Sondagem periodontal ajuda a encontrar anomalias gengivais

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda como o procedimento deve ser realizado e aprenda a deixar sua gengiva saudável

Todo profissional qualificado possui em seu kit odontológico uma sonda periodontal. É a partir desse instrumento que o dentista consegue realizar a sondagem periodontal em seus pacientes.

A sondagem periodontal é um procedimento extremamente comum e bastante realizado em consultas de rotina em clínicas e consultórios odontológicos.

Sondagem periodontal é a investigação da condição periodontal do paciente. Ela é realizada através da sonda periodontal, um instrumento milimetrado, que serve para medir os parâmetros gengivais.

Como é feita a sondagem periodontal

O ideal é que a sonda sempre seja introduzida paralelamente ao extenso eixo dental localizado entre o epitélio oral do sulco e o epitélio juncional.

Esse exame periodontal deve ser iniciado na distal de um dente e se direcionar a mesial do mesmo. Os movimentos devem ocorrer de forma contínua ou com pequenos saltos de um ponto para o outro.

É importante frisar que, em situação alguma, o profissional pode retirar a sonda completamente do sulco. Assim, ele previne que haja sangramento no tecido gengival.

Tudo sobre a sonda periodontal e suas funções

A principal função da sonda periodontal milimetrada é obter as medidas de profundidade clínica de sondagem e o nível de inserção clínica. Alguns de seus outros usos são:

  • medir o tamanho do espaço onde há faltas dentais com a boca fechada para sabermos se cabe um dente naquela região;
  • checar o espaço biológico em restaurações ou próteses próximas da gengiva;
  • saber quais tipos de componentes protéticos precisam ser usados em reabilitações com implantes dentários.

Além disso, o aparato é extremamente importante no diagnóstico de doenças periodontais. Uma vez que a gengiva sangre durante o processo de sondagem, ela pode ser considerada não saudável.

E obviamente, quando a gengiva está doente, ela necessita de tratamento periodontal. É comum que o dentista mostre esse sangramento ao paciente através de um espelho. Assim, o indivíduo tem maior conhecimento sobre o que se passa em sua cavidade bucal.

Outro detalhe importante é que para o sucesso dos procedimentos, a sonda deve ser delicada, fina, com pontas arredondadas e uma marcação fiel e precisa.

Como manter a gengiva saudável

Aqui listamos alguns passos para que você higienize sua gengiva de forma correta e mantenha ela saudável:

  1. Faça uma escovação suave. Se aplicar uma força excessiva, você machucará a gengiva. Esse é um dos fatores que podem desencadear uma gengivite;
  2. Passe o fio dental com suavidade também. Se preferir, use a fita em vez do fio. Afinal, esse tópico requer muita atenção pois há uma grande facilidade em machucá-la com ele;
  3. Se possuir aparelho ortodôntico e tiver dificuldades com o fio dental, faça uso da escova interdental. Ela permite uma manipulação fácil por ter uma haste acoplada;
    Ao fim, enxague a boca com antisséptico bucal sem álcool;
  4. Use escovas ultra-macias. Umas pessoas têm a gengiva mais sensíveis que as outras, por isso preferem utilizar as que possuem uma maciez maior;
  5. Priorize uma alimentação balanceada. Assim como também atinge os dentes, alimentos gordurosos e com alto teor de açúcar prejudicam a saúde da gengiva;
  6. Cuidado ao usar o palito de dente. Muitas vezes preferimos seu uso pelo comodismo. Normalmente é o primeiro instrumento que nos aparece depois de comermos. Entretanto, por ser pontiagudo, pode lesionar facilmente a gengiva;
  7. Hidrate-se. A água ajuda a produzir saliva, o que serve para balancear as bactérias da nossa boca;
  8. Por fim, vá ao dentista periodicamente. Ele realizará a sondagem periodontal, e caso verifique alguma anomalia, poderá aconselhá-lo da melhor maneira possível para manter a gengiva saudável.
Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.