Plágio acadêmico é atitude antiética em todas as áreas

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Conhecer técnicas e maneiras de como evitá-lo evita um estresse desnecessário

Apesar de ser algo antiético, o plágio acadêmico costuma ser algo bastante comum nas faculdades e universidades do Brasil. Nos cursos de odontologia, por exemplo, também há necessidade de coibir essa ação.

Considerado uma violação de direitos autorais, o plágio acadêmico causa complicações criminais e penais. Dizer que desconhece da lei não é aceito. Afinal, a lei é pública e explícita.

Plágio acadêmico é quando um aluno copia informações de livros ou da Internet, ideias, conceitos ou frases de outro autor sem lhe dar os créditos ou citá-lo como fonte de sua pesquisa.

O que é Plágio Acadêmico?

Basicamente, o plágio acadêmico envolve qualquer cópia, seja esta parcial ou total, de um conteúdo já existente, sem que os devidos créditos sejam dados ao autor.

O imediato contato por meio da tecnologia, a proximidade entre pesquisadores e o fácil acesso às revistas científicas tornam a troca de informações algo muito mais acessível.

Portanto, toda essa facilidade para encontrar informações, favorece práticas como o roubo de ideias, de forma consciente ou não. Essa prática têm resultados judiciais para profissionais ou estudantes.

Tipos de Plágio Acadêmico

Pode parecer confuso, mas existem diferentes formas de cometer um plágio em trabalhos acadêmicos. As práticas mais comuns são:

  1. Plágio Integral: envolve copiar palavra por palavra, sem fazer qualquer tipo de alteração, apresentando todo um trabalho ou apenas um trecho dele e não indicar a fonte original do texto;
  2. Paráfrase sem atribuir a fonte: parafrasear a maior parte de conteúdo de um texto sem acrescentar conteúdo próprio, também é considerado plágio. A paráfrase é um método muito utilizado pelos estudantes. Nesse caso, geralmente algumas poucas palavras do texto original são alteradas, mas a ideia do texto se mantém a mesma;
  3. Dados de pesquisas: sejam eles quantitativos ou qualitativos, quando o autor não é mencionado, é plágio. Ou seja, presentar dados de instituições, como o IBGE, a OMS ou que foram apurados por outros pesquisadores, e não mencioná-los no texto;
  4. Mosaico de plágios: copiar trechos de diferentes fontes, formando assim um mosaico. Porém, alterando frases ou palavras para disfarçar a cópia. Um exemplo é, juntar pequenos trechos de monografias variadas, de autores diferentes e uni-los como se fossem um conteúdo novo;
  5. Conteúdos visuais: imagens, fotografias, gráficos e desenhos também precisam de uma atenção. Uma tabela em um livro, por exemplo, quando copiada, é necessário que créditos de conteúdos visuais sejam atribuídos;
  6. Fontes inexistentes: nesse caso, seria como um processo inverso. Ou seja, uma citação é inventada e então, uma fonte qualquer é atribuída, podendo influenciar em diversos aspectos.

Plágio Acadêmico na Odontologia

Quando falamos de plágio na área de odontologia, há uma relação direta com a bioética. Esta área investiga todas as condições necessárias para uma administração responsável da vida humana, animal e ambiental.

Desse modo, alguns de seus princípios se mostram contra o plágio ou qualquer outro tipo de cópia, como:

  • Não mentir;
  • Não se apropriar da propriedade alheia;
  • Cumprir promessas;
  • Respeitar os direitos dos outros;
  • Não matar ou causar dano a outros.

Além disso, o Código de Ética Odontológico (CEO) é bastante rigoroso quando ao respeito ao pacientes e aos colegas profissionais. Sendo, portanto, contra o plágio acadêmico.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!