Leucemia inicia seus sintomas na cavidade bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A leucemia é um câncer que atinge a formação dos glóbulos brancos, que agem no sistema imunológico

Diversas patologias sistêmicas manifestam-se pela boca, e a leucemia é uma delas.

É preciso identificar a leucemia o quanto antes, já que seu tratamento é complexo.

A leucemia é um tipo de câncer que afeta a produção de glóbulos brancos (leucócitos), que são produzidos pela medula óssea e que atuam no sistema imunológico com a função de combater microrganismos estranhos.

A doença faz com que os glóbulos brancos fiquem prematuros e deficientes, se acumulando na medula óssea, o que prejudica a formação de outras células sanguíneas também, como os glóbulos vermelhos (hemácias) e as plaquetas.

Categorias da Leucemia

A categorização do problema é feita a partir da velocidade que o câncer progride e de quais células foram acometidas.

Leucemia mieloide crônica

Costuma aparecer mais em adultos. Ela se desenvolve de maneira lenta. O tratamento normalmente é feito com o uso de medicamentos pelo restante da vida.

Leucemia linfoide aguda

Como é aguda, progride rapidamente. Aparece tanto em adultos quanto em crianças. O tratamento envolve radioterapia e quimioterapia. E quando esses métodos não conseguem curar a doença, é necessário realizar o transplante de medula óssea.

Leucemia linfoide crônica

Atinge normalmente as pessoas que possuem uma idade mais avançada. Ela se desenvolve vagarosamente. Há casos em que não há a necessidade de tratamento.

Leucemia linfocítica granular T ou NK

Mesmo que sua evolução seja demorada, se não for diagnosticada rapidamente, posteriormente pode ser difícil de ser tratada.

Leucemia agressiva de células NK

Esse grau geralmente está associado ao vírus Espstein-Barr, da família Herpesviridae, o mesmo que causa a mononucleose. A terapia é efetuada por meio de quimioterapia.

Leucemia de células T do adulto

Provocado pelo vírus HTLV-1, um retrovírus da mesma família do HIV. Ele infecta a célula T da pessoa, um linfócito impostante para o sistema imunológico.

Por ser grave, seu tratamento dificilmente surte efeito. O paciente deverá realizar sessões de quimioterapia, radioterapia e futuramente transplante de medula óssea.

Leucemia de células pilosas

Faz parte do tipo crônico. Afeta mais homens adultos.

Causas da Leucemia

Não se trata de uma doença genética. Portanto, não é hereditária. Ela é ocasionada por erros na replicação celular, assim como os outros tipos de neoplasias.

Embora exista alguns fatores de risco que podem ajudar a desencadear o problema, não há uma etiologia definida.

Fatores de risco

  • Paciente que já tenha feito tratamento de câncer;
  • Distúrbios genéticos;
  • Exposição a produtos químicos;
  • Tabagismo.

Sintomas da doença

Os principais sintomas da leucemia são o acúmulo de células na medula óssea. Isso interfere na produção de glóbulos vermelhos, de glóbulos brancos e de plaquetas. Por essa razão, é comum o paciente ter anemia, infecções e hemorragias.

A intensidade dos indicativos variam de acordo com a gravidade do problema.

Os outros sintomas são:

  • Febre acompanhada de calafrios;
  • Fadiga;
  • Mal-estar;
  • Perda de peso;
  • Aumento do fígado ou do baço;
  • Infecções recorrentes;
  • Sangramentos espontâneos;
  • Pequenas manchas vermelhas na pele;
  • Sudorese;
  • Dores nas articulações e nos ossos.

Diagnóstico da patologia

A melhor forma de diagnosticá-la é através de exames de sangue ou de teste de medula óssea.

No hemograma, o médico verificará os níveis dos glóbulos e das plaquetas no sangue. No teste de medula, procurará por células de leucemia.

Tratamento da neoplasia

Os tratamentos mais comuns são:

  • Quimioterapia;
  • Radioterapia;
  • Transplante de medula óssea;
  • Medicamentos (Androcortil, Betatrinta, Betametasona, Celestone, Decadron, Dexametasona, Diprospan, Duoflam, Prednisolona, Predsim e Prednisona).

É importante ressaltar que a dosagem e a indicação dos remédios só pode ser feita por um médico.

Relação da Leucemia com a odontologia

As manifestações orais da leucemia são as precursoras da doença, ou seja, os sintomas dessa neoplasia se iniciam na cavidade bucal, principalmente nos casos agudos, que facilmente deixam a gengiva sangrando.

A gengiva costuma ter um aumento de sua papila interdental e de sua parte marginal. Ela fica fragmentada e sangra excessivamente. É frequente que haja gengivite, acompanhada de inchaço, hemorragia gengival e ulcerações. Esse último acontece em todos os tecidos moles da mucosa.

Como o paciente está com a imunidade baixa, além da gengivite, os sintomas orais da leucemia mais ocorrem são:

O tratamento da doença também costuma deixar a pessoa suscetível a esses problemas citados. Assim, é fundamental que exista uma abordagem multidisciplinar para diminuir os danos causados pela leucemia ao paciente.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.