Impotência pode ser desencadeada por problemas bucais

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Muitas pessoas desconhecem, mas há, sim, uma relação entre impotência e odontologia

Alguns problemas que acometem nossa saúde bucal podem migrar da cavidade para outros locais do corpo, causando adversidades para essa nova região. A endocardite, por exemplo, é ocasionada por uma bactéria da boca. E assim como ela, a impotência também pode ter uma motivação semelhante.

Isso mesmo. A impotência, tão temida pelos homens, pode ser diretamente ligada a alguns problemas bucais. Vamos descobrir quais são eles e como resolver?

Impotência sexual é a incapacidade ou dificuldade de ereção do órgão genital masculino. Esse distúrbio normalmente é tratado através da utilização de medicamentos específicos, como o viagra.

A disfunção erétil afeta homens que normalmente estão na faixa dos 50 e 80 anos. Ela interfere diretamente na qualidade de vida da pessoa e, muitas vezes, do casal, já que prejudica a saúde sexual.

Outros problemas podem ser desencadeados em virtude disso. A principal é a depressão.

Causas da Impotência

As causas mais frequentes que levam à impotência são:

  • Abuso de drogas;
  • Alcoolismo;
  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Medicamentos anti-hipertensivos, antidepressivos e antipsicóticos;
  • Problemas psicológicos;
  • Diabetes;
  • Insuficiência renal;
  • Saúde bucal comprometida.

Sintomas da Impotência

Os sintomas envolvem:

  • Dificuldade em manter a ereção;
  • Ereção parcial;
  • Redução do tamanho do pênis;
  • Demora para atingir a ereção;
  • Ejaculação precoce.

Tratamento da Disfunção Erétil

O tratamento da impotência masculina varia de acordo com a gravidade e com os sintomas. Conheça quais são:

Utilização de medicamentos

  • Sildenafil (viagra);
  • Tadalafil (cialis);
  • Apomorfina;
  • Blemelanotida.

Hormônios

A restituição de hormônios pode ser feita por meio de medicamentos em cápsulas, adesivos ou injeções intramusculares.

Seu objetivo é aumentar os níveis de testosterona.

Aparelhos de vácuo

Estimulam e melhoram a ereção. São usados principalmente por homens que são contraindicados ao tratamento medicamentoso.

Colocação de próteses

É um dispositivo médico implantado no pênis durante uma cirurgia para ajudar na ereção. É o último caso, quando o resto dos tratamentos não surtiram efeito.

Psicólogo

O psicólogo fará um trabalho interdisciplinar para manter o paciente calmo e relaxado. Dessa forma, ele poderá superar seus medos, traumas e inseguranças.

Relação com a Odontologia

Como dissemos, existe uma relação entre impotência sexual e odontologia.

Inflamações nos tecidos periodontais podem resultar em obstrução dos vasos sanguíneos do pênis. Por isso, elas acabam bloqueando uma enzima que possui papel fundamental na ereção.

Entretanto, há a possibilidade de outras veias do corpo também serem entupidas. As inflamações que mais acontecem são a gengivite e a periodontite.

E quanto mais grave for a inflamação, mais chances o homem terá de desenvolver a impotência sexual.

Além disso, a periodontite espontaneamente tem poder de bloquear a enzima eNOS, responsável pela vasodilatação e que ajuda o homem a alcançar a ereção.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação da gengiva em virtude do acúmulo de placa bacteriana. Seus sintomas são:

  • Dor na gengiva;
  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Sangramento.

Retirar a placa e o tártaro dos dentes são as formas de tratá-la, pois farão com que a gengiva desinflame.

Periodontite

A periodontite é a evolução da gengivite. Portanto, ela também compromete todos os tecidos de suporte ao redor do dente, como ossos e os ligamentos periodontais.

Desse modo, pode resultar em perda de dentes por conta da fragilidade óssea adquiria.  Seus sintomas são os mesmos da gengivite, mas com uma condição mais avançada.  Os tratamentos são cirúrgicos e não cirúrgicos.

Os cirúrgicos aplicam derivados de matriz do esmalte do dente, a fim de reconstruir o esmalte dental que foi danificado. Eles efetuam uma regeneração tecidual guiada, um tipo de enxerto tecidual.

Os não cirúrgicos estão associados à remoção da placa bacteriana e à raspagem e alisamento radicular, que raspa a raiz do dente para impedir o novo alocamento de bactérias.

É importante ressaltar que ambos os problemas são facilmente evitados através de uma ótima higienização bucal.

O paciente deve fazer a escovação sempre após as refeições, antes de dormir e ao acordar e não se esquecer de usar o fio dental. Portanto, evitando-os estará também evitando impotência.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!