Citomegalovírus é bastante perigoso em recém-nascidos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda um pouco mais sobre o processo infeccioso e seu tratamento

Apesar de ser um organismo que afeta muitas pessoas, grande parte dos acometidos não se dá conta de que é portador do Citomegalovírus. Isso acontece, pois a infecção é assintomática.

Entretanto, é sempre bom ficar muito atento! Após entrar em contato com o nosso organismo, o citomegalovírus permanece ali durante o resto de nossas vidas, alternando os períodos de ativação.

Citomegalovírus, também chamado de CMV, é o vírus da mesma família da herpes simples. Ele pode afetar humanos, macacos e até mesmo roedores.

Transmissão e Sintomas do Citomegalovírus

O CMV pode ser transmitido de diversas formas, sendo as principais delas por via oral e nasal. Isso pode ocorrer, principalmente, através de tosses, espirros e por meio da saliva.

Além disso, o sexo desprotegido também pode favorecer a propagação do microrganismo. Uma vez que o vírus está presente no sangue, uma simples transfusão sanguínea também contribui para sua transmissão.

O citomegalovírus ainda é extremamente resistente às condições ambientais. Portanto, ao entrar em contato com objetos contaminados, você também pode ser infectado.

Por fim, podemos citar a transmissão vertical, quando a gestante transmite o citomegalovírus para o seu filho por meio da amamentação.

Apesar de ser transmitido de diferente maneiras, é fundamental ressaltar que o vírus só passa de uma pessoa para a outra quando o indivíduo contaminado está com o período ativo.

Como já foi dito, na maioria dos casos a doença é assintomática. Entretanto, pode ser que o infectado apresente alguns sintomas, como:

  • Perda de apetite;
  • Hepatite;
  • Fadiga;
  • Dor de garganta;
  • Glândulas inchadas;
  • Febre.

Não é necessária tanta preocupação uma vez que os sintomas costumam durar, em média, 1 semana. Caso persistam, procure seu médico ou vá atá uma emergência de um hospital.

Citomegalovírus em Crianças e Bebês

Durante a gravidez, esse vírus pode ser detectado através dos exames do pré-natal, geralmente sendo inofensivo. Principalmente quando a mulher foi infectada ainda antes de engravidar.

Entretanto, quando a mãe é infectada durante a gestação, o vírus pode causar problemas como microcefalia e surdez.

A criança que nasce infectada aparenta ser saudável. Porém, pode apresentar uma série de complicações, como icterícia, manchas de pele, baço e fígado com tamanho irregular, pneumonia e convulsões.

Além disso, os bebês infectados correm risco de apresentar retardo mental e atraso na formação. No âmbito odontológico, a infecção ainda pode desencadear a malformação dentária e das estruturas bucais.

Como Evitar a Contaminação?

Um fator primordial para se prevenir contra a contaminação pelo citomegalovírus é realizar uma higiene pessoal adequada.

É importante lavar muito bem as mãos antes e depois de ir ao banheiro ou trocar a fralda de crianças. Também é válido higienizar bem os alimentos antes de consumi-los.

Você ainda deve evitar dividir objetos pessoais com outras pessoas e sempre utilizar preservativos em suas relações sexuais.

Existe Tratamento Para o Problema?

Ainda não foi descoberta uma maneira de expulsar o vírus de nosso organismo. Entretanto, adolescentes e adultos não necessitam de nenhum tratamento específico.

O problema acontece quando o vírus acomete os recém-nascidos e pessoas com imunidade baixa ou comprometida.

Nesses casos, o tratamento deve ser realizado principalmente com o uso de antivirais e varia de acordo com o sintoma e gravidade da infecção por citomegalovírus.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.