Conheça os 5 problemas ortodônticos mais comuns

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Aparelho dentário é o principal tratamento para problemas ortodônticos

Os problemas ortodônticos são bastante comuns. Eles levam muitos pacientes aos dentistas e movimentam o mercado de odontologia.

Você conhece as os principais tipos principais de problemas ortodônticos e suas consequências para a saúde bucal? Vamos conhecer detalhadamente cada um deles!

Problemas ortodônticos podem ser causados por traumas ou por questões genéticas. Em geral, eles causam dificuldades para as funções orais, como a fala ou a mastigação, além de desconfortos estéticos.

Ainda, se não forem tratados corretamente, podem provocar alterações esqueléticas corrigidas apenas de maneira cirúrgica.

Por isso, é importante que os possíveis problemas sejam detectados o mais rápido possível e recebam seu devido tratamento pelo dentista especializado em ortodontia.

Conheça abaixo quais são os principais problemas ortodônticos.

Principais tipos de problemas ortodônticos

Tratamento ortodôntico mais comum se utiliza de aparelhos dentários

1- Apinhamento dentário

A principal característica do apinhamento dentário são os dentes tortos e sobrepostos. Em geral, seu desenvolvimento está relacionado à questões genéticas, como o tamanho dos dentes ou dos ossos dos maxilares.

Além de representarem um problema estético, os dentes apinhados dificultam a realização de uma higiene bucal adequada, colocando em risco a saúde oral.

Para a sua correção, é indicado tratamento ortodôntico que se utiliza de aparelhos dentários. Os aparelhos podem ser fixos ou móveis.

Nos casos mais graves, os dentes apinhados devem ser extraídos e substituídos por próteses ou implantes dentários.

2- Mordida aberta

Esse tipo de má oclusão dentária tem como principal característica a falta de contato entre os dentes superiores e inferiores da arcada dentária, podendo serem estes os dentes anteriores ou os dentes posteriores.

Sua causa é frequentemente relacionada com problemas no desenvolvimento da estrutura óssea do rosto da pessoa. Por isso, se manifesta mais comumente em crianças.

Entre suas consequências negativas estão o desgaste dentário dos dentes sobrecarregados.

Além disso, pode desencadear outros sintomas como dores de cabeça e perda óssea. Em geral, a mordida aberta é tratada com o uso de aparelhos ortodônticos.

3- Mordida profunda

O segundo tipo de má oclusão dentária da lista é a mordida profunda. Ela é caracterizada por  dentes presentes na arcada superior tão grandes que chegam a encobrir os da arcada inferior.

Comumente, a causa da mordida profunda é genética e hereditária, podendo estar associado à extrusão dentária ou ao retrognatismo. Dessa maneira, seu tratamento depende do fator causador do problema.

Contudo, é comum que também sejam utilizados tratamentos com aparelhos dentários.

4- Mordida cruzada

A mordida cruzada é caracterizada pelo desalinhamento entre a arcada superior e a arcada inferior. Ela pode ser causada por questões genéticas.

Contudo, outros motivos também podem provocar seu aparecimento, como a respiração pela boca ou a perda precoce de dentes de leite ou o prolongamento de hábitos como chupar mamadeira.

Seu tratamento pode ser feito através de expansores palatinos, a remoção de dentes ou aparelhos ortodônticos. Em casos mais graves, há a necessidade da realização de procedimentos cirúrgicos.

5- Diastema

Esse é o mais inofensivo entre os tipos de problemas ortodônticos. Isso porque, em geral, o diastema não representa uma ameaça para o bom funcionamento da boca.

Caracterizado pelo presença de um espaço entre os dentes, o diastema pode estar relacionado à questões genéticas, como anomalias referentes ao freio labial ou má formação dos dentes.

Quando em crianças, pode acontecer de, posteriormente, com a erupção de dentes definitivos, a falha seja corrigida naturalmente.

Em adultos, os possíveis tratamentos estão relacionados ao uso de aparelhos de dente ou aplicação de lentes de contato dental, por exemplo.

Contudo, é importante ressaltar que o diastema pode facilitar o acúmulo de bactérias na boca e o desenvolvimento de cárie dentária.

Não esqueça de consultar seu dentista para conferir as melhores opções de tratamentos para algum problema ortodôntico.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!