Riscos dos efeitos biológicos da radiação na odontologia

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui os cuidados para evitar os efeitos biológicos da radiação na área odontológica

Para fazer o diagnóstico certeiro, muitos profissionais da área da saúde pedem por exames complementares. As radiografias são exemplos perfeitos. No entanto, é preciso ficar atento aos efeitos biológicos da radiação.

Isso porque as radiografias liberam raios x, que são radiações ionizantes. Mas afinal, o que e quais são os efeitos biológicos da radiação?

Os efeitos biológicos da radiação são reações do nosso organismo após uma ou mais exposições aos raios ionizantes.

Nesse artigo iremos tirar todas as suas dúvidas sobre os efeitos biológicos da radiação ionizante e quais cuidados devem ser tomados. Vamos começar?

Como o nosso organismo é afetado?

Quando somos expostos à radiação, o nosso corpo sofre uma reação celular.

É importante lembrar que a quantidade de exposição também afeta o grau do efeito biológico. Mas, por que o nosso organismo muda?

Bom, quando expostos ao raio x, as nossas células sofrem mudanças. Isso porque as ações químicas, físicas e biológicas são afetadas.

Assim, as nossas moléculas são quebradas e desorganizadas. Consequentemente, alguns danos são causados nas nossas células. Esse processo desencadeia reações na nossa saúde.

Quais são os efeitos biológicos da radiação?

Fizemos uma lista com os principais efeitos biológicos da radiação no ser humano para você conhecer mais sobre o assunto.

Efeitos biológicos somáticos

Eles se manifestam com a exposição da radiação, mas apenas afeta a pessoa exposta. Ou seja, as gerações futuras não são afetadas.

Alguns efeitos comuns são:

  • Vômitos;
  • Queimaduras;
  • Anemia;
  • Infecções;
  • Cefaleia; e
  • Mutações do DNA.

Efeitos biológicos hereditários

Esses efeitos biológicos também atingem as células dos órgãos reprodutores. Por isso, além da pessoa exposta, as gerações futuras também serão afetadas.

Além disso, eles são divididos em: efeitos imediatos e tardios.

Os efeitos imediatos surgem após alguns dias depois da exposição. Eles causam danos à pele, aos tecidos dos locais expostos, à medula óssea e às gônadas.

As alterações mais comuns são:

  • Síndrome gastrointestinal;
  • Síndrome aguda de radiação;
  • Síndrome do sistema nervoso central; e
  • Síndrome no sistema hematológico.

Os efeitos tardios surgem depois de meses e até anos da exposição. Assim como os imediatos, eles causam danos à pele, aos tecidos dos locais expostos, à medula óssea e às gônadas.

As alterações mais comuns são:

  • Leucemia;
  • Câncer;
  • Síndrome gastrointestinal;
  • Síndrome aguda de radiação;
  • Síndrome do sistema nervoso central; e
  • Síndrome no sistema hematológico.

Radiografias na área odontológica

Na área da odontologia, os diferentes tipos de dentistas pedem por exames radiográficos para complementar o diagnóstico. Alguns dos principais exames radiográficos são:

  • Radiografia periapical;
  • Radiografia panorâmica;
  • Radiografia oclusal;
  • Radiografia interproximal; e
  • Radiografia carpal.

E, como vimos, os exames radiográficos liberam radiações ionizantes. Por isso, é importante saber que também existe o perigo dos efeitos biológicos da radiação na odontologia.

Assim, o profissional precisa tomar algumas medidas de proteção para a segurança do paciente.

Cuidados Essenciais na Radiologia

É preciso que o profissional use equipamentos de proteção na hora de fazer o exame radiográfico.

O profissional também precisa controlar os níveis de exposição radiográfica.

Além disso, a equipe odontológica precisa alertar ao paciente sobre os possíveis riscos do radiação ionizante.

Em caso de dúvidas, o paciente pode perguntar para o seu profissional de confiança sobre o procedimento. Com esses cuidados, os efeitos biológicos da radiação podem ser evitados.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.