Bullying pode trazer graves consequências para a vítima

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Muitas pessoas não sabem, mas a relação entre odontologia e bullying está mais estreita do que parece

O bullying é algo sério e precisa ser combatido. Muitas vezes, a principal forma de cessá-lo é por meios judiciais, buscando a proteção da vítima.

Atingindo pessoas de todas as idades, o maior foco do bullying está nas crianças e nos adolescentes com a estética comprometida, sendo os principais alvos nas escolas e entre os colegas.

O bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, podendo ser verbais ou físicas. Elas são feitas de maneira repetitiva por um ou mais alunos, atingindo uma pessoa especificamente ou um grupo. Então, trata-se de assédio moral.

Características do Bullying e seus principais alvos

Crianças e adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. A maioria tende a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, apresentar comportamento agressivo.

Em casos extremos, a vítima pode buscar o suicídio. Por isso, a preocupação deve ser gigantesca, assim como o debate sobre o assunto, que, felizmente, vem aumentando nos últimos anos.

A prática é caracterizada por intimidações e agressões verbais e físicas, que são recorrentes. Dessa forma, é possível perceber que o agressor sente prazer em humilhar a pessoa.

No entanto, há maneiras mais sutis de realizar o bullying, como isolar socialmente a vítima ou espalhar rumores sobre ela.

Na maioria das vezes, quem sofre com a situação costuma ser uma pessoa com características diferentes dos praticantes.

Por essa razão, a atividade ocorre devido a uma relação desigual de poder entre quem está fazendo e quem está recebendo. Normalmente, a vítima é uma pessoa com dificuldades de se impor e impedir as agressões, o que faz com que ela sofra em silêncio.

Por outro lado, o agressor habitualmente é uma pessoa com problemas de empatia, que, às vezes, tem uma relação familiar conturbada. Mas há situações em que ele apenas quer ser o centro das atenções.

O que é considerado Bullying ou não?

Nem toda agressão pode ser chamada e considerada como bullying. Primeiramente, o bullying geralmente ocorre entre colegas de escola, de faculdade e de trabalho.

Além disso, brigas e discussões pontuais não são suficientes para caracterizar bullying, pois foram ocasionadas a partir de outros motivos.

Um exemplo clássico é o de uma criança mais velha e mais forte que intimida uma outra mais nova e mais fraca.  Como a criança menor não tem como se defender, acaba sendo oprimida.

Com a internet, surgiu o cyberbullying, que é basicamente práticas de bullying por meios virtuais, através de redes sociais, por exemplo, que costumam ser a principal área de ataque.

Os agressores utilizam esses meios para compartilhar informações falsas sobre as vítimas e postar fotos e conteúdos que as expõem, que podem ser feitos de maneira anônima.

Relação entre Bullying e odontologia

A relação entre bullying e odontologia é mais estreita do que parece. É muito comum que os dentes sejam um dos principais alvos de gozação. Sorriso imperfeito, aparelhos ortodônticos e diversas outras questões mantêm essa relação.

E os problemas dentários ficam à frente de caracterizações como peso e altura, como pode ser visto em um estudo divulgado pela American Journal of Orthodontics & Dentofacial Orthopedics, que analisou uma amostra de 920 crianças de Amã, capital da Jordânia.

Problemas dentários chegam a ser a principal causa desse tipo de assédio moral nas escolas, ficando à frente de características como peso e altura.

Por ordem, as características que mais são levadas em conta são:

  1. Dentes;
  2. Força;
  3. Peso, seja com os muito magros ou os que sofrem de obesidade;
  4. Tipo de cabelo;
  5. Altura;
  6. Roupas;
  7. Formato dos olhos e do nariz;
  8. Uso de óculos;
  9. Orelhas;
  10. Lábios;
  11. Sardas;
  12. Queixo.

Especificamente sobre os dentes, as ofensas frequentemente circundam as seguintes características:

  • Diastema, o espaço entre os dentes;
  • Protrusão antero-superior, quando os dentes são posicionados muito para frente;
  • Apinhamento antero-superior, chamados popularmente de dentes encavalados;
  • Mordida aberta;
  • Retrognatismo e prognatismo, apresentando mandíbula pequena ou mandíbula grande.

Isso traz cada vez mais implicações importantes para odontologia, principalmente para os ortodontistas.

A possibilidade de sofrimento causado pelo bullying deve ser considerado quando os pacientes chegam ao consultório.

Portanto, juntamente com o tratamento, é importante que o dentista dê ao paciente conselhos adequados e converse sobre o bullying com os pais ou responsáveis.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

One Reply to “Bullying pode trazer graves consequências para a vítima”

  1. Olá, Drª! Meu nome é Vinício, tenho 30 anos e faço tratamento ortodôntico à 13 anos.
    Estou pronto para fazer a cirurgia. Só estou aguardando a liberação do hospital. Entendo a deformidade na minha face e que não tenho “padrão” estético que as pessoas estão habituadas a ver. Mas, na minha parte psicológica, nunca soube o verdadeiro motivo em que reparo em que as pessoas riem de mim, ou se afastam. Fico por último nas escolhas, trabalhos em grupo, tenho dificuldades em interagir com as pessoas e as mesmas comigo. Talvez, naturalmente as pessoas já selecionam pela aparência. Isso foi assim a vida inteira: escola faculdade, trabalho, na rua, no ônibus as pessoas não sentam perto.
    Não quero ser o centro das atenções; mas não consigo entender o motivo de rejeitar, humilhar alguém pela aparência. Quando criança, tudo bem, elas não pensam com racionalidade. Mas nos adultos, é complicado. Gostei muito do seu texto. E queria saber se existe mais dicas e orientações para trabalhar essa parte social, interação, autoestima no dia a dia.
    Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.