Sonda Nabers: conheça seus diferentes tipos e funções

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Presente em procedimentos clássicos no dia a dia do cirurgião dentista, envolve algumas especificações

O implante dentário se tornou nos últimos anos um procedimento bastante comum nos consultórios odontológicos. Para realizá-lo é necessário o uso de diversos instrumentais, entre eles a Sonda de Nabers.

Assim como todos os equipamentos utilizados na rotina diária do dentista, ou mais especificamente em cirurgias, é fundamental que o profissional conheça e saiba utilizar a Sonda Nabers.

Sonda Nabers é usada para determinar a extensão da furca em dentes com múltiplas raízes. Essa sonda possui pontas curvas, conseguindo assim evitar danos aos tecidos moles durante os procedimentos. O instrumento possui ainda um cabo recartilhado redondo.

Para que serve uma sonda periodontal?

Sabemos que o periodonto consiste de estruturas que circundam e suportam os dentes, incluindo também a gengiva e o osso.

De maneira mais didática, ele é dividido em periodonto de proteção e periodonto de sustentação.

Dessa forma, o periodonto de sustentação são estruturas vinculadas à articulação dento-alveolar, e o de proteção à mucosa gengival.

Muitas vezes, é comum que esses tecidos passem por inflamações, o que conhecemos por periodontite ou ainda doença periodontal.

É nesse diagnóstico e remoção dos cálculos da inflamação que são utilizados instrumentos manuais, incluindo então a Sonda Nabers. Os principais instrumentais em periodontia são:

  1. Sonda exploradora milimetrada – sua função é sondar e medir o sulco gengival. Suas principais características são: ponta arredondada, circular em secção transversal e sua extremidade ativa é calibrada em mm ou colorida;
  2. Curetas – são utilizadas na remoção do cálculo e variam sua numeração de acordo com a região da arcada. Há as curetas conhecidas como universais e curetas que são específicas;
  3. Foice – são instrumentais indicados para a remoção de grandes massas de cálculos em áreas interproximas. Porém, só podem ser usadas em raspagem supragengival.

Como funciona a Sonda Nabers?

A função da sonda nabers nos tratamentos de implantodontia envolve sondar toda a extensão e a profundidade das lesões de furca.

Ainda assim, é também muito utilizada na sondagem de lesões de furca de ângulos diferentes, sejam eles tanto na região da mandíbula superior como na inferior.

Esse instrumental é ainda muito útil em casos que é necessário avaliar a profundidade das bolsas em nível de ligação, configurações anatômicas e sangramento gengival.

Principais tipos de sonda para furca

Existem diversas variações para esse caso, inclusive, uma delas é a Sonda Nabers para furca. Ficou curioso para saber mais sobre cada uma? Então vamos lá:

  • Nabers 1N – com uma superfície macie a não-calibrada, apresenta ângulos e curvas mais definidas e afiadas, usados para medir furcas mediais e mesiais nos molares;
  •  Nabers 2N –  também apresenta superfície macie a não-calibrada, possui uma curvatura mais rasa no acesso final de trabalho e acessa todas as furcas bucais;
  • Nabers Q2N – é diferenciado devido a sua cor, com seu código em 3, 6, 9 e 12 mm;
  • Sonda ZA2 – possui um diâmetro de 0.5mm e graduações em 2, 4 e 8 mm;
  • Sonda ZA3 – possui um diâmetro de 0.5 mm e graduações em 3, 6, 9 e 12 mm.
  • Sonda HO2 – é não-graduada e tem um diâmetro de 0.4 mm;
  • Sonda NS2 – é não-graduada e tem um diâmetro de 0.5 mm;
  • Sonda NP2C – tem um diâmetro de 0.5 mm e graduações em 3-5 mm.

Cada caso e cada paciente irá necessitar de tipos de instrumentos diferentes. Neste artigo explicamos sobre a sonda nabers, agora você já sabe como usá-la se necessário.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.