Biopsia excisional é indicada para concluir diagnósticos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como a biopsia excisional está relacionada com a área da odontologia

Durante a confirmação de diagnósticos odontológicos, os profissionais recorrem a exames específicos. A biopsia excisional é um exemplo.

É por meio da biopsia excisional que o profissional consegue planejar o melhor tratamento para o quadro clínico do paciente.

Biopsia excisional é um procedimento cirúrgico no qual ocorre a retirada total de uma lesão para futura análise.

Se você ficou interessado pelo tema, então leia este artigo até o fim! Vamos tirar todas as suas dúvidas e mostrar curiosidades sobre a a biopsia excisional na odontologia.

Quando a Biopsia Excisional é Recomendada?

A primeira informação que devemos saber é que os profissionais da odontologia pedem pela realização dessa biopsia como um exame complementar.

Dessa forma, ela é feita após a conclusão sem diagnóstico certeiro do exame clínico.

Mas, o que é o exame clínico? Bom, a resposta é simples: o exame clínico é o método de perguntas e análises bucais realizados no próprio consultório odontológico.

Esse exame é dividido em anamnese e exame físico.

Durante a anamnese, o profissional faz uma entrevista com o paciente perguntando sobre possíveis sintomas e informações importantes sobre o paciente, como a identificação dele.

Além disso, é durante a anamnese que o dentista confere e avalia o histórico odontológico do paciente. Assim, ele consegue saber quais diagnósticos e tratamentos o paciente já teve.

No exame físico, o profissional estuda toda a região anatômica da cavidade bucal. Isso é realizado a partir de manobras de semiotécnica, como:

  • Inspeção;
  • Palpação;
  • Percussão;
  • Auscultação; e
  • Olfação.

Assim que o profissional terminar a fase do exame clínico e não ter um diagnóstico completo, ele pode pedir pelos exames complementares. Dessa forma, a biopsia é recomendada.

Indicações do Procedimento Excisional

Como já vimos, a biopsia é recomendada após o exame clínico como um exame complementar para a confirmação do diagnóstico. Agora vamos descobrir quais são as indicações para o profissional escolher a biopsia excisional.

  • Lesões pequenas; e
  • Lesões que permitem o acesso completo e fácil dos instrumentos.

Quando o profissional se deparar com qualquer uma dessas situações, ele pedirá pelo procedimento da biopsia excisional na boca.

Como é Realizada o Procedimento Cirúrgico?

O procedimento cirúrgico de remoção total do tumor é, na maioria dos casos, realizada no próprio consultório do dentista. Importante: para a realização do procedimento, todo o ambiente precisa estar esterilizado e limpo.

Além do ambiente, todos os materiais também devem estar limpos.

Para a retirada total do tumor o profissional utiliza os seguintes instrumentos:

  • Seringa carpule;
  • Agulha;
  • Cabo de bisturi;
  • Lâmina número 15;
  • Punch;
  • Porta agulha;
  • Pinça hemostática; e
  • Tesoura.

Quando o profissional terminar de remover toda a lesão do corpo do paciente, ele separa o material coletado. Depois, essa coleta é enviada para um laboratório especializado em análises.

O responsável pela análise da biopsia no laboratório é o patologista bucal. Ele faz o estudo e laudo histopatológico da lesão. Isso é realizado por meio de avaliações microcópias, por exemplo.

A liberação dos resultados das análises varia de acordo com alguns fatores, como:

  • Urgência do pedido;
  • Disponibilidade do laboratório; e
  • Dificuldade de análise do material.

Apesar disso, a maioria dos resultados ficam prontos após duas semanas do pedido ser enviado para o laboratório.

Assim que os resultados ficam prontos e são liberados, o paciente deve voltar a marcar uma consulta com o dentista. Dessa forma, o profissional avalia os resultados e consegue realizar o diagnóstico completo.

Quando o diagnóstico estiver completo, agora é só o profissional planejar o melhor tratamento.

Outros Tipos de Biopsia

Nós já vimos que os profissionais da odontologia pedem por biopsias para realizar a conclusão de um diagnóstico.

Dessa forma, eles conseguem identificar com precisão qual a alteração na cavidade bucal que está comprometendo a saúde do paciente.

Inclusive, também já sabemos que o procedimento excisional na boca é um dos tipos de biopsias pedidos pelos profissionais. No entanto, os dentistas podem pedir por outros tipos de procedimentos.

Isso acontece porque cada paciente apresenta alterações com características diferentes.

Dessa forma, cada alteração pede por um método de diagnóstico distinto. Por isso, além da excisional na boca, os profissionais pode recomendar a biopsia incisional.

Enquanto a excisional é realizada com a retirada total do tumor, a incisional é feia apenas com a retirada parcial do tumor. Ou seja, a incisional retira apenas fragmentos da lesão.

Indicações da Incisional

A incisional é recomendada a partir do mesmo processo que a excisional. Ou seja, após a realização dos exames clínicos.

Quando o profissional não consegue concluir o diagnóstico durante a anamnese ou o exame físico, ele pede pela biopsia incisional para confirmar o diagnóstico.

As principais indicações para a escolha da biopsia excisional são:

  • Lesões que não cicatrizam em até 15 dias;
  • Problemas que não conseguem se curar após o tratamento odontológico;
  • Lesões com causas desconhecidas;
  • Suspeitas de tumor;
  • Alterações nos tecidos bucais; e
  • Alterações nos ossos.

Como é Feita a Biopsia Incisional?

O processo é o mesmo da excisional. Dessa forma, o paciente precisa ir até o consultório odontológico para fazer a coleta. Com isso, o profissional retira a lesão, dessa vez, apenas uma parte dela.

A retirada é realizada com os mesmos instrumentos e materiais da excisional.

Lembrete: todos esses materiais e instrumentos devem estar esterilizados e limpos. Esses fragmentos coletados são mandados para o laboratório afim de serem analisados.

O patologista bucal estuda a lesão e manda os resultados de volta para o consultório. A partir disso, o paciente deve retornar ao consultório para a consulta de retorno.

Com os resultados já em mãos, o profissional conclui o diagnóstico. Por fim, o dentista começa a planejar o melhor tipo de tratamento para o quadro clínico do paciente.

Agora que você já conhece sobre todos os exemplos de biopsia, como a biopsia excisional. Dessa forma, você entende qual o melhor tipo para concluir qual o diagnóstico do seu quadro clínico.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.