Dilaceração radicular é tratada com tracionamento dentário

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A dilaceração radicular dificulta o tratamento de canal e a extração de dentes

Cuidar da saúde bucal é essencial! Contudo, para certas pessoas, essa atenção deve ser redobrada. Isso porque algumas condições bucais dificultam o tratamento das infecções. A dilaceração radicular é um exemplo.

A dilaceração radicular também pode ser conhecida como acotovelamento dentário, fratura traumática intrafolicular e luxação traumática intrafolicular.

Dilaceração radicular é uma anomalia de forma dentária. Ela pode afetar a raiz ou a coroa do dente e consiste na formação de uma curvatura nessas regiões. É mais comum nos dentes incisivos centrais superiores e inferiores.

Causas da dilaceração radicular

Em geral, é difícil identificar uma causa para o desenvolvimento de uma raiz dilacerada.

Contudo, essa anomalia pode estar associada, por exemplo, à traumas ou acidentes ainda durante o desenvolvimento dos dentes decíduos.

Nesses casos, o trauma provoca o deslocamento da porção calcificada do germe dentário. Desse modo, o restante do dente sofre um processo de angulação anormal.

Ainda, a dilaceração radicular pode estar associada a um cisto adjacente, tumor ou hamartoma odontogênico (por exemplo, odontoma, ou dente supranumerário).

Riscos da dilaceração radicular

O principal risco angulação anormal ou curvatura na raiz são as possíveis falhas de erupção.

Isso significa que, graças à essa anomalia, o nascimento e desenvolvimento do dente pode ser atrapalhado ou até interrompido.

A erupção de apenas um dente incisivo central é um dos primeiros sinais clínicos de dilaceração que podem ser observados.

Além disso, a raiz do dente torta pode ser um empecilho durante a realização de alguns procedimentos odontológicos.

São exemplos deles a extração dentária ou o tratamento de canal.

Extração de dente é uma cirurgia de remoção total de um dos dentes. Ela pode ser necessária, por exemplo, pela formação de doenças infecciosas pelo acúmulo de bactérias na cavidade oral.

Quando não existe possibilidade de recuperação da região afetada, a extração dentária se torna a única solução.

Já o tratamento de canal é a recuperação da parte interna (polpa ou nervo) do dente, promovendo a remoção do tecido pulpar e posterior vedação do canal.

Desse modo, as pessoas que contam com a anomalia do acotovelamento dentário em suas arcadas dentárias devem tomar cuidados redobrados com suas saúdes bucais.

Isso em uma tentativa de evitar o desenvolvimento das doenças infecciosas que ocasionam a necessidade dessas operações.

Tipos de dilaceração radicular

Dois tipos de dilaceração podem ser identificados: dentes malformados com angulação vestibular da raiz e dentes com angulação lateral da raiz que em sua maioria erupcionam espontaneamente.

Tratamentos para a dilaceração radicular

O principal tratamento para a raiz dilacerada é o tracionamento ortodôntico. O tracionamento ortodôntico é um procedimento cirúrgico que expõe o dente incluso.

Em seguida, o órgão dental é guiado, de forma ortodôntica, para a sua posição correta na arcada dentária.

Além disso, alguns cuidados são essenciais para a realização dessa cirurgia.

A utilização de forças suaves, para não comprometer a vitalidade do dente e a perda de osso na região cervical, é um exemplo.

É importante ressaltar que o sucesso do tracionamento em casos de dilaceração radicular depende do nível da dilaceração, dos estágio de formação radicular e da posição do dente.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.