Mutilação facial pode deixar sequelas e deve ser tratada

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda como um cirurgião buco maxilofacial deve agir em casos de mutilação facial

Uma mutilação facial é um problema terrível e que provoca diversos danos e dores no paciente. Nessas ocasiões, o encarregado em tratar o problema é o cirurgião buco maxilofacial.

Esta especialidade odontológica é responsável por tratar uma mutilação facial e outros traumas severos na face dos pacientes.

Mutilação facial ocorre quando o paciente é acometido por traumas graves na região da face ou da cavidade oral. Ela pode ser desencadeada por distúrbios de desenvolvimento, fissuras labiais e, até mesmo, agressões.

Sobre a Cirurgia e Traumatologia Buco Maxilofacial

Cirurgia e traumatologia buco maxilofacial é uma especialidade da odontologia que trata cirurgicamente as doenças da cavidade bucal, face e pescoço.

Essas patologias envolvem traumatismos e deformidades da face, maxilar, da mandíbula, e do trágus a pirâmide nasal. Portanto, é o ramo da odontologia que está mais perto da medicina.

Muitos hospitais contam com estes cirurgiões. Em casos de grandes abscessos, quando atingem as estruturas do pescoço, normalmente são eles os mais indicados para fazer a drenagem.

O curso para se especializar nesta área tem como duração média três anos com aulas em módulos mensais. Além disso, pode ser feito por qualquer dentista formado.

Confira as principais procedimentos que o futuro cirurgião deve estar apto a realizar:

  • Realizar tratamentos como implantação de materiais aloplásticos destinados a suportar próteses;
  • Instalação de implantes, de enxertos, de implantes e de reimplantes;
  • Solucionar problemas relacionados à apneia do sono;
  • Realização de biópsias;
  • Cirurgia ortognática;
  • Tratamentos de traumas;
  • Cirurgias de tumores cistos;
  • Patologias das glândulas salivares;
  • Cirurgias da articulação temporomandíbula (ATM)

Como o Profissional Deve Proceder em Casos de Mutilação Facial?

O ideal é que o dentista, ao receber pacientes mutilados faciais, consiga reabilitá-los ou orientá-los a procurar um serviço especializado para o problema em questão.

É bastante comum que em casos de mutilação facial mais suave, o paciente se encaminhe a um dentista e não a um cirurgião bucomaxilofacial.

Nestes casos, o dentista que atender pacientes com mutilações na face, principalmente com perda substancial da mandíbula e maxila, deve ter total conhecimento do trabalho do especialista em prótese buco maxilofacial.

Este profissional é um cirurgião-dentista que tem todos os conhecimentos odontológicos, mas que se dedicou ao estudo do comportamento de biomateriais que podem substituir um órgão da face.

O protesista buco maxilofacial tem conhecimento e relação com profissionais de várias especialidades, como médicos oncologistas, cabeça e pescoço, pediatras, etc.

Além disso, ele também saberá indicar outros profissionais da saúde que precisam estar envolvidos na reabilitação dos pacientes, como nutricionistas, fonoaudiólogas e fisioterapeutas.

Portanto, traumas que geram mutilações devem ter um tratamento interdisciplinar com a atuação de vários especialistas. Dos dentistas generalistas à especializados em próteses buco maxilofacial.

O intuito deste formato é oferecer uma reabilitação buco maxilofacial otimizada e humanizada.

Quais São as Habilidades de um Cirurgião Buco Maxilofacial?

Um cirurgião buco maxilofacial deve entender que seu trabalho vai além de suas habilidades técnicas.

Esta especialidade requer apreço humano e empatia por conta do grau delicado que estão inseridos os pacientes.

É importante que seja compreensivo e entenda detalhadamente as preocupações, buscando a relação mais transparente possível com quem está fazendo a consulta.

Além disso, a cirurgia buco maxilofacial é uma das mais comunicativas da área. Ela está a todo instante dialogando com profissionais de outras medicinas.

Como os de fisioterapia, de oncologia, de psicologia, e até mesmo de cirurgia plástica. Assim, consegue propor um tratamento apropriado e efetivo a todos os pacientes.

Desse modo, notamos que tudo está conectado para dar ao paciente os melhores resultados e restabelecer a saúde.

Sem contar a autoestima, que consequentemente interfere na qualidade de vida e pode ser afetada por uma mutilação facial.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.