Acetato é utilizado na produção de alinhadores transparentes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda como o acetato pode favorecer pacientes que optam por um tratamento ortodôntico discreto

O acetato pode ser utilizado para os mais variados fins na indústria. Até mesmo a sua nomenclatura é definida de acordo com a função a que pertence.

Assim, podem existir diversos tipos de acetato, como o de sódio, de etila, de potássio, de celulose, entre muitos outros. Além disso, é interessante ressaltarmos que o componente também é bastante utilizado na odontologia.

Acetato é um composto químico relativamente famoso, expresso pela fórmula CH3COO-. Ele também é conhecido como etanoato, e pode ser um íon de sal orgânico, éster ou base conjugada de ácido acético.

Tipos

Antes de qualquer coisa, é importante saber que para que a produção do acetato seja possível, bilhões de quilogramas de ácido acético são gerados na indústria anualmente.

Além disso, o produto também pode ser encontrado na natureza. Ele se apresenta na forma de um bloco, fundamental para a realização da biossíntese.

Em ambos os casos, ele se desenvolve de diversas maneiras.

Entre as principais delas, podemos citar:

Acetato de Etila

O acetato de etila é classificado como éster. Ele é bastante utilizado na indústria como um dos principais componentes de essências de frutas ou até mesmo solvente de esmalte.

Acetato de Sódio

Trata-se de um composto cristalino e incolor. Geralmente, ele é encontrado na forma de sal anidro, sendo muito utilizado na indústria farmacêutica, de produtos alimentícios e até na fabricação de alguns tipos de sabão.

Além disso, ele pode ser usado em alguns experimentos realizados em laboratórios. O nutriente possui certas propriedades que possibilitam que ele influencia no nível de pH de determinadas soluções.

Acetato de Celulose

O seu nome é derivado do processo pelo qual ele é formado. Trata-se de um reação entre três componentes: o anidrido acético, o ácido acético e a celulose.

Trata-se de uma substância bastante valorizada na indústria têxtil e na fabricação de filtros de alta absorção, como o utilizado no cigarro, por exemplo.

Fora isso, no passado, o acetato de celulose era empregado na manufatura de filmes fotográficos. Entretanto, com o passar do tempo foi substituído pelos fios de nylon.

Acetato de Potássio

Este composto iônico costuma se apresentar na forma de cristais ou pequenos blocos brancos. Ele é obtido através da neutralização do ácido acético. É considerado quimicamente como uma base fraca.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre os tipos de acetato, deve estar se perguntando: qual é o papel desta substância na odontologia? Bom, é sobre isso que iremos falar agora. Acompanhe!

Relação Entre Acetato e Odontologia

A odontologia utiliza o acetato transparente para o desenvolvimento de alinhadores removíveis. Estes instrumentos atuam, principalmente, como uma alternativa discreta ao tratamento ortodôntico convencional.

E você sabe o motivo do acetato ser a substância escolhida?

Para começar, ele é um material extremamente firme. Além disso, apresenta propriedades que possibilitam que ele se adapte a superfícies dentárias, conseguindo movimentá-las.

O material ainda se aplica aos dois arcos de nossa arcada dentária, o que facilita a realização do tratamento em todos os dentes do paciente.

Então, que tal conhecermos um pouco mais sobre os alinhadores removíveis, para que possamos ter noção da importância do acetato na odontologia?

Como Ele é Produzido?

Antes do início do tratamento, é necessária a realização de uma análise geral do paciente. Isso envolve fotos, raio x panorâmico, escaneamento e moldagem em silicone.

A partir disso, é possível ter uma ideia de como o procedimento se desenvolverá e qual será o seu tempo de duração. Isso tudo poderá ser observado a partir de uma tecnológica simulação 3D.

Assim, o paciente e o dentista entram em um acordo, e é possível desenvolver a placa de acetato, como também é conhecido o alinhador transparente.

Ele não pode ser produzido no consultório odontológico. O dentista deve enviar as informações de seu paciente para um laboratório especializado, onde o aparelho transparente será manufaturado.

Como é o Tratamento?

Não é possível estipular um tempo médio de duração para o tratamento, uma vez que ele varia de pessoa para pessoa, dependendo do tipo de problema dentário que cada uma apresenta.

A contenção ortodôntica, diferente de um aparelho convencional, funciona a partir de trocas sequenciais.

Ou seja, ao invés de apenas realizar ajustes no alinhador, ele é trocado de tempos em tempos, de acordo com a movimentação dentária do paciente.

Assim, os movimentos dentários são estimulados, cada vez mais, a partir de um novo alinhador, a partir de um prévio planejamento efetuado pelo ortodontista.

Quais são os cuidados necessários com o alinhador?

Como a contenção pode manchar com o decorrer do tempo, o ideal é que durante o período de utilização dela você evite o consumo de alguns alimentos, como por exemplo:

  • Refrigerante;
  • Café;
  • Vinho;
  • Açaí;
  • Alimentos com corante.

Além disso, hábitos como o tabagismo, por exemplo, podem prejudicar a integridade do aparelho. Assim, higienizar o alinhador de maneira correta é fundamental. Mas como devo fazer isso?

Como Higienizar o Alinhador?

Assim que você for escovar os dentes, é ideal que você também higiene e limpe o seu alinhador para evitar o aparecimento de manchas. Por isso, tire ele da boca e passe uma escova ao seu redor.

Tente limpar todos os lados do aparelho. Lembre-se de fazer movimentos suaves e circulares. Uma dica valiosa é não escovar de maneira brusca, isso porque o aparelho pode sofrer desgastes quando o atrito é muito agressivo.

Além disso, devemos lembrar que é importante você guardar o aparelho em alguma “caixinha” quando não estiver com ele na boca. Dessa forma, ele fica protegido e você pode fazer as suas tarefas sem se preocupar.

Ainda é válido lembrar que você não deve deixar a higiene oral de lado. Portanto, escove os dentes ao acordar, depois de todas as refeições e antes de dormir.

Você também deve utilizar o fio dental e, caso julgue necessário, utilizar um enxaguante bucal, de preferência que não contenha álcool. Além de ajudar na limpeza ele ainda combate e previne a halitose.

Agora você já conhece a importância do acetato para tratamentos ortodônticos na odontologia, podendo favorecer pacientes que queiram corrigir sua arcada dentária de uma maneira mais discreta.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!