Piercing no dente traz prejuízos para a saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira possíveis riscos e cuidados com o piercing no dente

É sempre bom renovar o estilo. Tornar ele único e moderno é uma busca constante das pessoas. Por isso, muitas delas colocam piercings em diferentes partes do corpo, como o piercing no dente.

Apesar de ser charmoso e bonito, o piercing no dente pode causar prejuízos para a saúde bucal. Por isso, atenção! Converse com o seu dentista de confiança ante de colocar o acessório e tome cuidados especiais com a sua higiene.

O piercing no dente é um acessório colocado sobre o dente. Ele pode ser feito de diferentes materiais, como cristais e prata. Por isso, ele lembra uma pedrinha. Além disso, tem diferentes formas: bolinhas, quadrados, entre outras.

Ao contrário do piercing na boca, o do dente não perfura as camadas dentais, por isso o procedimento é indolor. O piercing dental é colado no dente com uma cola específica.

Além disso, é importante saber que o preço da aplicação varia em torno de R$100,00 e R$300,00. E, por não ser definitivo, o piercing tem durabilidade de 2 a 3 meses.

Como posso colocar piercing no dente?

É ideal que você procure por um dentista ou um profissional especializado para a colocação do piercing.

Assim, os materiais e cola usados na aplicação do piercing dental serão de confiança e confeccionados exatamente para esse procedimento. O processo inteiro dura apenas 5 minutos. As etapas da colocação são:

  1. Limpeza da cavidade bucal com um enxaguante bucal;
  2. Aplicação de uma substância que ajuda na fixação da cola;
  3. Secagem do dente;
  4. Aplicação da cola (resina);
  5. Aplicação do piercing escolhido pelo paciente na superfície do dente; e
  6. Durante 60 segundos, o profissional aplica uma luz específica sobre o dente para endurecer a cola e melhorar a fixação da pedrinha.

Pronto! Você está preparado para sair sorrindo por todos os lugares.

Riscos do piercing

Mesmo o piercing sendo um acessório, ele pode alterar a nossa saúde bucal. Isso porque ele está dentro da nossa boca e em contato direto com o nosso dente. Alguns dos problemas bucais causados pelo piercing são:

  • Dificuldade na hora da higiene: muitas pessoas ficam com medo de estragar a pedrinha. Mas, fique tranquilo! Com a aplicação correta por parte do dentista, o objeto não sairá;
  • Cárie: é uma lesão estrutural causada pela bactéria no dente. Ela perfura o esmalte do dente e placas duras e com coloração escura. Caso não tratada, pode causar o abcesso.
  • Placa Bacteriana: película grudenta e incolor formada por bactérias.
  • Doenças periodontais: elas têm três estágios- gengivite, periodontite e periodontite avançada. Representam alterações negativas na gengiva e nos ossos periodontais.
  • Mau hálito: cheiro desagradável que sai da boca.

Por isso, é importante que o piercing no dente e a saúde bucal sejam tratados de forma séria!

Caso queira retirar o acessório, é preciso que você vá até o dentista. Com as técnicas certas, ele irá tirar a pedrinha sem prejudicar o esmalte dentário.

Caso queira manter o piercing, tome cuidados com a higiene oral para evitar esses problemas.

Cuidados após a colocação

Com o piercing, você precisa tomar cuidados especiais com a higiene oral. Ter uma atenção com a saúde bucal é essencial para evitar problemas futuros. Por isso, separamos algumas dicas que podem ser necessárias para você!

Antes de colocar o piercing, converse com o seu dentista. Ele indicará os passos a serem seguidos cuidadosamente antes e depois do procedimento.

Os dentistas recomendam que você procure um profissional especializado na hora que for colocar no piercing. Cheque se os instrumentos estão todos esterilizados e o local está higienizado.

Para mais cuidados com o piercing na boca, fique atento ao período de cicatrização. Evite mexer no acessório, não fume e nem consuma alimentos muito gordurosos e duros.

Escove os dentes depois de acordar, depois das refeições e antes de ir dormir. Faça movimentos suaves e circulares em torno de todos os dentes.

Lembre de que escovar a língua também é importante. Mas, lembre: tente não passar a escova bruscamente na região do piercing.

O uso do fio dental pelo menos uma vez ao dia é recomendado pelos dentistas. Não use de forma bruta, mas é preciso que você limpe todo a área ao redor do dente e na gengiva.

O seu dentista pode passar algum enxaguante bucal ideal para você manter e completar a limpeza bucal todos os dias.

Na hora da alimentação, também é preciso ter uma dieta regulada. Consuma bastante vitaminas, nutrientes e se mantenha hidratado.

Essas dicas também garantem a manutenção do piercing dental e evitam desgastes.

Procedimentos estéticos

Caso você pense em colocar o piercing no dente por pura estética, fique atento! Ele não é um tratamento odontológico estético e pode trazer riscos à sua saúde bucal.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.