Diferenças e semelhanças entre apertamento e bruxismo

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Apertamento dos dentes é um dos tipos mais comuns de bruxismo

O estresse do dia a dia pode se manifestar na boca, em problemas como o apertamento e o bruxismo nos dentes.

O que muitos não sabem é que apertamento e bruxismo não são a mesma coisa. Vamos descobrir suas diferenças e semelhanças?

Apertamento é o hábito de apertar os dentes da arcada superior e inferior. Ele é involuntário, ou seja, acontece de forma inconsciente e pode trazer prejuízos para a saúde bucal.

É comum que o hábito se manifeste durante a noite, enquanto a pessoa dorme. Porém, também são possíveis casos nos quais as pessoas apertem os dentes durante o dia, mesmo involuntariamente.

Diferenças entre apertamento e bruxismo

O hábito de ranger os dentes, também conhecido como bruxismo comum, e o apertamento dentário podem parecer exatamente a mesma coisa, mas não são.

A principal diferença está justamente no tipo de movimento realizado inconscientemente. Quando falamos em bruxismo comum, a prática consiste em ranger os dentes uns contra os outros.

Já no caso do apertamento, os dentes são pressionados uns contra os outros. Desse modo, o apertamento dos dentes é considerado um tipo de bruxismo.

Causas do apertamento

Assim como o bruxismo, o hábito de apertar os dentes está relacionado à situações de estresse e ansiedade. Além disso, alguns outros fatores podem provocar o problema, como:

  • Problemas respiratórios, como ronco e apneia do sono;
  • Alinhamento anormal dos dentes superiores e/ou inferiores (má oclusão);
  • Resposta à dor de ouvido ou dor de dente (principalmente em crianças);
  • Refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca;
  • Efeito colateral incomum de alguns medicamentos psiquiátricos, como certos antidepressivos;
  • Complicação de uma doença, tal como a doença de Huntington ou doença de Parkinson;
  • Uso de medicamentos como Fluoxetina, Paroxetina, Venlafaxina.

Consequências do apertamento

A principal consequência dessa disfunção é o tipo de desgaste dentário conhecido como abfração.

A abfração é um processo de perda da estrutura dental relacionada ao estresse oclusal, levando ao deterioramento do esmalte dentário.

Dessa maneira, o dente afetado apresenta um defeito bastante visível de contorno na junção cemento-esmalte, que é a região entre a coroa e a raiz do dente.

Ainda, o problema pode desencadear uma Disfunção na Articulação Temporomandibular (DTM).

A Articulação Temporomandibular (ATM) liga a mandíbula ao crânio. Ela é responsável por toda a movimentação do maxilar inferior.

Quando ocorre uma disfunção nesse sistema, os principais sintomas são dor de cabeça crônica, maxilar travado, deslocamento da mandíbula e problemas de encaixe entre os dentes.

Ademais, outras consequências negativas de ranger ou apertar os dentes são:

  • Dentes achatados, fraturados, lascados ou soltos;
  • Aumento da sensibilidade dentária;
  • Dor que se sente como se fosse uma dor de ouvido – mas que na verdade é resultado de bruxismo;
  • Recuos de língua.

Tratamentos do apertamento

O bruxismo não tem cura, por isso seu tratamento tem como objetivo aliviar a dor e evitar problemas nos dentes. Para isso, é recomendado buscar ajuda de um profissional da odontologia.

Uma equipe multidisciplinar também pode ser montada, uma vez que o problema pode estar associado à problemas psicológicos.

Um dos tratamentos mais comuns é a utilização de uma placa miorrelaxante feita em acrílico durante o sono.

Ela atua protegendo os dentes do desgaste e seu objetivo é minimizar os sintomas do bruxismo.

Procurar um médico dentista também é indicado para tratar os efeitos negativos provenientes do apertamento, como o desgaste dentário.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.