Residência multiprofissional impulsiona carreira do dentista

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como é a residência multiprofissional na área da odontologia

Impulsionar a carreira é o sonho de muitos profissionais da área da saúde. Na odontologia, um dos meios para conseguir se destacar na profissão é realizar a residência multiprofissional.

É com a residência multiprofissional que você consegue ter experiências em diversos campos de atuação. Dessa forma, você entende mais sobre cada especialização e garante conhecimentos importantes.

Residência multiprofissional é um programa no qual os jovens profissionais passam por diferentes área para se especializar.

Se você ficou interessado pelo tema, então fique ligado neste artigo! Isso porque vamos tirar todas as suas dúvidas e mostrar curiosidades sobre a residência multiprofissional em odontologia. Vamos começar!

Mais Sobre a Residência Multiprofissional

O programa de residência multiprofissional em saúde é realizado nas bases hospitalares ou universitárias e institutos. Todo o programa dura 2 anos e tem uma carga horária de 60 horas semanais.

Durante o período de residência, o jovem profissional tem contato com diferentes áreas e aprende muito sobre cada uma delas. Uma das grandes vantagens é que, no programa, o residente conhece na prática:

  • Técnicas práticas;
  • Procedimentos odontológicos; e
  • Como se relacionar com o paciente.

Importante: a aprendizagem na prática é muito importante durante a residência, tanto que o programa separa 80% do tempo para atividades práticas e 20% para a parte teórica.

Os jovens profissionais que realizam a residência têm altas chances de se qualificarem para o mercado de trabalho em área privadas ou pelo Sistema Único de Saúde também conhecido como SUS.

Um pergunta frequente é: eu recebo algum salário no período da residência? Na verdade, você não ganha um salário, mas sim uma bolsa.

O residente multiprofissional se inscreve para o programa de residência e, caso passe, o Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação financia a sua experiência.

Em uma média de preços, o residente recebe uma bolsa no valor de quase R$4.000,00.

Posso Trabalhar Durante o Período da Residência?

A resposta para essa pergunta é não! Isso porque como o jovem ganha a bolsa, ele deve se dedicar totalmente para o trabalho dentro do programa.

Dessa forma, enquanto você estiver atuando como residente durante os dois anos, você não pode realizar outras atividades.

Há casos em que a residência pode não ser de dedicação exclusiva. O ideal é sempre checar os editais e regras antes de realizar a inscrição.

Benefícios Dados aos Residentes Durante o Programa

Dentro do programa de residência o jovem profissional recebe, de forma obrigatória, alguns benefícios.

E quais benefícios são esses? Bom, fizemos uma lista com os direitos do residente. Eles são:

  • Uma folga semana;
  • Por ano, é possível tirar 30 dias consecutivos de férias- o residente pode dividir as férias em dois períodos equivalentes a 15 e 15 dias;
  • Supervisão de um profissional da área; e
  • Contato com tutor da instituição.

Vou Aprender em Quais Áreas na Residência Multiprofissional?

As vagas para diversas áreas são abertas nos editais. Por isso, o jovem residente garante várias oportunidades de trabalho. Algumas das principais áreas procuradas pelos profissionais são:

  • Especialista em dentística: o dentista restabelece a forma e a função do dente a partir de clareamentos e correções estéticas;
  • Cirurgião-dentista especializado em estomatologia: o profissional trata de doenças na cavidade bucal, como as DSTs;
  • Endodontista: o profissional foca em doenças na raiz e polpa dos dentes;
  • Dentista especializado em implantodontia: profissional que cuida das cirurgias de implantes;
  • Dentista especializado em prótese dentária: essa área trabalha com a produção e criação de próteses para substituição de dentes danificados;
  • Ortodontista: o dentista usa aparelhos para correção da posição dos dentes, e também de problemas de crescimento;
  • Periodontista: trabalha com gengiva e ossos da boca;
  • Dentista especialista em traumatologia e cirurgia bucomaxilofacial: foca com o diagnóstico e tratamento de traumas na boca e na face por meio de cirurgias;
  • Dentista especialista em odontogeriatria: trabalha com diagnóstico, prognóstico e tratamento para idosos;
  • Odontopediatra: trabalha com os diagnósticos, prognósticos e tratamentos para crianças; e
  • Odontologista em saúde coletiva: o profissional monta e organiza programas de assistência odontológica.

Mas lembre: você pode encontrar outros tipos de especializações de acordo com o local em que você trabalhará.

Além disso, o residente passa, em um primeiro momento, por diversas áreas. E em seguida, ele pode focar em uma área específica para a especialização.

Fique Atento às Inscrições!

Quando você estiver dentro do programa de residência em odontologia, você terá experiências que tornarão a sua carreira profissional muito valorizada.

Mas você pode até estar se perguntando: “como faço para entrar no programa?”. Bom, pode ficar tranquilo que nós tiraremos as suas dúvidas.

A primeira informação que você deve saber é que você precisará ser aprovado em um processo de seleção. Esse processo é realizado por instituições que disponibilizam esse tipo de programa.

Por isso, você deve ficar atento para o período de inscrição da instituição na qual você quer realizar a residência. Na maioria dos casos, a taxa de inscrição é de, em média, R$250,00.

Assim que você completar a sua inscrição, está na hora de se preparar! Você precisa estudar para todas as etapas do processo de seleção.

  • Provas;
  • Avaliação de currículo; e
  • Entrevista.

A prova é sobre conhecimentos gerais. Por isso, o jovem profissional deve estar preparado para lidar com questões que não necessariamente envolvem a sua especialização de preferência.

Como exemplo, podem ter questões de língua portuguesa na prova.

A outra parte da prova é composta por conhecimentos específicos. Dessa forma, o futuro residente responde questões relacionadas a conhecimentos aprendidos durante a faculdade de odontologia.

Análise de Currículo

Se você passar na prova, os recrutadores avaliarão o seu currículo. Por isso, faça um currículo com informações pertinentes, como:

  • Informações pessoais;
  • Objetivo profissional;
  • Qualificações;
  • Formação acadêmica;
  • Cursos livres;
  • Idiomas;
  • Experiência profissional; e
  • Outras experiências.

Durante a entrevista, o seu currículo servirá como apoio para os recrutadores verem se você está qualificado para atuar como residente na instituição.

Por isso, deixe o documento com uma aparência boa e se dedique ao preenchimento dele.

Além disso, se prepare para a entrevista! Conheça a instituição onde você atuará, estude sobre as suas atividades e busque por referências.

Com esses preparos, você consegue a vaga na residência multiprofissional! Assim, além de tudo o que você aprende na faculdade, você ganha mais experiências práticas e teóricas.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.