Maxilar quebrado pode prejudicar a fala e a mastigação

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Cirurgião buco maxilofacial é o especialista recomendado para casos de maxilar quebrado

O maxilar é um osso essencial para o bom funcionamento da cavidade bucal em todas as suas funções, como a fala e a mastigação. Trata-se da estrutura que suporta os dentes superiores da boca. Dessa forma, o maxilar quebrado pode significar grandes prejuízos às atividades desempenhadas por esse osso.

Apesar da fratura nessa região tão importante da face ser considerada perigosa e por vezes grave, estatisticamente falando, ter o maxilar quebrado não é algo incomum. Por isso, mediante qualquer sinal anormal, é preciso procurar imediatamente um especialista.

Ter o maxilar quebrado significa fraturar o osso maxilar, podendo, por isso, notar fortes dores também na face, uma vez que é possível que as fraturas se estendam pela fronte do crânio.

O Que Pode Causar uma Fratura no Maxilar?

Da mesma forma que ocorre com a fratura na mandíbula, o maxilar normalmente é fraturado devido a fortes impactos direcionados a essa região. Portanto, pode ser a causa da quebra do maxilar:

  • Acidentes de trânsito;
  • Traumas durantes práticas esportivas;
  • Agressões físicas;
  • Quedas de altura.

Ainda é possível que uma fratura no maxilar seja causada por extrações dentárias mal realizadas ou, raramente, por conta de tumores no osso ou necrose óssea.

É comum que esse tipo de fratura também seja considerada como fratura facial, uma vez que o osso maxilar abrange grande parte da região frontal do rosto.

Envolvendo desde o suporte dos dentes superiores, seio da face e fazendo comunicação com a cavidade nasal.

As fraturas da face que são resultado de uma grau de força substancial fazem parte da classificação de LeFort, enquadrando-se nas categorias abaixo:

  1. Fratura que se estende através do maxilar;
  2. A fratura se estende desde a parte inferior de uma bochecha, até e ao longo da ponte nasal e, ainda, até a parte inferior da outra bochecha;
  3. Fratura que se estende ao longo da ponte nasal e ossos em volta dos olhos.

Como Saber se Meu Maxilar Está Quebrado?

Caso sofra uma ou mais fraturas após uma pancada no maxilar, não será difícil percebê-las, já que podem provocar fortes dores.

Os sintomas percebidos são normalmente:

  • Dor;
  • Visão dupla;
  • Dormência facial;
  • Afundamento do globo ocular;
  • Trismo (incapacidade de abrir a boca completamente);
  • Alterações oclusais;
  • Deformidade facial;
  • Sensibilidade na região;
  • Hemorragia interna;
  • Edema.

Vale lembrar que nem sempre todos os sintomas apresentados acima podem ser observados. Contudo, sob qualquer sinal de anormalidade, o indivíduo deve procurar ajuda especializada.

Estou Com o Maxilar Quebrado, e Agora?

Mediante a anormalidades na região, ou caso realmente perceba que está com o maxilar fraturado, o especialista procurado para avaliar, diagnosticar e tratar do caso é o cirurgião buco maxilofacial.

A consulta imediata é recomendada, já que a demora pode acarretar inflamações e complicações ao caso.

O especialista realizará exames de imagem para diagnosticar a fratura. Se constatada, será necessária uma avaliação para definir o método de tratamento que normalmente é cirúrgico.

O tratamento cirúrgico é realizado essencialmente quando são observadas complicações, como dormência facial, trismo ou deformações da face.

O especialista também tratará dos possíveis problemas oclusais observados após esse tipo de fratura, como a mordida aberta.

A cirurgia para maxilar quebrado tipicamente envolve a fixação de parafusos e placas. Posteriormente, pode ser necessário realizar, por alguns dias, a imobilização dos maxilares para a completa recuperação do paciente.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!