estado de resina, que, assim como o mel, é fabricada pelas abelhas.

É obtido por meio de uma colheita das resinas que ficam disponíveis na flora de região e são alteradas pelas enzimas presentes na saliva.

Uso do Própolis na Odontologia

própolis na odontologia é estudado por conta da presença do composto fenólico com ação antimicrobiana presente em sua composição.

A Apeginina, como é conhecido o composto, inibe a ação da enzima GTF e impede que a bactéria faça a quebra da sacarose. Assim, consegue matar a bactéria, evitando a formação de placa.

Porém, não se trata de qualquer própolis. Existem casos em que certos tipos não trazem valor algum no combate a esse tipo de bactéria.

Somente no Brasil, por exemplo, existem própolis com doze diferentes tipos de composições químicas. Com cores, sabores e aromas distintos, o que determina tais características é a origem botânica.

A própolis vermelha, por exemplo, é uma planta proveniente do nordeste do Brasil (região do mangue).

Esta é muito é rica em isoflavonas, benzofenonas e a medicarpina, compostos que garantem as propriedades medicinais desse tipo de própolis.

Já a própolis verde, é encontrada exclusivamente na região sudeste do Brasil. A principal diferença dela é a presença de fenólicos e flavonoides únicos, como a Artepelina C e bacarina.

Ela tem um altíssimo poder antioxidante, anti-inflamatório e que fortalece o sistema imunológico, combatendo e prevenindo diversas doenças.

Efeitos Colaterais do Própolis

Por ser uma substância em que se é muito utilizado o extrato, ou seja, uma forma mais pura e concentrada, é normal que efeitos colaterais apareçam.

Alguns dos mais comuns que podem ocorrer com o uso do própolis são:

  • Reações de alergia
  • Inchaço
  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Urticária na pele

Dessa forma, é fundamental saber então como evitar que esses problemas aconteçam e o uso possa ser feito usufruindo apenas dos benefícios que ele traz.

Para isso, o mais indicado é sempre realizar um teste de sensibilidade antes de utilizar a substância, garantindo que a região não será negativamente afetada.

É algo simples e rápido de se fazer, pingando apenas duas gotas do extrato de própolis na área do antebraço já é o suficiente. Feito isso, basta aguardar de 20 a 30 minutos.

Observe então se alguma coceira, irritação ou manchas vermelhas surgem na pele. Caso nada apareça, o uso não trará problemas.

Contraindicações de Uso

Assim como explicávamos anteriormente, algumas pessoas podem sim manifestar reações alérgicas ao uso do própolis ou ainda a algum componente na fórmula do produto.

Dessa forma, é preciso tomar cuidado, evitando que tenha um efeito contrário, ao invés de ajudar.

Normalmente, crianças menores de 12 anos de idade também não costumam ser indicadas ao uso. Consulte sempre um profissional e siga suas recomendações.

Própolis Agindo no Nosso Corpo

Ao decorrer deste artigo, você provavelmente já percebeu que são muitos os efeitos que o própolis pode causar no nosso corpo, não é mesmo?

Porém, algumas das principais funções que ele têm são:

  1. Ajuda no combate a Amidalite
  2. Protege os dentes
  3. Ótimo para fortalecer a imunidade
  4. Acaba com a acne

Curioso, né? Uma mesma substância com tantos benefícios e atuando em áreas tão diferentes. Vamos entender melhor como ele age em cada um desses casos?

Combatendo a Amigdalite

A amidalite é nada mais do que uma infecção nas vias áreas superiores. Normalmente, estas são causadas pelas bactérias conhecidas como gram-positivas.

O própolis tem uma atividade antibacteriana mais acentuada nos micro-organismos desse tipo, é por isso que seus efeitos são tão bons contra esse problema.

Além disso, quando combinado com o uso de antibióticos, pode amplificar sua resposta. Porém, consulte seu médico se ambos os medicamentos podem ser tomados ao mesmo tempo.

Proteção dos Dentes

Os componentes do própolis responsáveis por acabar com as bactérias da boca, são os chamados compostos fenólicos.

Eles são basicamente as principais substâncias que estão por trás de todos os benefícios que o própolis carrega. É por isso que a utilização do própolis na odontologia é tão apreciada.

Isso se deve ao fato de que contribuem para que a integridade do esmalte do dente seja mantida. Além de ajudar também na prevenção de cáries, da doença periodontal e de casos de gengiva inflamada.

É por isso inclusive, que, já existem algumas empresas do ramo que estão passando a incluir esse ingrediente na composição dos cremes dentais.

Fortalece a Imunidade

Muitos estudiosos têm reparado que o própolis vem trazendo diversos benefícios principalmente com relação ao sistema imunológico.

Isso ocorre pois, em sua composição, existem certas substâncias que conseguem promover uma maior ativação das células de defesa do nosso corpo.

Dessa forma, acaba se tornando mais fácil o reconhecimento e também a destruição de micróbios que são prejudiciais ao organismo.

Tratando a Acne

Com um aroma muito agradável servindo como um cosmético perfumado, ele é ótimo no tratamento de acnes e inflamações da pele.

Quando em contato com a derme, ele libere substâncias que têm um efeito antibacteriano, removendo então as impurezas, tratando áreas inflamadas e controlando a oleosidade da pele.

É por isso que muitos dermatologistas e especialistas da áreas costumam recomendar sabonetes com componentes do própolis em pessoas que sofrem com acne.

Como utilizar o Própolis?

Por mais que todos esses benefícios citamos por nós neste artigo, é importante entender que essa substância não deve ser utilizado como se fosse água.

O que os profissionais costumam indicar é ingerir 15 em jejum. Essa é a quantidade suficiente, por exemplo, para que o sistema imune seja fortalecido.

Ainda assim, existem os casos em que recorre ao produto em um curto prazo pode ser benéfico, uma vez que fazer o uso contínuo pode acabar com o organismo desenvolvendo uma intolerância às substâncias.

Além disso, deve-se sempre verificar também a embalagem dos produtos, tanto o extrato quanto o spray de própolis. É fundamental que ambos tenham selos de agências regulatórias.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!