Odontologia oncológica beneficia pacientes com câncer

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Área da odontologia visa auxiliar o tratamento oncológico e minimizar seus efeitos na saúde bucal

A interdisciplinaridade é cada vez mais comum na área da saúde. O tratamento do câncer, por exemplo, é constantemente auxiliado por diferentes técnicas e outros profissionais da odontologia oncológica.

Você conhece a importância da odontologia oncológica durante o tratamento do câncer? Neste artigo vamos explicar como os profissionais dessa especialidade atuam.

Odontologia oncológica é um ramo da odontologia que visa a prevenção, os tratamentos e os cuidados especiais com a saúde bucal de pacientes que são diagnosticados com câncer e passam por diferentes tipos de tratamento.

Importância da Odontologia Oncológica

Os tratamentos pelos quais pacientes oncológicos passam, como a radioterapia ou a quimioterapia, podem gerar efeitos colaterais na saúde bucal dessas pessoas.

Por isso, é de extrema importância que um profissional da odontologia faça parte da equipe médica que cuida de um paciente oncológico.

Desse modo, o dentista que atua na área da odontologia oncológica realiza exames intraorais e extraorais para verificação da qualidade da saúde bucal do paciente.

Ainda, o profissional avalia e observa os considerados hábitos de risco, como o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas.

Caso ocorram lesões bucais, manifestação comum em alguns tipos de câncer, o profissional é responsável por sua identificação e análise.

Dessa maneira, o dentista realizará a biópsia da lesão. É importante ressaltar que o desenvolvimento de doenças infecciosas na cavidade oral pode ser ainda mais arriscado para esses pacientes.

Por isso, o profissional realiza um pré-tratamento. Este visa evitar o acúmulo de bactérias na boca do paciente, o que desencadearia o início de um processo infeccioso.

Por fim, é importante que o dentista também se faça presente nos períodos durante e após o término do tratamento. Essas etapas também fazem parte do protocolo odontológico para pacientes oncológicos.

Efeitos de tratamentos oncológicos na saúde bucal

Os tratamentos oncológicos podem causar efeitos negativos na saúde oral.

Entre eles, podemos citar:

  • Cárie dentária: em casos de graves, o tratamento odontológico em pacientes oncológicos com cárie dentária é o endodôntico. Além disso, se os dentes forem decíduos, pode ser recomendada a retirada do elemento da arcada dentária afetado.
  • Candidíase oral: a diminuição do fluxo de saliva durante o tratamento oncológico facilita o desenvolvimento de algumas infecções que afetam a boca. Exemplo disso é a candidíase oral, que é tratada com medicamentos antifúngicos. Em geral, essas infecções são responsáveis pela sensação de dor e queimação na boca.
  • Problemas periodontais: o desenvolvimento de alguns problemas periodontais, como o aparecimento de bolsas periodontais ou a mobilidade dentária também é comum em pacientes oncológicos. Dessa maneira, nesses casos, é recomendada a realização de tratamento com raspagem e alisamento radicular.
  • Xerostomia: a xerostomia é caracterizada pela sensação de boca seca. Para minimizar o problema, alguns médicos costumam recomendar o uso de salivas artificiais e a maior ingestão de líquidos.
  • Mucosite oral: outro problema odontológico comum durante o tratamento de um câncer é a mucosite oral. O médico dentista deve eliminar o foco infeccioso e prescrever medicamentos anti-inflamatórios. Contudo, o problema pode persistir durante o tratamento.

Para evitar o desenvolvimento desses e de outros problemas orais, além de suas complicações, o profissional da área da odontologia oncológica deve aprofundar seus estudos e conhecer o estado de saúde de seus pacientes.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!