Má higiene bucal: o que é e como reverter essa situação?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

O cuidado com a saúde bucal através de uma boa higiene é um ponto essencial para evitar o desenvolvimento de problemas

Desde pequenos somos ensinados que devemos escovar os dentes e tomar cuidados com a saúde oral. Contudo, com o passar dos anos, normalmente as pessoas começar a relaxar, fazendo uma má higiene bucal.

Quadros de má higiene bucal são extremamente maléficos para todas as pessoas, pois são porta de entrada para o desenvolvimento de bactérias, causando doenças bucais, como a gengivite e a periodontite.

Má higiene bucal é uma situação na qual a pessoa não realiza o cuidado devido com os dentes e com todas as estruturas da boca.

O que é ter uma má higiene bucal?

Ao todo, é possível entender que este tipo de situação é quando a pessoa não possui os devidos cuidados com a saúde bucal em geral. Normalmente, essa condição está associada principalmente à falta de higiene bucal, ou seja, quando a pessoa não escova os dentes nem passa o fio dental constantemente.

Outro ponto importante é passar por consultas de rotina com o dentista, para que ele faça o check up da cavidade bucal do paciente e verifique como anda a escovação.

Quais problemas são causados pela má higiene bucal?

Ao falarmos sobre doenças causadas pela má higiene bucal, é comum pensar logo de cara em disfunções como a cárie. Apesar de ser uma das possíveis consequências, uma escovação deficiente pode motivar outros problemas também. Confira na lista a seguir:

  1. Câncer de boca;
  2. Cárie dental;
  3. Mau hálito;
  4. Formação de aftas;
  5. Gengivite;
  6. Periodontite;
  7. Endocardite bacteriana, um problema no coração;
  8. Parto prematuro em gestantes que possuem periodontite, já que esta inflamação libera citoquinina e
  9. prostaglandina, substâncias que induzem o parto;
  10. Impotência sexual;
  11. Candidíase oral;
  12. Pneumonia;
  13. Artrite reumática;
  14. Diabetes.

Escovar os dentes e passar o fio dental de forma errada prejudicam a saúde bucal?

Como citado aqui, é de suma importância que todas as pessoas cuidem diariamente da saúde bucal através da escovação e do uso do fio dental. Mas é imprescindível que isso seja feito corretamente, ou seja, sem aplicar força excessiva sobre os dentes e as gengivas.

Afinal, escovar os dentes com muita força não é sinônimo de boa limpeza e ainda pode ajudar a desenvolver os seguintes problemas:

  • Sensibilidade dental;
  • Irritação gengival;
  • Retração gengival;
  • Lesões na bochecha ou nos lábios.

Usar o fio dental aplicando muita força pode lesionar a gengiva, causando sangramento e desconforto.

Como realizar a limpeza da boca corretamente?

Depois de conhecer os problemas que podem ser originados pelo uso incorreto dos utensílios de higienização da boca, a dúvida que fica é justamente sobre como limpar corretamente a cavidade oral. Por isso, separamos algumas dicas para ajudá-lo a ter uma boa saúde bucal:

Como escovar os dentes corretamente?

A boa limpeza dos dentes começa com a escolha correta da escova. Opte por uma que possua cerdas macias e a cabeça proporcional ao tamanho da sua boca.

Feito isso, vamos ao passo a passo para alcançar uma escovação perfeita:

  1. Comece escovando as superfícies voltadas para a bochecha na arcada superior;
  2. Siga para a mesma face nos dentes debaixo;
  3. Escove as superfícies internas dos dentes superiores e inferiores;
  4. Limpe as superfícies de mastigação dos dentes;
  5. Faça movimentos circulares da gengiva para fora, repetindo por 10 vezes a cada dois dentes;
  6. Para finalizar o processo, escove a língua fazendo movimentos de vai e vem;
  7. Enxague a boca fazendo um bom bochecho para retirar toda a espuma da pasta de dentes.

Lembre-se de fazer uso sempre de um creme dental com flúor e, caso recomendado pelo dentista, finalizar o processo com o enxaguante bucal.

Como fazer o uso correto do fio dental?

O aconselhado é utilizar o fio dental uma vez por dia, sendo suficiente para retirar todos os restos de alimentos e a placa bacteriana dos espaços interdentais. Para isso, siga os passos:

  1. Enrole um pedaço de cerca de 40 centímetros nos dedos médios, deixando um espaço de aproximadamente 10 centímetros entre cada dedo;
  2. Segure o fio dental entre o polegar e o indicador das duas mãos;
  3. Realize um movimento suave, sem aplicar muita força, de cima para baixo na região entre os dentes;
  4. Lembre-se de passar o fio dental na base de cada dente, ultrapassando a linha que separa o dente da gengiva;
  5. Passe pedaços novos a cada dente que será limpo;
  6. Para remover o fio de entre os dentes, faça movimentos de trás para frente.

É algo muito simples, mas que se não for feito da maneira adequada pode gerar problemas. Não se esqueça que o tecido gengival é frágil.

Agora que você sabe os problemas que a má higiene bucal pode originar, cuide da sua cavidade bucal e tenha atenção na hora de limpar os dentes.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.